Revista GGN

Assine

Brasileirão por aqui, Liga dos Campeões por lá, por João Sucata

Foto Gentte SA

Brasileirão por aqui, Liga dos Campeões por lá

por João Sucata

NA LIDERANÇA: GRÊMIO E FLUMINENSE; NA RABEIRA: SÃO PAULO, ATLÉTICO PR E ATLÉTICO GO.

Mais uma rodada do Brasileirão.

O Santástico, mesmo jogando na Vila, suou muito para ganhar do Curitiba. Não fosse o goleiro Vanderlei defender um pênalti e a estória seria outra.

O Verdão jogou pedrinha; mesmo considerando-se que Cuca montou um time misto, ficou devendo, perdeu da Chapecoense na casa deste, 1 x 0. A Chape mantém a boa fase, além de estar com um bom time, joga com amor a camisa. Já tinha empatado com o Timão em Itaquera.

O Vasco venceu o Bahia, 2 x 1, jogo disputado, mas tudo indica que o time carioca desta vez fica na série A. O mesmo não se pode falar dos baianos: Bahia e Vitória parece que já lutam para não cair.  O Bota foi outro carioca vencedor: ganhou de 2 x 0 da Ponte, fragilizada pela transferência de seus melhores jogadores. Pena que pouca torcida que tem prestigiado os times do Rio.

Quatro times venceram na casa do adversário: o Grêmio, que foi ao Paraná e venceu o Atlético local com autoridade, 2 x 0; o Fluminense que bateu o poderoso Atlético de MG, 2 x 0 (nem se diga que Fred, ex Flu, não se esforçou, mas não foi suficiente); o Timão, que bateu o Vitória em Salvador, 1 x 0, mais uma vez gol de Jô; o Mengo teve uma vitória competente em Goiânia, 3 x 0 sobre o Atlético local, que não diz a que veio.   

O Cruzeiro não ganhou, mas trouxe um pontinho de Pernambuco, empatou com o Sport.

Fechando com chave de ouro a rodada carioca, o Botafogo venceu a Ponte, 2 x 0.

Falta o jogo São Paulo x Avaí, que será logo mais, no Morumba. O Tricolor tem a obrigação de ganhar, senão vai ficar mal. É a chance de deixar o último lugar, onde já estão os Atléticos do Paraná e de Goiás.

 

REAL MADRID, BAYERN, JUVENTUS E CHELSEA CAMPEÕES; ZIDANE, O ROGERIO CENI QUE DEU CERTO

Na Espanha, o campeão foi o Real Madrid, dirigido por Zinedine Zidane, ídolo dos madrilenhos e dos franceses, que arriscou seu nome. Rogerio Ceni parece que vai no sentido contrário, tem alguns poucos jogos para reverter o furacão em que se meteu. No entanto, há que se dar um desconto: o Real tem o melhor ou um dos melhores planteis do mundo, Cristiano Reinaldo á frente. Ceni, infeliz, tem um grupo mediano, disputando um campeonato muito concorrido.  Mas então não devia ter evitado aparecer com cartola de mágico, ele que era unânime junto a torcida? Enfim, a sorte foi lançada.

Na Espanha o super-Barcelona ficou em segundo. Na Alemanha deu o Bayern de Munique, fácil; apenas o Dortmund lhe faz sombra. Na Itália não há quem dispute com o Juventus, campeão mais uma vez. Milan e Internacional de Milão continuam em baixa, o Roma foi segundo. Na Inglaterra deu Chelsea; Tottenhan, Manchester City e Liverpool vieram em seguida, ficando com vagas na Liga dos Campeões, o mais lucrativo campeonato da Europa. O Manchester, que gastou os tubos, trouxe Ibrahimovic e tantos jogadores de custos milionários, ficou fora. A disputa entre esses timaços na Liga dos Campões voltará a ser o mais destacado torneio do planeta. E o outro nem encerrou: teremos ainda Juventus x Real Madri, vai sair fogo.

JOAO SUCATA

 

Média: 1.5 (2 votos)
1 comentário

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de ze sergio
ze sergio

brasileirão.....

Na rabeira? Com uma rodada? Torcida da imprensa e outras coisas também, mostram porque o futebol brasileiro não muda e não chega ao nível superior do clube SPFC.  Interesses, dor de cotovelo, torcida  e clubismo não permitem que a imprensa mostre o óbvio. É a História que tornou nosso time como Soberano. A Europa não chega ao nosso nível. Lavanderia de dinheiro sujo e marketing. E nada mais. O Barcelona é outro para quem nossa "imprensa síndrome de vira-latas" vive a babar. O Presidente deles está preso. Fazendo negócios com a Seleção Brasileira, que atualmente está dirigida por uma estrutura do futebol que veio de um clube de SP, que também está na mira da Polícia e da Justiça. Coincidência? A única coisa que não muda é que o SPFC sempre passa ao largo. Nossa soberania é nossa história. Aceitem que dói menos. abs.  

Seu voto: Nenhum

Vida que segue

Forçou a barra Luís Nassif. Considero, como diz os mineiros, uma desfeita. É uma questão de opção e opinião. Entonces...a porta de saída é a serventia da casa.

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.