Revista GGN

Assine

Não há panelaços e bonecos infláveis para os acusados do governo Temer, por Janio de Freitas

Wellington Moreira Franco, indicado ao ministério por Michel Temer, é citado nas delações da Odebrecht

Jornal GGN - Os bonecos infláveis e as panelas sumiram como num passe de mágica no governo Temer. O clamor não era pelo fim da corrupção? Como entender que Moreira Franco, ou qualquer outro da facção, sejam tolerados por quem ia às ruas e janelas com tanta gana de melhorar o Brasil? Este é o tema do artigo de hoje de Janio de Freitas, na Folha. 

Janio se pergunta como este pessoal pode conviver com tais operadores políticos, que desfrutam do poder obtido com o impeachment de uma presidente legítima e honesta, para colocar em seu lugar uma horda profissional? Tantas perguntas e nem uma única resposta que satisfaça, já que os bonecos não são tão infláveis e as panelas emudeceram.

Além disso, Janio versa sobre as delações da Odebrecht, seu sigilo e os vazamentos seletivos para uma parte da imprensa. A que se junta ao golpe. "Ficou comprovado que a Lava Jato e mesmo o seu juiz programavam vazamentos nas vésperas dos dias importantes na campanha contra Dilma e Lula. Só por "interesse político" –evidência que ninguém na Lava Jato tem condições honestas de negar.", diz no artigo. 

Leia o artigo a seguir.

da Folha

Não há panelaços e bonecos infláveis para os acusados do governo Temer

por Janio de Freitas

Agora ficou mais fácil compreender o que se tem passado no Brasil. O poder pós-impeachment compôs-se de sócios-atletas da Lava Jato e, no entanto, não há panelaço para o despejo de Moreira Franco, ou de qualquer outro da facção, como nem sequer houve para Geddel Vieira Lima. Não há panelaços nem bonecos inflados com roupa de presidiário.

Logo, onde não há trabalhador, desempregado, perdedor da moradia adquirida na anulada ascensão, também não há motivo para insatisfações com a natureza imoral do governo. Os que bancaram o impeachment desfrutam a devolução do poder aos seus servidores. Os operadores políticos do impeachment desfrutam do poder, sem se importar com o rodízio forçado, que não afeta a natureza do governo.

Derrubar uma Presidência legítima e uma presidente honesta, para retirar do poder toda aspiração de menor injustiça social e de soberania nacional, tinha como corolário pretendido a entrega do Poder aos que o receberam em maioria, os geddeis e moreiras, os cunhas, os calheiros, os jucás, nos seus diferentes graus e especialidades.

Como disse Aécio Neves a meio da semana, em sua condição de presidente do PSDB e de integrante das duas bandas de beneficiários do impeachment: "Nosso alinhamento com o governo é para o bem ou para o mal". Não faz diferença como o governo é e o que dele seja feito. Se é para o mal, também está cumprindo o papel a que estava destinado pela finalidade complementar da derrubada de uma Presidência legítima e de uma presidente honesta.

Não há panelaço, nem boneco com uniforme de presidiário. Também, não precisa. Terno e gravata não disfarçam.

POLÍTICA, SIM

Se divulgar a delação da Odebrecht, como propõe Rodrigo Janot, pode levar à "destruição de prova útil" –como disse o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima ao repórter Thiago Herdy–, "de outro lado, há o uso de vazamentos para o jogo político, algo que não nos interessa".

Sem esse interesse, não teria havido os vazamentos. Atos cuja gravidade não se confunde com a liberação particular de informações para jornalista. O inaceitável eticamente nos vazamentos da Lava Jato é a perversa leviandade com que torna públicas, dando-lhes ares de verdades comprovadas, acusações não provadas, em geral nem postas (ainda?) sob verificação.

Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, por exemplo, proporcionou um desses vazamentos: acusou Edinho Silva e outro petista de receberem determinado cheque, relatando até o encontro para a entrega. O então ministro José Eduardo Cardozo localizou e exibiu o cheque de tal pagamento: o destinatário do cheque nominal era um certo Michel Temer. Mas a Lava Jato pusera Edinho Silva, secretário de Comunicação da Presidência de Dilma, nas manchetes e na TV como recebedor do suborno da empreiteira.

Otávio Azevedo e outros ex-dirigentes da Andrade Gutierrez estão chamados a corrigir seus depoimentos, porque a delação da Odebrecht revelou que distorceram ou omitiram. E também foram vazamentos acusatórios. Diz a regra que trapacear nas delações as anula. Não porém para protegidos na Lava Jato, como Otávio Azevedo e Alberto Youssef.

Ficou comprovado que a Lava Jato e mesmo o seu juiz programavam vazamentos nas vésperas dos dias importantes na campanha contra Dilma e Lula. Só por "interesse político" –evidência que ninguém na Lava Jato tem condições honestas de negar. 

 

Média: 4.6 (35 votos)
35 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Quem é a "massa de manobra"

Se os senhores me permitirem, disse o que penso há uns anos atrás.

A massa de manobra é o PSDB (como todos sabemos); o Gilmar da faculdadezinha; o Janot do Nassif; os informantes do Departamento de Estado (Serra, Temer, Aloísio e outros idiotas que conhecemos e que estão bilionários); a mídia que quer dinheiro do Governo para não falir (Globo e Veja à frente, pois o resto tem se contentar com as migalhas que lhes sobram [por isso discordei do Paulo Henrique Amorim, porque um nome empresarial pode até sumir, mas jamais os bilhões das famílias proprietárias, que são bilionárias, mas o grosso está em paraísos fiscais]); os procuradores sem noção do Nassif (os de "parca bagagem intelectual"); deputados e senadores corruptos (preocupados com a volta de suas comissões que Lula e Dilma estavam combatendo em parte); bancos e "investidores"; e mais uns populares iludidos.

Essa política é do Depto. de Estado da América, que independe do Presidente deles e políticos. Mas parte da estratégia política vem da City, que representa os "investidores globais", cujos 30 trilhões de dólares não aparecem na economia formal e nem está em dinheiro, mas em objetos de arte, propriedades, bens tangíveis e intangíveis). Eles que financiam essa massa de manobra, enviando a grana excusa através de agências e ONGS formais, sejam estatais ou privadas (Soros, Kochs e os outros trilionários).

Objetivo: continuarem gerindo os recursos do planeta, que sempre lhes pertenceram. No Brasil, o próprio território, por causa do clima, recursos minerais e naturais, seja aquífero, plantações, criadouros, florestas ou petróleo. No caso do clima, o Cone Sul será poupado no caso de guerras nucleares e poderá vir a ser a morada deles.

Quanto à população mundial, o Capital já passou da fase da mais valia. Portanto não precisa mais de humanos. Ainda não encontraram um meio de exterminação e esta tem de ser feita a longo prazo para não contaminar o planeta. Por enquanto só através de pequenas guerras, com dizimação em pontos específicos.

Os refugiados que eles transportam (maioria mercenários) servem para as populações locais se revoltarem contra eles e não ter olhos para os massacres.

Portanto, os fantoches MT e acólitos não são burros. Apenas seguem o script. Querem ser salvos da catástrofe.

Não há, e nunca houve desde a gênese da história humana, nenhuma perspectiva de os líderes serem derrotados, como imaginava Hobbes, Maquiavel, Galbraith etc., ou qualquer possibilidade de "civilização", no sentido de civilis, direito de todos os humanos se tornarem cidadãos, de todos terem direitos políticos, sociais, etc.

Lamento.

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Rodrigues
Rodrigues

Coxinha de massa de manobra

Bem sabemos que o MBL e todo material utilizado durante as manifestações eram financiados pelo PSDB e outros partidos de oposição, enquanto a indignação que todos sentiam era inflamada pela grande mídia. Aliás a capa da Veja desta semana traz a denúncia de suposto recebimento de propina para a campanha de Dilma. Continuam a bater em cachorro morto e preferem ignorar a fartura de escândalos do governo Temer e da lava-jato.

