Revista GGN

Assine

lula

Defesa de Lula afirma que Lava Jato cria nova versão

Jornal GGN – A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva alerta que os procuradores da Lava Jato, face ao desmoronamento de versões anteriores dos registros que ligam Roberto Teixeira e Glaucos da Costamarques, cria uma nova versão.

Os advogados de Lula demonstram que existem provas mais que suficientes que Roberto Teixeira não visitou Glaucos no Hospital Sírio Libanês, bem como a compra do apartamento vizinho ao do ex-presidente de forma regular pelo citado.

Leia mais »

Média: 4.6 (21 votos)

PT vai arriscar lançando Lula candidato, não tem plano B, diz Lindbergh

Jornal GGN - O senador Lindbergh Farias disse que o PT não tem mais plano B e deve lançar Lula como candidato a presidente em 2018, mesmo diante da possibilidade de condenação em segunda instância no caso triplex. A afirmação foi feita pelo senador à coluna de Mônica Bergamo, após o partido tomar conhecimento de um parecer que explica como Lula pode judicializar a inelegibilidade imposta pela Lei da Ficha Limpa.

Para o PT, mesmo que Lula tenha o registro impugnado no meio da campanha, sem o ex-presidente, sua presença será fundamental para o partido conseguir alavancar as candidaturas ao Congresso.

Leia mais »

Média: 4.4 (8 votos)

A Globo sente saudades do governo Lula, por Roberto Yassuo Shiroma e André Paiva Ramos

 
 
Por Roberto Yassuo Shiroma e André Paiva Ramos*
 
No período que corresponde ao governo Lula, de 2003 a 2010, a Globo Comunicação e Participações S/A registrou um grande salto no seu desempenho. Entretanto, nos períodos subsequentes, referente aos governos Dilma Rousseff, de 2011 ao início de 2016, e Michel Temer, até o final de 2016, esse conglomerado apresentou uma piora significativa no desempenho de seus resultados em relação ao passado recente, sobretudo nos últimos dois anos. Após as acirradas eleições presidenciais de 2014, podemos ressaltar, entre outros fatores, a intensificação da crise econômica, política e institucional e os desdobramentos da operação Lava-Jato, que foram fundamentais para afetar esse desempenho. Relacionado diretamente a essas questões, verificou-se ainda, na grande mídia, principalmente na atuação do jornalismo da Globo, um forte posicionamento contra o governo Dilma, o que impulsionou o impeachment e foi determinante para a deterioração das expectativas e da confiança e, consequentemente, para a piora da recessão econômica. Mais recentemente, um relevante posicionamento da Globo contrário ao governo Temer também pode ser observado. Seriam o desempenho financeiro e os interesses dos negócios da Globo peças chaves para pautarem o tom do seu jornalismo relacionado às áreas política e econômica?
Média: 4.3 (7 votos)

Moro manda delegado investigar prova que Odebrecht apresentou contra Lula

Foto: Lula Marques

Jornal GGN - O juiz Sergio Moro determinou que um delegado da Polícia Federal estabeleça quando e quem inseriu numa planilha atribuída à Odebrecht alguns valores que os procudores de Curitiba utilizam na tentativa de criar um elo entre Lula e suposta propina proveniente da empreiteira.

A decisão de Moro faz parte de uma perícia que o juiz determinou em provas que Odebrecht e Lava Jato inseriram nos autos da segunda ação penal contra Lula, agora por vantagem indevida envolvendo um imóvel para o Instituto Lula e um apartamento da propriedade de um primo distante de Bumlai, o engenheiro (e réu) Glaucos da Costamarques. 

Leia mais »

Média: 4 (6 votos)

Como Lula pode ser candidato mesmo se condenado em segunda instância

Jurista explica que Lula tem vários caminhos para insistir na candidatura, mesmo ao custo de gerar nova crise política
 
Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN - Encomendado pelo PT, um parecer do jurista Luiz Fernando Casagrande Pereira explica como o ex-presidente Lula, em caso de condenação em segunda instância, pode judicializar a questão da Lei da Ficha Limpa e concorrer à presidência em 2018, possivelmente criando um cenário de instabilidade.
 
Segundo o parecer, Lula pode aproveitar que a inelebigilidade decorrente de decisão colegiada segundo previsto na Lei da Ficha Limpa ainda não é "firme" e brigar pelo registro de candidatura na Justiça. Se obtiver uma liminar, poderá respirar um pouco mais tranquilo. Mas se não conseguir, também não será fácil para a oposição impugnar a candidatura rapidamente.
 
