Revista GGN

Assine

recibos

Lula diz para Moro também cobrar documentos originais de procuradores e delator

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN - Os advogados do ex-presidente Lula decidiram demandar que Sergio Moro dê tratamento igual à defesa e acusação e solicitaram que os procuradores de Curitiba sejam intimados a apresentar a versão original de vários documentos que estão sob suspeita de falsidade.

A iniciativa ocorreu após Moro determinar que Lula apresente as vias originais dos comprovantes de aluguel que juntou aos autos para atestar que não recebeu vantagens indevidas em processo que envolve a Odebrecht.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Moro não aceita que acusação sobre recibos seja rebatida

Jornal GGN – Depois da resposta do Hospital Sírio Libanês, de que o advogado Roberto Teixeira não visitou Glaucos quando de sua internação, o juiz de piso Sergio Moro extrapolou de sua função de juiz julgador e se transformou em investigador, já que não houve provocação do Ministério Público.

O desmentido em questão é sua reação diante do ofício do hospital em resposta ao que disse o candidato a delator. Moro não se conforma, e bate fora do martelo da Justiça.

Leia mais »

Média: 4.7 (29 votos)

Defesa de Lula rebate MPF e informa ter recibos originais para perícia

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - A defesa de Lula respondeu nesta quarta (11) os questionamentos apresentados pela Lava Jato de Curitiba sobre os recibos do aluguel apresentados na tentativa de provar licitude na relação contratual entre Glaucos da Costamarques e Marisa Letícia. Os documentos viraram objeto de uma perícia pelo Ministério Público Federal, que alega falsidade ideológica.

"Em mais um ato de convicção, o MPF afirmou em manifestação apresentada em 04/010, sem perícia ou amparo técnico, que 'sem margem à dúvida' (sic) os recibos seriam falsos. Na manifestação protocolada hoje, apresentamos 9 motivos que demonstram o erro dos procuradores ao sustentar a falsidade desses documentos", apontou a defesa.

Leia mais »

Média: 5 (11 votos)

Dallagnol diz que recibos de Lula são falsos e não há prova fiscal de pagamentos

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O procurador Deltan Dallagnol, líder da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, disse em documento enviado ao juiz Sergio Moro [em anexo] que os recibos de aluguel apresentados pela defesa de Lula são falsos. Entre os elementos usados para questionar os comprovantes está a quebra de sigilo fiscal do ex-presidente, de Marisa Letícia, da LILS (empresa de palestras) e do Instituto Lula. Segundo Dallagnol, as apurações revelaram que não há "fluxo financeiro" partindo de contas ligadas ao petista para Glaucos da Costamarques, dono do imóvel em São Bernardo do Campo.
Média: 1.4 (9 votos)

A conveniente história dos recibos de aluguel forjados

A inconsistência, as lacunas e as mudanças ao saber da crise, que eram identificadas nos relatos de Delcídio por qualquer leigo, também sonda as falas de Glaucos. A ansiedade do “laranja” para obter benefícios da Lava Jato só não é tão gritante quanto o desespero de um senador que viu a casa cair depois de parar na prisão

 

Foto: Ricardo Stuckert

 

Jornal GGN - Defendido pelo mesmo advogado de Paulo Roberto Costa, Glaucos da Costamarques virou alvo dos holofotes da mídia desde que disse ao juiz Sergio Moro que nunca recebeu os valores correspondentes a um imóvel alugado à família de Lula, em São Bernardo do Campo. A história, cheia de lacunas, já começava com uma cobertura enviesada por aí: os jornalões abafaram o fato de que Glaucos, meses antes do encontro com Moro, havia dito o contrário à Polícia Federal.

 

Na última sexta-feira (29), Glaucos virou notícia de novo. Desta vez, apresentando uma petição em que afirma que parte dos recibos apresentados pela defesa do ex-presidente para comprovar os pagamentos do aluguel de 2011 a 2015 foram assinados por ele numa tacada só.

Aqui, outro erro factual cometido por parte da grande mídia: jornais como O Globo e Valor chegaram a alardear a versão de que todos os recibos haviam sido forjados em apenas um dia.

Leia mais »

Arquivo

Média: 4.6 (21 votos)

Moro usa a versão da mídia, e não a do réu, em processo contra Lula

Ao contrário do que Moro cogita em despacho assinado nesta segunda (2), em nenhum momento a defesa de Glaucos da Costamarques disse oficialmente que ele assinou todos os recibos de aluguel em 2015
 
Jornal GGN - O juiz Sergio Moro decidiu surfar nos erros factuais que alguns veículos de comunicação cometeram em reportagens sobre os recibos de pagamento de aluguel apresentados pela defesa de Lula, na semana passada. O magistrado atribuiu a Glaucos da Costamarques, dono do imóvel alugado à família do ex-presidente, uma fala que ele nunca disse oficial ou extraoficialmente.
 