Seu voto: Nenhum
imagem de EDUARDO S SOARES
EDUARDO S SOARES

Jânio de Freitas

Admiro Jânio,

 

Um dos raros que honra a profissão.

Seu voto: Nenhum
imagem de Marco A.
Marco A.

O texto pode ser resumido

O texto pode ser resumido assim: Porque as massas que foram as ruas contra lula e dilma não vão as ruas contra temer? - O autor lança a questão mas não a responde.

É obvio que a corrupção, que se tornou institucional teve grande peso. Isso explica porque essa massa foi as ruas contra dilma e lula (e é bom que se diga, o mesmo já estava indiciado em alguns processos e não se tratava de mera acusação), como também uiniu essa massa com as esquerdas cunha (ou alguem demonstre e comprove se ocorreram manisfestações a favor de cunha).

Mas é bom lembrar que que na época do mensalão, essa mesma massa condenou a corrupção mas não se mexeu contra lula e cia limitada, porque os indicadores economicos e sociais eram bons. E no governo dilma, apareceu de novo a maldita corrupção em doses cavalares e com indicadores ruins. Ninguem segura.

No caso desse suneito, moreira franco, ele não foi indiciado, não e (ainda) réu em processo judicial. Ele foi citado em delação, que não foi tornada pública, mas vazada para a imprensa.

O autor, me parece, quer reações iguais para coisas diferentes. Ele não escreve questionando porque as esquerdas não vão as ruas, mas quer que aqueles que foram as ruas contra lula e dilma devam ir agora contra temer.

Seu voto: Nenhum
imagem de hsv
hsv

O problema dos moradores de

O problema dos moradores de zonas nobres de nossas cidades não era com a corrupção, mas sim com certas pessoas que a praticavam, conforme os minutos de cada JN! Na verdade, essas pessoas denominadas de classe média nunca bateram um garfo em protesto contra a roubalheira promovida por seus queridos políticos  como, por exemplo, um Maluf, um Sergio Cabral da vida que ventilado como o próximo presidente da república, claro, pelos jornalistas globais! Por causa de uma singela tapioca o mundo tremia. Hoje, a classe média não esboça um simples olhar condenatório diante de 23 milhões depositados numa conta na Suíça e acha normal seu querido presidente dar um jantar no palácio público para pedir uma contribuição de 10 milhões de reais! Honestamente, a sociedade brasileira está doente e uma doçura com os verdadeiros e seculares corruptos, aceitando mansamente os corruptos fazerem aquilo que jamais seria aceito por pessoas civilizadas e não manipuladas pela telinha global de cada dia. 

Seu voto: Nenhum

A Carma

Cabral presidente? Difícil. Desde 2015 penso na Carminha.

(Mentira: a vidente que me disse, lá em Minas.)

Seu voto: Nenhum
imagem de Junior Sertanejo
Junior Sertanejo

Indubitavelmente,hoje o

Indubitavelmente,hoje o mestre Janio de Freitas superou-se.Ha muito,nao faz um comentario tao contundente,onde poe para para fora as visceras apodecridas desse Pais amargurado.Se la atras,equivocadamente apontou "lutas de classes" no Brasil,seu belo artigo corrige o engano e deixa claro que aqui se pratica "odio de classses",com toda certeza,um dos mais ferozes do planeta.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de ze sergio
ze sergio

indu.....

