Revista GGN

Assine

Doria tenta impedir que Alckmin seja escolhido candidato a presidente em dezembro

Foto: Reprodução

Jornal GGN - Numa disputa silenciosa com Geraldo Alckmin, João Doria Junior delagrou um plano para tentar evitar que o governador seja escolhido o presidenciável do PSDB para 2018 ainda em dezembro, durante um evento do PSDB. Para isso, Doria quer emplacar aliados nas direções nacional e estadual da legenda. Os prefeitos Paulo Serra (Santo André) e Orlando Morando (São Bernardo do Campo) teriam a missão de votar contra a escolhda do candidato a presidente ainda neste ano.

A definição da cabeça da chapa majoritária em dezembro foi prometida por Aécio Neves a Alckmin após a cisão no PSDB por conta da votação da denúncia de Michel Temer na Câmara. O grupo do governador enxergou a postura de Aécio como um sinal de aproximação e tentativa de unificar o partido para 2018.

Na semana passada, Doria admitiu que vem sendo sondado pelo DEM e PMDB para ser candidato a presidente, mas nega que pretenda deixar o PSDB com essa finalidade.

Aliados de Alckmin confiam que o prefeito paulistano não irá "traí-lo".

Do Painel da Folha

De dentro para fora Após alardear os acenos feitos pelo DEM e pelo PMDB, João Doria vai trabalhar para ganhar musculatura dentro do próprio partido. O gesto é mais um movimento do prefeito de São Paulo na disputa surda que trava com o governador Geraldo Alckmin pelo posto de presidenciável em 2018. Doria quer emplacar aliados em posições estratégicas na direção do PSDB. Tentará alocar o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, na executiva nacional, e o de Santo André, Paulo Serra, na estadual.

Lá e cá Prefeito tucano com mais exposição, Doria dirá que seu pleito reproduz o anseio de outros chefes de municípios filiados à sigla, dentro e fora de São Paulo, que não se sentem representados na direção do PSDB.

Onde mira Doria sabe que Alckmin e a cúpula do PSDB trabalham para oficializar a proposta de lançamento do candidato do partido à Presidência em dezembro. Ele discorda do calendário e, com aliados na direção da sigla, teria chances de alterar o cronograma.

Não ouse Alckmista, o deputado Vanderlei Macris (SP) dá o tom sobre a impressão do grupo do governador a respeito da mobilização de Doria. “Conheço o João Doria e acredito que ele não cometeria uma traição dessas.”

Média: 2.3 (3 votos)
8 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Serjão
Serjão

Briga de tucanos

Que se biquem até destruírem uns aos outros.

Se explodam os dois e sobrem só as penas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rei
Rei

Mais uma vez, São Paulo é usada como trampolim por um Tucano

São Paulo é usada como trampolim pelos aventureiros do PSDB... mas o paredão midiático ideológico é tão forte que o povo parece imbecilizado. 

Dória, Serra, Alckmin... sempre usando São Paulo como ferramenta... tanto para se projetar nacionalmente quanto para se enconstar após derrotas eleitorais.

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Tem um jeito melhor para

Tem um jeito melhor para resolver essa pendenga.

Tranca os dois num quarto escuro. Dê uma faca amolada para cada um.

Depois de 48 horas, o que estiver vivo é o escolhido.

Maneira mais Democrática que essa não há

/////
Falando sério. É uma delícia ver traição no antro coxinha.
Criador brigando com a criatura.

E o Serra ainda não meteu o bedelho nessa traição.

Pensamento positivo. Vamos torcer para o Serra se meter também .

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Estou de saco cheio por tudo que vem acontecendo no país, e nós democratas, não fazemos nada.

Eu inclusive. Parece que estamos todos anestesiados, que fomos dopados. Mas essa lombra vai passar e vamos acordar.

Eu creio !!!

gAS

O Dória está no partido certo!

Trairagens, manipulações e autoritarismo são as características dos oligarcas tucanos de São Paulo. O que o Dória está fazendo é rigorosamente o mesmo que o Alckmin, Serra e Aécio sempre fizeram um com o outro. O PSDB não passa de uma agremiação de mafiosos.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de carlos quntela
carlos quntela

É a trairagem correndo solta

É a trairagem correndo solta no seio do PSDB, como sempre.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de carlos quntela
carlos quntela

É a trairagem correndo solta

É a trairagem correndo solta no seio do PSDB, como sempre.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

empate

Doriana, 6 X Aidimim, meia dúzia.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de WALDOMIRO PEREIRA DA SILVA
WALDOMIRO PEREIRA DA SILVA

Tudo jogo de cena para

Tudo jogo de cena para ficarem em evidência na mídia.

O pseudo concorrente do  LULA, o "MULA", corre o país se preparando para algo que não vai fazer.

Alkmin vai disputar é com o VICIADO e vai perder.

O psdb vai vir aos frangalhos, mais do que já esta hoje.

LULA ganha em 2018 e governa até 2026.

Reconstruimos o Brasil e seremos felizes.

Ah, o bostonaro vai continuar na reserva, nem os militares o querem.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Se a criatura

Se a critaura faz isso com o criador imegina o que fará com a ralé.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.