Em despacho assinado nesta segunda (2), Moro escreveu: "A Defesa de Glaucos da Costamarques, em petição do evento 1.118, reitera que o acusado somente passou a receber os aluguéis ao final de 2015 e que teria assinado os recibos, todos ou em parte, ao final de 2015 quando estava hospitalizado. Requer diligências."
 
Mas na petição a que Moro se refere, a defesa de Glaucos não diz em nenhum momento que seu cliente assinou "todos" os recibos ao final de 2015. O que a defesa do delator informal de Lula alega, agora que foi confrontada com os comprovantes de pagamentos feitos entre 2011 e 2015, é que os papéis "referentes a 2015" foram assinados numa tacada só.
Média: 3.8 (10 votos)

Após história dos recibos e ibope de Lula, Datafolha pergunta se ex-presidente poderia ser preso

Jornal GGN - Após pesquisa CNI/Ibope mostrar que Lula segue liderando a disputa eleitoral para 2018 mesmo após a condenação imposta por Sergio Moro no caso triplex, o Datafolha decidiu ir às ruas perguntar se o ex-presidente deveria ser preso pela Lava Jato. A pesquisa ocorreu entre os dias 27 e 28 de setembro, dias em que a grande mídia ajudou a operação a construir a narrativa de que os comprovantes de aluguel apresentadas pela defesa de Lula, no âmbito da segunda ação penal nas mãos de Moro, foram forjados.

Leia mais »

Média: 2.4 (11 votos)

Zanin pede correção de jornal sobre recibos de apartamento vizinho ao de Lula

Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Jornal GGN - O advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin Martins, teve que mais uma vez desmentir interpretações da imprensa sobre os comprovantes de aluguéis e o contrato enviados ao juiz Sérgio Moro, referentes à legalidade do aluguel do apartamento vizinho ao de Lula, em São Bernardo do Campo, São Paulo.

Desta vez dirigida a O Globo, Zanin pede a correção de informações divulgadas pelo jornal neste sábado (30). Confira:

Leia mais »

Média: 4.8 (18 votos)

Último recibo de aluguel já derruba tese de ilegalidade, diz defesa de Lula

Advogados questionam a cobrança de recibos por Sergio Moro, que já foram entregues, enquanto juiz nega à defesa produzir outras provas 
 
 
Jornal GGN - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mais uma vez emitiu comunicado contrariando os pontos defendidos por diversos jornais de que os comprovantes do aluguel do apartamento vizinho ao de Lula em São Bernardo do Campos (SP) não seriam suficientes para comprovar a legalidade do imóvel.
 
Como divulgou o GGN nesta quarta-feira (27), mesmo sem provas de que o aluguel tenha sido benesses da Odebrecht em contratos obtidos pela empreiteira na Petrobras, o ex-presidente foi pressionado a comprovar que o imóvel foi regularmente alugado.
 
Ainda que a obrigação de comprovar supostos ilícitos envolvendo o apartamento é dos acusadores, neste caso os procuradores da força-tarefa do Paraná, Zanin levantou 26 recibos de pagamentos do aluguel e enviou cada um deles juntamente com o contrato firmado com o proprietário Glaucos da Costamarques, para atestar a transação legítima. Mas jornais rechearam manchetes da semana com questionamentos.
Média: 4.5 (17 votos)

Recibos foram feitos por quem recebeu o aluguel, não por Lula, diz Zanin

 
Jornal GGN - A defesa do ex-presidente Lula disse à coluna da jornalista Mônica Bergamo, na noite desta terça (6), que a polêmica que tentam criar em torno dos recibos do aluguel apresentados à Lava Jato é uma "bobagem".
 
A longo do dia, a imprensa deu destaque ao fato de que nos recibos constam duas datas que não existem no calendário: 31 de novembro de 31 de junho. O caso é usado por alguns portais anti-Lula para insinuar que os documentos são falsos.
Média: 4.1 (17 votos)

Com recibos, Lava Jato tenta transformar doações legais ao Instituto Lula em crime

Jornal GGN - O delator Marcelo Odebrecht, réu em processo contra Lula e condenado em outras ações da Lava Jato, agora afirma que as doações lícitas feitas pela empresa ao Instituto Lula sairam do chamado departamento de propinas. 

Odebrecht entregou recidos de R$ 4 milhões em doações e e-mails que supostamente ligam os valores ao setor de propinas da empreiteira ao Ministério Público. Por sua vez, os procuradores anexaram os documentos à ação penal em que Lula é acusado de receber vantagens indevidas.

A reportagem do Estadão não divulgou imagens do e-mails, mas publicou a seguinte mensagem que teria sido trocada pelos executivos da Odebrecht: “Italiano [Palocci] disse que o Japonês [Paulo Okamotto] vai lhe procurar para um apoio formal ao inst de 4m (não sabe se todo este ano, ou 2 este ano e 2 do outro). Vai sair de um saldo que o amigo de meu pai ainda tem comigo de 14 (coordenar com HS [Hilberto Silva] no que tange ao Credito) mas com MP no que tange ao discurso pois será formal."

Leia mais »

Média: 3.3 (7 votos)