O texto demonstra a realidade. Mas a pergunta que deve ser feita é será que o outro lado quer isto? Será que o outro lado quer a Justiça como a sociedade média sonha com Justiça? Ou como sonha com democracia, esta das quais invejamos mundialmente, livre, burguesa, liberal? Quando nossa elites lutaram por isto? Quiando nossas elites se reconheceram elites? Cabral. Maia, Campos, Covas ...são filhos de perseguidos politicos. Na pratica, seus discursos anti-capitalistas e socialistas, revelam tamanha canalhice. Ou país ensinaram errado, ou não ensinaram, ou nos enganaram?  Será que nossas elites buscam democracia ou acomodação? Já sei o que alguns dirão: que todo este dinheiro, bilhões sonegados reentroduzidos no país, agora legalmente; tratamentos médicos vultosos, hospitais caros, diamantes, presentes, salários, pensões, cargos por indicação regiamento pagos, jatinhos, helicópteros, contratos milionários, amizades com magnatas e mais e mais e mais, não demonstram a verdadeiro interesse dos nossos governantes no desenvolvimento e prosperidade social. Eu direi que em pleno 2017, greve de policiais por alguns míseros reais a mais, 2 em 3 residências sem rede de esgoto, 25 mil empregos perdidos apenas em 2 empresas destruídas por um Judiciário midiático, 70 ou 100.000 assassinatos  ou decapitações transmitidas ao vivo, por celulares, me fizeram lembrar de uma palavra: BASTA.        

Seu voto: Nenhum
imagem de CEduardo
CEduardo

Não tem bonequinho...=nem

Não tem bonequinho...=nem "panelaço" editado e copiado...

O feitores de bonequinhos ganham boquinha...assessoram com $ publica

Fazer levantamento no país ( na Camara de SP já vimos que existem)...

Na Camara Federal, comecem pelo gabinete do Onix..

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de CEduardo
CEduardo

Domingo, 04 de julho de 2004,

Domingo, 04 de julho de 2004, 03h00

VAGA-LUME
Logo_edicao_impressa
Datena teve uma idéia brilhante

Giuliana Reginatto  / São Paulo/AE

O apresentador José Luiz Datena, da Band, teve uma idéia luminosa, literalmente. Na última terça-feira, dia 29, durante seu Brasil Urgente, fez um pedido ao público da Zona Norte da capital: "Quem estiver descontente com a saúde pública da cidade, que pisque as luzes de sua casa". O resultado foi impressionante. Em poucos minutos, a região foi povoada por vaga-lumes de todas as espécies: casas, estabelecimentos comerciais e até automóveis.

Não é a primeira vez que o apresentador convoca a participação dos telespectadores para seu protesto iluminado. No dia 24 de junho questionou os moradores da Zona Leste sobre segurança. Já no dia 25, o tema foi salário mínimo e, na segunda-feira passada (28), falou sobre planos de saúde. Ainda que a estratégia pareça uma espécie de medição ao vivo de audiência, o Ibope não registrou alterações depois que o pisca-pisca entrou no ar. Brasil Urgente continua com 4 pontos, em média. Em conversa com a Agência Estado, ele conta porque resolveu transformar a cidade em uma autêntica árvore de Natal.

AGÊNCIA ESTADO - Por que resolveu fazer esse tipo de interação com o público?

JOSÉ LUIZ DATENA - Essa é a pesquisa de opinião pública mais direta e objetiva que existe. Fez tanto sucesso, que gente de outros estados pediu para eu piscar. Posso dizer que essa idéia foi uma luz que brilhou na minha cabeça (risos).

AE - Quanto tempo a pesquisa deve durar?

DATENA - Enquanto tiver repercussão, vou continuar pedindo para que pisquem para a Band.

AE - Como escolhe os temas?

DATENA - É uma escolha aleatória. Procuro temas que mexam diretamente com as pessoas. Criei o bordão: Se os políticos não ouvem, quem sabe conseguem ver.

AE - Quais serão os próximos temas?

DATENA - Não sei ainda. Você tem sugestões?

AE - Tenho sim. O novo preço dos pedágios. Que tal?

DATENA - Ótimo. Anota aí produção: Pisque para a Band se você está insatisfeito com o aumento dos pedágios. Vou exibir na segunda. Tem mais?

AE - Tem. O excesso de taxas pagas pelos paulistanos.

DATENA - Como a taxa do lixo, por exemplo, certo? OK. Anota aí produção, mais uma pauta: taxas pagas pelos moradores da capital.

