Revista GGN

Assine

criminosa

"Temer é o chefe da maior e mais perigosa organização criminosa", diz Joesley

 
Jornal GGN - "Essa é a maior e mais perigosa organização criminosa deste país. Liderada pelo presidente. O Temer é o chefe da Orcrim da Câmara. Temer, Eduardo, Geddel, Henrique, Padilha e Moreira. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles. Nunca tive coragem de brigar com eles. Por outro lado, se você baixar a guarda, eles não têm limites", disse Joesley Batista, o delator da JBS que entregou documentos e grampeou conversas com o mandatário e seu grupo político.
 
A declaração integra a entrevista exclusiva concedida à revista Época, publicada na noite desta sexta-feira (16). O empresário da JBS, um dos que tiveram maior trânsito entre todos os políticos de quase todos os partidos brasileiros, afirmou que o grupo de Michel Temer, além de ser o mais perigoso, foi o "de mais difícil convívio": "daquele sujeito que nunca tive coragem de romper, mas também morria de medo de me abraçar com ele", descreveu.
 
Junto a Temer, Joesley contou que atuava Eduardo Cunha, o ex-presidente da Câmara pelo PMDB, preso na Operação Lava Jato por Sérgio Moro, juiz da Vara Federal de Curitiba. "Virei refém de dois presidiários. Combinei quando já estava claro que eles seriam presos, no ano passado. O Eduardo [Cunha] me pediu R$ 5 milhões. Disse que eu devia a ele. Não devia, mas como ia brigar com ele?".
Média: 4 (4 votos)

Janot precisará denunciar Lula como chefe de organização criminosa

A denúncia dos procuradores da República na Justiça Federal do Paraná pode ter efeito reverso: tirar de Moro a ação contra o ex-presidente Lula

Jornal GGN - Durante a apresentação da denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira (14), pelos membros da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, o coordenador da equipe de procuradores Deltan Dallagnol afirmou que Lula não estava sendo denunciado por organização criminosa, porque essa investigação está tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF), e portanto, fora da competência daqueles procuradores.
 
Dallagnol disse, contudo, que tinha confiança no procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a quem compete denunciar a suspeita de quadrilha no esquema de corrupção da Petrobras.
 
A apresentação que seguiu por mais de duas horas, no elaborado evento que anunciou Lula como denunciado da equipe de procuradores, expôs em toda as suas conclusões que o ex-presidente era o "chefe" do esquema criminoso, com todos os seus sinônimos e expressões similares: que o ex-presidente "sabia de tudo", que devido à sua "influência no meio político" era o "comandante", "o verdadeiro maestro dessa orquestra criminosa", o "comandante máximo do esquema de corrupção investigado na Lava Jato", além de ser o "maior beneficiário do esquema".
Média: 4.4 (7 votos)

Na véspera do Dia de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, PF desarticula organização

Alguns dos alvos da operação foram depor na sede da PF em Manaus (Foto: Suelen Gonçalves/G1 AM)
 
Jornal GGN - Na véspera do Dia Mundial do Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, a Polícia Federal deflagra a Operação Salve Jorge, para desarticular uma organização criminosa que pretendia levar jovens amazonenses à Coréia do Sul para apresentações artísticas e exploração sexual no país.
 
No total, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e 5 mandados de condução coercitiva, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Amazonas e a ação contou com aproximadamente 30 policiais. Os conduzidos foram levados para a Superintendência Regional do Amazonas. 
 
O grupo investigado integrava a empresa Brazil Amazon Shows & Productions. Segundo os investigadores, os criminoses ofereciam aos dançarinos passagens aéreas, visto, alimentação, moradia e ainda salário mensal de R$ 3 mil.
Sem votos