Revista GGN

Assine

fórum

CNJ criará Fórum para combater violência no campo


Foto: Divulgação

Cármen Lúcia anuncia ao PT recriação de fórum no CNJ para enfrentar violência no campo

Do PT na Câmara

Um importante instrumento para combater a violência no campo será recriado pelo Conselho Nacional de Justiça - o Fórum Nacional para o Monitoramento e Resolução de Conflitos no Campo. A decisão foi anunciada hoje (10) pela presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, durante reunião com deputados da Bancada do PT na Câmara. A reivindicação da bancada foi apresentada pelo líder do partido na Câmara, deputado Carlos Zarattini (SP).“Trata-se de um importante avanço, já que o Fórum, criado em 2009, foi uma experiência promissora, mas fracassada pela absoluta falta de prioridade às suas atividades”, comentou Zarattini.

Leia mais »

Média: 1 (1 voto)

Refugiados e imigrantes no Brasil são tema de debate em São Paulo

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Da RBA

 
Evento também discutiu o papel da mídia na percepção da população sobre a presença de estrangeiros no Brasil. “Não devemos olhar como pessoas estranhas no nosso país", disse representante da OAB-SP

Com o objetivo de estimular a reflexão sobre a função da mídia, o desenvolvimento de políticas públicas e o papel das entidades sociais, foi realizado no auditório do Museu de Artes de São Paulo (Masp), na tarde desta quarta-feira (20), o 1º Fórum sobre Imigrantes e Refugiados no Brasil.

Promovido pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras), o evento, intitulado E eu, onde fico?, também discutiu o agravamento da crise mundial dos refugiados. Segundo Ali Hussein El Zozghbi, vice-presidente da Fambras, o debate sobre o tema é muitas vezes influenciado por preconceito e desinformação.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Idoso Protagonista faz arte e cultura no mês de dezembro

O evento, que será em Minas Gerais, pretende aproximar e nutrir, ainda mais, os trabalhos realizados pela terceira idade

Jornal GGN - Uma programação repleta de arte e cultura pretende aproximar, ainda mais, artistas e grupos formados pela terceira idade no Festival da Primavera – Idoso Protagonista. O evento, realizado pelo Green (Grupo de Estudos do Envelhecimento) e produzido pela Frisa Produtora, acontecerá entre os dias 04 e 07 de dezembro de 2016. Com o objetivo de aproximar e nutrir a arte entre os idosos o Festival será na cidade de Lambari, em Minas Gerais.

No evento, a programação é marcada com musicais, dança, teatro, corais, artesanato, artes plásticas e demais talentos dos inscritos no evento. Além de oficinas de dança, memória, fonoaudiologia, Ioga, Zumba, hidroginástica, caminhadas, saraus e uma mostra na praça central da cidade para os moradores. Para curtir a noite, os idosos, poderão aproveitar a Festa de Gala, a Festa dos Anos Dourados e a Festa de Raiz com samba e forró.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Governo apresenta esboço da Reforma da Previdência e promete diálogo

 
Jornal GGN - O Palácio do Planalto pretende apresentar a primeira versão da Reforma da Previdência, durante o Fórum marcado para esta quarta-feira (17) para discutir o tema. Entre as pautas defendidas está a fixação da idade de 65 anos, apostada pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Durante a abertura dos trabalhos legislativos, no início do mês, a presidente Dilma Rousseff já havia se manifestado que a crise é um "momento doloroso para ser desperdiçado", justificando a necessidade de uma nova Reforma.
 
Na ocasião, Dilma havia ressaltado que a Previdência precisa novamente ter sustentabilidade, "em um contexto de envelhecimento da população", aprimorando o cálculo da aposentadoria por idade e tempo de contribuição. "Um dado ajuda a explicitar nosso desafio: em 2050, teremos população em idade ativa similar à atual. Já a população acima de 65, será três vezes maior", citou a presidente.
 
Para o desafio de discutir a mudança, um primeiro esboço deve ser entregue nesta quarta, ainda que sem a total aprovação do ministro da Previdência, Miguel Rosseto, defensor de um debate mais amplo e de longo prazo sobre o tema. O governo, contudo, buscará diálogo - disse o ministro em entrevista ao Valor.
 