AE - Você notou alguma alteração no Ibope depois que colocou seu pisca-pisca no ar?

DATENA - Não é esse o objetivo da pesquisa. Não estou fazendo isso para condensar a audiência.

AE - Mas é uma forma de saber quem está assistindo ao programa.

DATENA - Pode ser. Acho que isso pode despertar a atenção das pessoas.

Seu voto: Nenhum

Muito inteligente

Idéia luminosa para se tornar candidato a qualquer coisa. Pelo PSDB, claro.

Seu voto: Nenhum
imagem de Serjão
Serjão

Um perigo

Como o Estado não chegou até eles, muito pouco no governo do PT, os deserdados largados à própria sorte são presa fácil para todo tipo de espertalhão. Uma imensa massa de manobra à disposição, pronta a ser pastoreada na direção da preferência de um velhaco qualquer, dotado de uma astúcia chinfrim.

O Capitalismo Selvagem cumprido a pleno: a riqueza, o fruto do trabalho, mantém a sua direção eterna - com raríssimas e breves exceções na história -, de baixo para cima, contrariando a lei da gravidade.

Na sua dignidade humana negada, os necessitados consomem o lixo que lhes é imposto: consomem a violência e a miséria humana apresentadas pelo Datena e pelo Marcelo Rezende (entre muitos outros), consomem o lixo apresentado pelo Faustão, Gugu, Huck, Pânico, Ratinho, e etcéteras a se fartar. (sem esquecer os malafaias).

Ainda a trocar ouro por espelhinhos.

Então

   bota a mão no joelho, dá uma abaixadinha, vai mexendo gostoso, balançando a bundinha

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum

Ah, vá, Sr. Janio... o senhor

Ah, vá, Sr. Janio... o senhor acredita mesmo que os paneleiros bateram panelas para protestar contra a corrupção? Ou pelo menos, pelo impeachment de Dilma? Bateram panelas porque obedecem às ordens da firma "Globo", dadas através de seus artistas, que os mandou baterem, oras. Essa turma faz tudo o que Bonner, Lo Prete, Waack, Lucas Mendes, Ricardo Amorim... lhes manda como sugestão. Não têm discernimento, cidadania... não têm noção, esses paneleiros.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Ugo
Ugo

caso patológico irreversível

E pesquisas biomédicas descobriram quantificaram e definiram o dnazinho dos sujeitos:

Quantidade de neurônios: dois

Nomenclatura: plin plin

Metodologia de ativação: estímulos televisivos

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Serjão
Serjão

99 cacetadas

O empregado da folha dá uma vaselinada, para ratificar a imparcialidade e isenção.

Não acredito um ¨jornalista¨ funcionário de qualquer mídia oficial.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Leonardo Koppes
Leonardo Koppes

Com que dinheiro?

O povo não tem dinheiro nem pra comprar uma camisa da CBF, quanto mais pagar por um boneco inflável de três metros de altura. O povo tem medo da violência das PM's, que batem mesmo e quando podem provocam lesões irreversíveis, como furar olhos com bata de borracha. As manifestações só ocorreram porque tinha quem financiasse e a repressão das PM's desapareceu. Muito pelo contrário, as PM's fecharam grandes avenidas e orientavam os "manifestantes" sobre como chegar ao furdúncio. Essa logística o povo amedrontado não tem. Ao povo só resta o poder das urnas, também bastante relativo depois de um golpe de estado.

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Cevando

Isso e muito mais têm nos revelado o quanto o berrante tem função primordial no Brazil.
Bem tocado e no tom certo leva a boiada pra onde o tocador bem quiser.
Por enquanto a boida está na engorda, quietinha.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de josé da silva (brasileiro)
josé da silva (brasileiro)

paneleiros são...

