Revista GGN

Assine

Defesa de Lula rebate MPF e informa ter recibos originais para perícia

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - A defesa de Lula respondeu nesta quarta (11) os questionamentos apresentados pela Lava Jato de Curitiba sobre os recibos do aluguel apresentados na tentativa de provar licitude na relação contratual entre Glaucos da Costamarques e Marisa Letícia. Os documentos viraram objeto de uma perícia pelo Ministério Público Federal, que alega falsidade ideológica.

"Em mais um ato de convicção, o MPF afirmou em manifestação apresentada em 04/010, sem perícia ou amparo técnico, que 'sem margem à dúvida' (sic) os recibos seriam falsos. Na manifestação protocolada hoje, apresentamos 9 motivos que demonstram o erro dos procuradores ao sustentar a falsidade desses documentos", apontou a defesa.

A lista enviada à imprensa segue abaixo:

1- O contrato de locação firmado entre o Sr. Glaucos e D. Marisa e os recibos correspondentes foram apresentados em Juízo exatamente como formam encontrados, conforme declarações das pessoas que participaram das diligências, registradas em ata notarial;

2 -  O contador Muniz Leite emitiu declaração esclarecendo, dentre outras coisas, que (i) também era contador do Sr. Glaucos; (ii) que recebia “das mãos” de Glaucos e “periodicamente” os recibos de locação no período questionado (2011 e 2015); e, ainda, que (iii) que em 2015 esteve com o Sr. Glaucos para pegar sua assinatura em recibos relativos “a alguns meses” que haviam sido entregues, por um lapso, sem assinatura;

3- A quebra de sigilo bancário do Sr. Glaucos mostrou que há fluxo financeiro compatível com o recebimento dos aluguéis entre 2011 a 2015. Nesse período Glaucos recebeu inúmeros depósitos em dinheiro em suas contas que totalizam valor sete vezes maior do que a somatória dos aluguéis;

4- O Sr. Glaucos declarou à Receita Federal e à Polícia Federal, em junho e outubro de 2016, respectivamente, que recebia os aluguéis;

5- Entre 2011 e 2015 o Sr. Glaucos recolheu mensalmente o “carnê-Leão” (imposto pago em regime de caixa, a partir do efeito recebimento) relativo ao recebimento dos aluguéis;

6- A planilha que teria sido encontrada na residência do ex-Presidente Lula e de D. Marisa durante busca e apreensão é apócrifa, trata apenas de “pagamentos em agência bancária” e “pagamentos com débito em contas” e não tem correspondência com a realidade ou com a movimentação bancária de D. Marisa, e por isso não pode ser usada para contrapor a documentos assinados com declaração de quitação;

7- Na busca e apreensão realizada em 04/03/2016 no apartamento de Lula e de D. Marisa por determinação do juiz Sergio Moro havia determinação específica para apreensão de eventuais documentos relativos ao “tríplex do Guarujá” e não em relação ao apartamento vizinho ao do ex-Presidente, que sequer era objeto de investigação; logo, o fato de a Polícia Federal não haver feito a apreensão do contrato de locação e dos recibos apresentados pela Defesa no dia 25/09 decorre do fato de o imóvel não ser objeto de investigação naquela oportunidade, o que somente veio a ocorrer em 15/03/2017;

Média: 5 (11 votos)
3 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

LULA é o cara! E seus

LULA é o cara!

E seus advogados também!

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Luciano Lira
Luciano Lira

Não há mal que dure pra

Não há mal que dure pra sempre e nem se consegue omitir o que se é...

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Esqueceram de pedir a esposa do Moro ...

o recolhimento dos proventos recebidos de escritórios de advocacia que atendem clientes denunciados na Lava Jato, contra os quais seu marido abriu processos!

Caso tenha declarado, teremos que processar o juiz Moro pelo fato de pessoa da familia, sua esposa,  defender clientes que estão incluidos na lavajacto e não declarar-se  impedido de continuar nos casos.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

julião

imagem de PauloBR
PauloBR

Ao ensejo

Ao ensejo, o Moro poderia pedir:

- ao Serra a apresentação de seu diploma de economista;

- ao Aécio a senha dos celulares da parentada;

- a si mesmo a comprovação de que obteve regularmente seu mestrado,

etc.

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de C.Poivre
C.Poivre

Onde se formou em Direito?

Antes de comprovar o mestrado o juizeco deveria informar onde se diplomou em Direito pois sempre foi noticiado que ele teria se diplomado na Universidade Estadual de Maringá, mas a própria UEM declarou que sua graduação é "desconhecida e não discriminada":

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/por-que-moro-nao-obteve-titulo-h...

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.