Revista GGN

Assine

justiça do rio

Negado pedido de habeas corpus de Nuzman

Jornal GGN – A Primeira Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), por decisão do desembargador federal Abel Gomes, negou pedido de habeas corpus ao ex-presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB) Carlos Arthur Nuzman, que foi preso na Operação Unfair Play.

O pedido foi feito pelos advogados, que pretendiam revogar as determinações da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. A primeira instância decretou prisão temporária, convertida depois em preventiva, além de ordenar busca e apreensão na casa de Nuzman, determinando bloqueio de bens e apreensão de passaporte. As medidas foram tomadas em atendimento a acordo de cooperação jurídica internacional com o governo francês.

Leia mais »

Média: 1 (2 votos)

Estado do Rio terá que indenizar família de Amarildo

Jornal GGN – O estado do Rio de Janeiro foi condenado pela Justiça a pagar indenização à família do pedreiro Amarildo de Souza, que desapareceu após prisão quando foi levado para uma base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) pela Polícia Militar, em 2013, na Rocinha.

A juíza da 4ª Vara de Fazenda Pública da Capital, Maria Paula Gouvêa Galhardo, condenou o estado a pagar a sete integrantes da família de Amarildo uma indenização de R$ 500 mil, além de pensão de dois terços do salário mínimo (equivalentes a R$ 586,66), no caso da viúva Elizabete Gomes da Silva, até os 68 anos, e aos seis filhos, até completarem 25 anos.

Ainda dentro da decisão da juíza, uma mãe de criação e dois irmãos de Amarildo deverão receber R$ 100 mil cada. A informação foi divulgada nesta sexta-feira, dia 10, na página do Tribunal de Justiça na internet.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Justiça do Rio condena ex-prefeita de São Gonçalo por improbidade administrativa

Rio de Janeiro - O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) condenou a ex-prefeita do município de São Gonçalo Maria Aparecida Panisset por improbidade administrativa e dano ao Erário. A decisão da 20ª Câmara Cível do tribunal, divulgada hoje (9), manteve a sentença de primeira instância e determinou a suspensão dos direitos políticos de Aparecida Panisset pelos próximos oito anos.

O TJRJ também aplicou à ex-prefeita multa equivalente a 20 vezes o valor do salário que Aparecida Panisset recebia como prefeita à época dos fatos narrados na petição inicial. A pedetista administrou o município, localizado na região metropolitana do Rio e o segundo mais populoso do estado, por dois mandatos, de 2005 a 2012. Leia mais »

Sem votos

Justiça do Rio nega habeas corpus a policiais envolvidos no desaparecimento de Amarildo

Douglas Corrêa

Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - A Justiça do Estado do Rio de Janeiro, por unanimidade de votos, negou hoje (27) habeas corpus em favor do major da Polícia Militar (PM) Edson Raimundo dos Santos e do tenente PM Luiz Felipe de Medeiros. Com a decisão, eles continuarão presos no Presídio Petrolino Werling de Oliveira, Bangu 8, no Complexo de Gericinó, zona oeste da cidade. A decisão foi tomada  pela 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça. Os dois oficiais atuavam como comandante e subcomandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Rocinha, quando ocorreu o desaparecimento do ajudante de pedreiro Amarildo de Souza, de 47 anos, no dia 14 de julho.

Leia mais »
Sem votos