...os corruptos  apoiadores do golpe de estado de 31(mais um) de agosto de 2016.Creio que há os arrependidos, mas que covardes, fugiram todos,todos.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Marcos_Almeida
Marcos_Almeida

Covardes sim, mas

Covardes sim, mas arrependidos não, pelo menos a maioria. Não encontrei um que não está apoiando, mesmo sem aquele nível de ódio. O motivo? Os golpistas estão realizando muito do que essa gente vem querento há muito tempo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de gnsouto
gnsouto

"Creio que há os

"Creio que há os arrependidos,...". Sei não, será mesmo, e não que não os tenha, que a galera tem cultura política para analisar e chegar a essa conclusão?

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

A passeata do Pato.

Pelo jeito muitos entraram nos panelaços, para fazer uma catarse, e claro que foram alimentados por uma mídia que se dispunha a cobrir e dar foco. A falta de panelaços hoje é significativa, assim como o total silêncio midiático com relação a todas as manifestações contrárias a este governo. E assim a mídia televisiva, foca hoje em dia em um noticiário do tipo Datena. Cidade Alerta, fala de crimes e mais crimes, mostrando uma população bestializada. Vão construindo uma narrativa de uma população completamente amorfa e sem as menores condições de civilidade. Assim vão destruindo a autoestima do brasileiro, que agora se torna o culpado de tudo que ocorre neste país. A classe média da FIESP, não se sente brasileira. A população é o outro. Todos os corruptos agora são brasileiros genericamente. Acreditam que no primeiro mundo não existe corrupção. Os mais sofisticados, vão dizer que não existe corrupção sistêmica. 

A narrativa continua, sem  falar jamais das manifestações, e utiliza o noticiário político para assassinar a reputação de alguns, ou , em troca de benesses, fazer pressão sobre um congresso, que enxerga o Brasil, a partir de Brasília através da rede Globo. Afinal a imensa verba publicitária que ganharam logo após o golpe é sempre bem vinda, e jamais será corrupção.  E assim a Globo  ataca quem ela quer, com ajuda das famosas operações com nomes exóticos. Sempre termina com alguma frase deletéria com relação ao Brasil e ao brasileiro. Isto tudo vindo de jornalistas  que fizeram descaradamente parte importante no golpe e na impositura do grande impostor.

 Isto pega na veia, pois foram muitas décadas introjetando a imagem de que o brasileiro  é um cidadão de segunda classe. Parte expressiva da classe média não se sente brasileira. Quando a autoestima do brasileiro estava em alta, no governo Lula, podíamos ver até a classe média se ufanando, mas logo compraram a idéia de que aquilo tinha sido apenas um delírio e que a realidade é esta. Assim é a  classe educada e endinheirada que planeja e produz  programas do tipo Cidade Alerta, e depois diz jocosamente que  isto é o que  povo quer.  E assim sempre trabalhando e estimulando os mais baixos instintos que vão incentivando a explosão da bárbarie nas ruas do Espirito Santo. 

Nos blogs, uma quantidade significativa de pessoas pagas se desmancham dizendo que a culpa de tudo isto é do brasileiro. Tudo se torna culpa do brasileiro.  Este ser,  que  como em casos de estupro é a vítima que logo se torna o suspeito. Como se escuta nas delegacias: deu mole!!! E faz parte da narrativa do poder, destruir toda e qualquer sobra da autoestima que  começava a surgir no Brasil. Esta destruição não é feita apenas pela mídia, mas é feita por aqueles que apoiaram o golpe, contra aquela população que ousou sair do seu lugar. Mas uma parte significativa de nossa parcela educada, mesmo que não golpista, também adere a este pensamento.  

Depois de construirmos a duras penas instituições democráticas, descobrimos que elas foram assaltadas. E mesmo pessoas na oposição pedem que joguemos fora o que construimos e partamos para a resposta no mesmo nível. Já não sei se não tem razão, afinal estamos sem lei.  