Mesmo com todos os agentes envolvidos apertando o passo na tentativa de frear a candidatura de Lula, o assunto só vai se esgotar em setembro de 2018, quando o petista já estará em "plena campanha". Neste caso, se chegar a ser impedido e não quiser colocar todos os votos em risco, ele poderá pedir a substituição às vésperas do primeiro turno.
Média: 3.3 (3 votos)

Os primeiros ensaios para as eleições de 2018, por Luis Nassif

Daqui até o início da campanha eleitoral, muita água irá rolar. Não se descarta a possibilidade de um político outsider. Mas, a cada dia que passa, essa hipótese se estreita pela impossibilidade de construção de imagem a tempo de chegar pronto até as eleições, mesmos nesses tempos de redes sociais. Embora não se possa descartar figuras televisivas, como Luciano Huck.

Hoje em dia, as candidaturas postas estão quase todas sob o fogo de uma polarização intensa.

Aproximando-se as eleições, é possível uma convergência para o chamado centro democrático.

 

Têm-se, portanto, três campos de polarização:

Campo 1  - O conservadorismo, sendo disputado por Geraldo Alckmin, Bolsonaro e João Dória Jr

Campo 2 - A esquerda, não se descartando candidatos do PSOL.

Campo 3 - O candidato do centro democrático.

As seis candidaturas até agora aventadas – Lula, Ciro Gomes, Fernando Haddad, João Dória Jr, Bolsonaro e Geraldo Alckmin – podem ser divididas de acordo com duas categorias.

Leia mais »

Média: 4.4 (16 votos)

Lula diz para Moro também cobrar documentos originais de procuradores e delator

Foto: Ricardo Stuckert

Jornal GGN - Os advogados do ex-presidente Lula decidiram demandar que Sergio Moro dê tratamento igual à defesa e acusação e solicitaram que os procuradores de Curitiba sejam intimados a apresentar a versão original de vários documentos que estão sob suspeita de falsidade.

A iniciativa ocorreu após Moro determinar que Lula apresente as vias originais dos comprovantes de aluguel que juntou aos autos para atestar que não recebeu vantagens indevidas em processo que envolve a Odebrecht.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Lula diz que ração de Doria não deve ser dada "nem pra cachorro"

Foto: Ricardo Stuckert

Da RBA

Em reunião com militantes nesta segunda-feira (16), na cidade de Ferraz de Vasconcelos, região metropolitana de São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que fará uma nova caravana a partir da próxima semana, desta vez pelo estado de Minas Gerais.

“Nós precisamos mostrar para o povo brasileiro o que está acontecendo nesse país. A gente tinha uma presidente eleita pelo voto popular, até que a Globo e outros veículos começaram a jogar a culpa de todas as desgraças na Dilma (Rousseff), prometeram que era só tirar o PT do governo e tudo melhorava, e o que aconteceu?”, questionou Lula, para logo em seguida enumerar os mais importantes retrocessos em curso no Brasil governado por Michel Temer. “Toda a vez que a gente lá de cima corta o orçamento, quem paga o pato não é a Fiesp, é o povo pobre desse país.” 

Leia mais »

Média: 4.5 (10 votos)

Procuradores não querem que Marisa seja declarada inocente no caso triplex

Foto: Ricardo Stuckert
 
 
Jornal GGN - O Ministério Público Federal enviou um parecer à turma doTribunal Regional Federal da 4ª Região que vai julgar um recurso de Lula contra decisão de Sergio Moro, opininado pela não absolvição sumária de Marisa Letícia no caso triplex.
 
Após a ex-primeira dama falecer em decorrência de um AVC, no início do ano, a defesa de Lula solicitou a Moro que ela fosse retirada dos bancos dos réus e, segundo permite a lei, considerada inocente por absolvição sumária. Mas o juiz de Curitiba não acatou o pedido na íntegra, concedendo apenas a extinção da punibilidade à Marisa.
 