Dentro do Congresso, partidos de oposição dão sinais de maturidade para debater a proposta. O PSDB, principal sigla da oposição, mostrou que o partido quer manter a coerência do discurso e apresentar uma postura mais propositiva. Para o prefeito de Manaus, ex-ministro de FHC e ex-líder no Senado, Arthur Virgílio Neto, não é possível fazer alguma mudança significativa "sem ter diálogo com quem governa". Não se trata de uma união nacional, explicou, mas um dever de que "todo mundo num barco só - é simplesmente uma pauta de reformas que tire esse país da crise rapidamente", disse. Na opinião dele, a presidente não só tem o direito como o dever de propor uma agenda para a crise.
Média: 2.6 (5 votos)

Serviços das empresas juniores custam 10% do que é ofertado no mercado

Principais clientes são pessoas comuns e pequenas empresas. Em 25 anos, as empresas juniores formaram 11 mil universitários empreendedores  
 
 
Jornal GGN - Existem hoje no Brasil mais de 30 mil estudantes que atuam em Empresas Juniores, que são associações sem fins lucrativos, formadas exclusivamente por alunos, sejam eles do ensino técnico ou do ensino superior, onde o intuito é unir a teoria aprendida nas salas de aula à prática do mercado de trabalho. Os serviços prestados por essas empresas custam em média 10% dos serviços prestados por empresas formalizadas, segundo o presidente da Federação das Empresas Juniores do Estado do Rio de Janeiro (RioJunior) Henri de Paiva Souza.
 
“Os valores cobrados pelos serviços são mais baratos porque não temos fins lucrativos, além disso, cerca de 98% do clientes das empresas juniores são pessoas comuns ou empresários de micro, pequenas e médias empresa que nos procuram para consultoria ou ajudar na condução de algum produto”, explicou ele durante sua participação no 62º Fórum Brasilianas.org, sobre a importância das pequenas e médias empresas para o desenvolvimento do país, realizado na última terça (25), em São Paulo. O dinheiro que chega até a empresa junior através do trabalho dos estudantes é, por sua vez, reinvestido na manutenção do próprio empreendimento.
 
Atualmente existem empresas juniores em todos os estados brasileiros. Só no Rio de Janeiro, a federação local representa 100 entidades desse perfil onde trabalham 2 mil jovens. O conceito nasceu na França, em 1967, a partir de grupos de estudantes e professores que chegaram à conclusão de que a constituição de um empreendimento que funcionasse nos moldes do mercado, mas sem fins lucrativos, seria o ideal para que o aluno saísse da graduação atendendo as expectativas do mercado de trabalho.
Média: 5 (1 voto)

Brasil tem mais patentes em setores que vendem para o Estado

Recursos naturais precisam ser vistos como indutores para capacitação tecnológica
 
 
Jornal GGN - A política de inovação para incentivar pesquisa e desenvolvimento (P&D) na indústria brasileira, através da oferta de recursos financeiros desembolsados pelo governo, não foi suficiente para ampliar a proporção de empresas inovadoras no Brasil, é a avaliação do diretor do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Carlos Frederico Rocha, que participou hoje (30) do 60º Fórum Brasilianas.org, em São Paulo, sobre os desafios para a recomposição da indústria no país.
 
Como base do seu argumento, ele mostrou que, em 2005, do total de empresas que existiam no Brasil, cerca de 33% eram inovadoras; 17% delas faziam pesquisa e desenvolvimento e 19% recebiam apoio do governo para realizar inovação. Já, em 2011, cerca de 36% das empresas eram tidas como inovadoras, sendo que 14% realizavam P&D e 35% recebiam apoio.
 
"Por esses dados vemos que a política de inovação não foi suficiente, porque o percentual de empresas que fazem P&D praticamente não mudou [passando de 14% e 17%], e estamos falando de uma política bem agressiva mas que beneficiou as indústrias que já faziam inovação", observou.
 

IE-UFRJ; Carlos F. Rocha
 
O professor também fez um levantamento de patentes depositadas por cientistas que residem no Brasil (ver tabela abaixo), para determinar quais setores o país teriam mais vantagens competitivas em relação ao resto do mundo e descobriu que os nichos onde ocorreram mais P&D e, portanto, são mais competitivos, têm como características serem fornecedores de uma demanda governamental e estarem ligados aos recursos naturais.
Leia mais »
Média: 4.3 (4 votos)

Fórum Brasilianas.org discute desafios para recomposição da indústria

Evento reunirá especialistas para avaliar política indústria posta em prática hoje e formas de massificar a inovação no setor produtivo brasileiro 

A participação da indústria na composição do PIB (Produto Interno Bruto, ou seja a soma de todas as riquezas produzidas em uma determinada região) vem caindo em vários países no mundo. No Brasil passou de 25%, na década de 1980, para 13% hoje, enquanto nos Estados Unidos de 25% para 12%, e na Europa de 30% para 13%. Alguns especialistas analisam que esse fenômeno ocorre pelo aumento do consumo de mais serviços e queda no consumo de produtos manufaturados. Mas, diferentemente da Europa e Estados Unidos, o Brasil é ainda um país em desenvolvimento e economistas sugerem que a desindustrialização brasileira pode ser precoce.