A falta de panelaços, daquele grupo de pessoas que sairam no bloco do pato da FIESP, é significativa, mas logo surgirão os que vão , generalizando,  dizer que a falta de panelaços é culpa do povo brasileiro. O povo é esta entidade criada em prosa e verso pelos que odeiam o que eles chamam de ralé. Lembrem que o bloco da FIESP,  em épocas anteriores nunca saia de casa, pois sempre deixava para os seus representantes no Congresso o trabalho sujo. Se calam hoje porque acham que seja como for, eles estão fazendo o que eles desejaram. Afinal  para os seus organizadores jamais se tratou de corrupção se trata de esvaziar os aeroportos e manter privilégios. Ou será que todos eles não sabiam quem é o pato Skaf. Ou será que não sabiam quem era Maluf, ou será que não sabem quem é Alckmin Alston Daslu da Merenda  Y Metrô, ou Dória Gari  ou Michel  Temer. Duvido, mas com certeza  eles odeiam o Lula.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Os Paneleiros são seletivos ou estão envergonhados?

Os Paneleiros estão com as panelas enfiadas nas suas cloacas em relação aos golpistas porque são seletivos ou porque estão envergonhados por terem contribuido para o empoderamento de uma quadrilha?

Que os Coxinhas são seletivos, isso não há dúvidas, mas eles estão inertes diante de tanta porcaria desse governo ilegítimo é menos por seletividade do que por vergonha de terem batido panelas prá bandidos que agravaram os problemas em vez de solucioná-los.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de jossimar
jossimar

Isto pode significar que os

Isto pode significar que os paneleiros são corruptos, aprovam a corrupção ou se beneficiam dela.

Não por acaso o simbolo deles é a camisa da CBF, uma das entidades mais corruptas do planeta depois do governo Temer.

O Brasil atual é governado por uma quadrilha formado pelo executivo de modo geral, grande parte do legislativo e judiciário e a midia em peso para dar respaldoaos ladrões.

Ou o povo de rebela e lincha estes malditos ou seremos uma nação sem futuro.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de Marcos K
Marcos K

E depois quando você diz que

E depois quando você diz que a Operação Lava Jato visana apenas destruir o PT, tem gente que acha que não, que petista recebeu o castigo merecido porque é tudo "corrupito". Quando você diz que o Sérgio Moro é agente da CIA, tem gente que acha que você é louco. Quando você diz que a Globo manipulou todo mundo, tem gente que se ofende e diz que é "esclarecida". Quando você diz que o pior está por vir, tem gente que acha que você é chato pessimista.

Mas os fatos não escondem que o Brasil é composto em sua grande maioria por uma horda de selvagens ignorantes (com ou sem diploma universitário, diga-se) que são manipulados com extrema facilidade por uma empresa de comunicação. Foram estes estúpidos analfabetos, devidamente estimulados pela Globo, que foram as ruas para pedir o Brasil que está chegando. Essa horda de animais se moveu ao comando da Globo, agora se cala porque a Globo assim o quer.

É o país dos idiotas que fez a Revolução dos Midiotas.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de jossimar
jossimar

excelente comentário. O

excelente comentário.

O brasil é um país de otários, não importa o nível educacional, e o pior é que os otários não se dão conta de que são otários.

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de WG
WG

Texto irretocável. Janio de

Texto irretocável. Janio de Freitas deveria deixar a grande imprensa. A FSP não merece sua dignidade. O quadro descrito, a meu ver, pode ser comparado a um cristal que se quebrou, não haverá remendo que o restaure.  A plutocracia golpista não deixou pedra sobre pedra. Tudo tem que recomeçar do zero. Mas como fazer isso se o Estado está dominado pela plutocracia e por castas retrógradas e medievais ?   

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de jossimar
jossimar

Só na porrada.

Só na porrada.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

Ouvi pela CBN que os

Ouvi pela CBN que os procuradores de São Paulo estão contrariados com o descaso de Moro para com eles, que em situação idêntica, tem o RJ tido a devida atenção. É o que dizemos sempre: em se tratando de tucanos, Moro faz aquilo solenemente pra quem acusá-los. Dois pesos e duas medidas, sempre.