Questionado sobre o recurso, o MPF afirmou que "não há como o magistrado emitir juízo sobre a inocência ou a culpa da acusada".
Média: 1.6 (16 votos)

Jurista argentino diz a Moro que condenação de Lula é ilegítima

 
Jornal GGN - A defesa de Lula enviou a Sergio Moro o parecer do jurista argentino Júlio Meier,
que foi ministro e presidente do Tribunal Superior de Justiça de Buenos Aires, afirmando que a sentença imposta ao ex-presidente no caso triplex foi "ilegítima". Meier argumentou que até Moro admitiu que o apartamento da OAS não estava em nome de Lula. 
 
“O domínio do imóvel do caso pertence a uma sociedade (pessoa jurídica) e a sentença tampouco parte de afirmar que o ex-presidente seja um dos sócios ou acionistas dessa sociedade, hipóteses na qual poder-se-ia discutir que o “presente” foi recebido indiretamente. A hipótese, portanto, é também descartável”, afirma Meier.
 
Além disso, ele criticou a figura do juiz que instrui o processo e julga o réu, pelo perfil de acusador, apontou reportagem do Conjur.
Média: 4.4 (13 votos)

Sem Lula, eleitorado se dilui e Huck cresce sobre Doria, por José Antônio Severo

Foto: Orlando Brito
 
 
Jornal GGN - José Antônio Severo publicou artigo em Os Divergentes afirmando que uma pesquisa eleitoral ainda não divulgada apontou que Lula tem mais de 50% do eleitorado no Nordeste mas, se não puder concorrer em 2018, a tendência do eleitorado é se diluir. Além disso, Luciano Huck acaba crescendo e escanteando João Doria na disputa pela chapa do DEM. 
Média: 1.1 (8 votos)

Juiz de Lula em 2ª instância diz que "tem de fazer aquilo que acredita"

Foto: Divulgação/TRF4

 
Jornal GGN - Em entrevista a um dos produtos da Globo, o desembargador João Pedro Gebran Neto, um dos juízes de Lula em segunda instância, afirmou que está ciente de que o julgamento do caso triplex no Tribunal Regional Federal terá "consequências políticas".
 
"Todas elas [as decisões do TRF4] têm. A decisão sobre conceder ou não um medicamento também tem uma consequência política. O julgador não se preocupa com isso. Muitas vezes, ele tem de agir contramajoritariamente. Mas tem de fazer aquilo que acredita. Todos nós lá no tribunal fazemos isso."
Média: 1.5 (8 votos)

Juíza não deu autorização para Polícia levar pertences do filho de Lula

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - A Polícia Civil de São Paulo não tinha autorização judicial para levar computadores, mídias e documentos da casa de Marcos Lula, filho mais velho do ex-presidente Lula, que foi alvo de busca e apreensão na semana passada, segundo revelou a jornalista Mônica Bergamo. Além disso, os policiais só tinham mandado para conferir apenas um endereço, mas acabaram entrando em uma segunda casa supostamente ligada ao ex-vereador petista.

Na noite de sexta (13), a revista Veja informou que a juíza do caso se disse "enganada" pelos policiais do Estado governado por Geraldo Alckmin (PSDB).

"No dia seguinte [à busca e apreensão], a juíza que autorizou a busca e apreensão, Marta Pistelli, determinou que todos os objetos fossem devolvidos e se disse 'enganada' pelos policiais. Afirmou que o pedido de busca não identificava o morador da residência e que autorizara que a polícia visitasse apenas um local, e não dois."

Leia mais »

Média: 4.9 (11 votos)

Moro não aceita que acusação sobre recibos seja rebatida

Jornal GGN – Depois da resposta do Hospital Sírio Libanês, de que o advogado Roberto Teixeira não visitou Glaucos quando de sua internação, o juiz de piso Sergio Moro extrapolou de sua função de juiz julgador e se transformou em investigador, já que não houve provocação do Ministério Público.

O desmentido em questão é sua reação diante do ofício do hospital em resposta ao que disse o candidato a delator. Moro não se conforma, e bate fora do martelo da Justiça.

Leia mais »

Média: 4.7 (29 votos)

Regina Duarte perdeu o medo? Por Jefferson Miola

Por Jefferson Miola

Na campanha de 2002, a consagrada atriz da Rede Globo, Regina Duarte, protagonizou a histeria obscurantista que na eleição de 1989 havia sido protagonizada por Mário Amato, o então presidente da FIESP.

O objetivo com este método terrorista era impedir, a qualquer custo, a eleição do Lula à Presidência do Brasil.

Leia mais »

Média: 4.5 (29 votos)