Para analisar essa questão, a Agência Dinheiro Vivo realizará, dia 30 de junho, em São Paulo, o 60º Fórum Brasilianas.org com a participação de economistas e pesquisadores, dentre eles o diretor de Planejamento e Gestão da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial/Embrapii, José Luis Gordon, e a professora do Departamento de Economia da FEA-USP, Laura Carvalho, que colaborou na organização do mais recente livro acadêmico sobre o tema, ao lado de Nelson Barbosa e de outros docentes da FGV, chamado Indústria e Desenvolvimento Produtivo no Brasil, Ed Elsevier.  Veja a programação à seguir e as informações para se inscrever.

*O ex-ministro da Integração Nacional e atual Presidente da Transnordestina, Ciro Gomes, que havia confirmado a participação na abertura, declinou do convite na quarta-feira (25) por conta de compromissos de trabalho inadiáveis que surgiram. 

60º Fórum de Debates Brasilianas - Os desafios para a recomposição do sistema industrial brasileiro

30/06/2015
Das 09h00 às 16h40
Local: Hotel Tryp Paulista
Endereço: Rua Haddock Lobo, 294 -Cerqueira Cesar - São Paulo
Informações e inscrições: 0800 169966 (ramal 23 e 24) ou [email protected]
 

09h00 - 09h30 - Welcome - Credenciamento

09h30 - 09h45 Apresentação - Luis Nassif, Presidente da Agência Dinheiro Vivo

09h45 - 10h45 - Abertura Os desafios para a recomposição do sistema industrial brasileiro

- Carlos Frederico Rocha, Diretor-Geral do Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ
 
- Marcelo Miterhof, Economista assessor da presidência do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social/BNDES
 
Leia mais »
Média: 3.8 (33 votos)

Papel da biomassa na produção de energia - Palestra

Carlos Eduardo Vaz Rossell, Diretor do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol/CTBE. Vídeo de sua participação no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias.


O evento foi realizado dia 10 de março de 2015, em São Paulo. Na ocasião Rossell falou do papel da biomassa nas novas tecnologias de produção de energia. 

Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique em Biblioteca Brasilianas.org

 

 

Desafios para viabilizar novas fontes energéticas - Palestra

João Norberto Noschang Neto, Assistente da Presidência da Petrobras Biocombustível. Vídeo de sua participação no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias.

 
O evento foi realizado dia 10 de março de 2015, em São Paulo. Na ocasião Noschamg Neto falou dos desafios para viabilizar novas fontes energéticas. 
 
Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique em Biblioteca Brasilianas.org
 
 

Evolução das novas fontes renováveis - Palestra

Márcio Severi, Diretor Institucional da CPFL Renováveis. Vídeo referente a sua participação no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias. Evento realizado no dia 10 de março de 2015, em São Paulo.

Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique em Biblioteca Brasilianas.org

Energia nuclear na matriz elétrica - Palestra

Leonam dos Santos Guimarães, Diretor de Planejamento da Eletronuclear. Vídeo de sua participação no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias.

 
O evento foi realizado dia 10 de março de 2015, em São Paulo. Na ocasião Leonam abordou o potencial da contribuição da fonte nuclear para a matriz elétrica. 
 
Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique em Biblioteca Brasilianas.org
 

A contribuição da fonte eólica - Palestra

Elbia Gannoum, Presidente Executiva da Associação Brasileira de Energia Eólica/ABEEólica.

Vídeo de sua participação no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias, evento realizado dia 10 de março, em São Paulo.
 
Para acessar matérias sobre o mesmo evento, dessa e de outros palestrantes, acesse: http://advivo.com.br/sala-petrobras
 

Tecnologia das redes de energia inteligentes - Palestra

Fernando Antunes, Professor da Universidade Federal do Ceará, participante do projeto de Smart Grid do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos/CGEE. Vídeo seu no 56º Fórum Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias.

O evento foi realizado no dia 10 de março de 2015. Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique em Biblioteca Brasilianas.org.
 

Redes inteligentes para suprir demanda de energia - Palestra

Alexandre Bagarolli, Gerente de Soluções Tecnológicas para o Setor Elétrico do CPqD. Vídeo de sua palestra no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias.

O evento foi realizado dia 10 de março de 2015, em São Paulo. Na ocasião Bagarolli abordou a contribuição da Smart grid para suprir demanda e melhorar a eficiência do serviço de distribuição de energia.

Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique em Biblioteca Brasilianas.org

 

Micro geração a partir de fontes renováveis- Palestra

Guilherme Filippo, Professor do Departamento de Energias da Faculdade de Engenharia da Unesp, campus de Guaratinguetá. Palestra realizada por ele durante sua participação no 56º Fórum de Debates Brasilianas.org - A exploração das fontes renováveis, sob a perspectiva das novas tecnologias.

O evento foi realizado dia 10 de março, de 2015. E contou com a participação de diversos especialistas. Para acessar a biblioteca dos Fóruns Brasilianas.org, para ver outros vídeos e também os materiais das apresentações em PDF, clique à seguir: Biblioteca Brasilianas.org.