O que coloca Jânio de Freitas em sua matéria é digno de nota, pois hoje, mais que nunca, fica muito claro a todos que enxergam, o quanto não houve, de fato, por parte dos paneleiros, hoje escafedidos, nada contra a corupção, mas contra Dilma, e a favor de uma gangue de embusteiros.

Seu voto: Nenhum (16 votos)
imagem de CB
CB

Não tem bonecos infláveis e

Não tem bonecos infláveis e nem panelas porque a globo não manda e os financiadores do movimento do golpista conseguiram seu objetivo, que era colocar esta gente no poder. O povo, sinto dizer, é burro e facilmente manipulável, não importa o nível sócio-econômico da pessoa. Democracia e coerência com uma mídia destas e um povo burro deste jeito? Pura ilusão. (Não vou entrar na discussão dos porques do povo ser burro,mas que é burro, é.)

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Adroaldo Lima Linhares
Adroaldo Lima Linhares

jânio golpista está

jânio golpista está reclamando que não tem panelaço e bonecos infláveis para a turma dêle! Isso mostra a que ponto chega um país 100% nas mãos de bandidos! Ocupam todos os lados, todas as frestas e desfilam cagando e andando prá todo mundo! É mole ou querem mais? E tem gente que ainda comenta elogiando ou maldizendo as matérias dêles! Só não sabemos se são manés ou parceiros.

Seu voto: Nenhum (12 votos)
imagem de CarloB
CarloB

Concordo com o que você disse.

Esses tipos só ajudam a dar um falso ar de pluralidade no momento atual.

Faz um pouco de crítica aqui e ali mas não larga o osso. No fundo é tudo farinha do mesmo saco.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Antônio - Minas Gerais
Antônio - Minas Gerais

Boa pergunta:

"Os bonecos infláveis e as panelas sumiram como num passe de mágica no governo Temer. O clamor não era pelo fim da corrupção?" Que tal o Senhor começar perguntando aos seus chefes, em? Otávinho é a pessoa mais indicada para responder.

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de J J lopez
J J lopez

Panelas distantes

Não houve e não mais haverá paneladas. A resposta é simples: 90% dos paneleiros no Brasil  que participaram também das grandes passeatas tem a mesmo perfil e ideologia dos dirigentes corruptos do atual governo. Se uma pesquisa pudesse ser levada a cabo não tenho dúvidas que a pontaria para isso. Esse pessoal é fora da lei. Gosta de levar vantagem em tudo, desobedecem leis do trânsito, são racistas e preconceituosos não gostam de pobres, tem um exacerbado narcisismo e complexo de vira-latas. É isso. Então eis ai a razão do por que as panelas estão tão distantes e caladas. O bater de panelas só não é mais inaudível hoje  do que o silêncio daqueles que sofreram os impactos dos sons provocados pelas paneladas.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de José Vicente de Magalhães
José Vicente de Magalhães

Essa aí eu não

Essa aí eu não entendi:"ninguém na lava jato tem condições "honestas" de negar". Qual o parâmetro de honestidade que seria usado? Claro que têm condições honestas desde que essa honestidade seja avaliada pela medida que eles medem.

Alguém por acaso pensa que essa gente deixa de dormir bem porque tem a consciência pesada?

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de andre r st
andre r st

A classe média sem noção de

A classe média sem noção de patinho no conto do vigário denominado "combate à corrupção", foram usados pela midia que fez o trabalho sujo do golpe(http://jornalggn.com.br/noticia/classe-media-foi-enganada-pela-midia-que-fez-o-trabalho-sujo-do-golpe-diz-jesse-souza)..,.. agora estão a ver navios: milhões já tiveram que trocar o aeroporto pela rodoviária, outros cortaram plano de saude, tiraram filho da escola particular e devolvem a casa propria por falta de pagamento, milhões deles passam a receber o Bolsa Familia. Com mão de obra barata, a zelite zelote de Pindorama agradece de coração aos patos da Fiesp, temos uma classe domiante suicida (http://jornalggn.com.br/noticia/a-elite-brasileira-suicida-se-por-ruben-bauer-naveira)

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.