Revista GGN

Assine

Ao afastar delegado, Alckmin pode definir episódio relevante, por Luis Nassif

O afastamento do delegado Carlos Renato de Melo Ribeiro, de Paulínia, e abertura de procedimento investigativo para analisar as circunstâncias da invasão de residência de Marcos Claudio, filho de Lula, representa um ponto de inflexão na curva do autoritarismo pátrio.

Louve-se o governador Geraldo Alckmin pelo procedimento.

O grande problema do quadro atual foi o liberou geral, estimulando os atos arbitrários generalizados, com delegados, procuradores, juízes de direito exercitando um poder abusivo na caça aos “inimigos”.  

É uma praga da mesma natureza daquela preconizada por Pedro Aleixo, quando da assinatura do AI5. Qualquer porteiro de cadeia transformou-se em autoridade suprema contra o “inimigo”. Quanto mais apagado o delegado e o procurador, maior a ânsia por demonstrar poder.

Com a atual onda persecutória, os filhos do Ministro Luís Roberto Barroso espalharam-se por todos os cantos do país. Esse quadro foi agravado pelo posicionamento vergonhoso das associações de juízes e procuradores endossando os abusos de delegados da Polícia Federal e procuradores de Santa Catarina, que levaram ao suicídio do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina. São instituições que não conseguem avançar além do corporativismo mais canhestro.

Como José Robalinho, presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) e Roberto Carvalho Veloso, presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais) puderam endossar uma operação como aquela, que conduz como criminosos sete professores universitários, que jamais foram intimados a depor, que procede à revista humilhante, investigando até o ânus das pessoas detidas. É nítido o desejo de humilhar, o prazer sádico que acomete mentes doentias. É uma desmoralização para a ANPR e a AJUFE dirigentes que endossam essa tara, assim como a banalização da condução coercitiva.

Em Sâo Paulo, até agora, a caça a Lula fez com que uma procuradora interrompesse as obras do Museu do Trabalhador, incriminasse técnicos inocentes e deixasse o museu abandonado, demonstrando o prejuízo que o burocratismo do Ministério Público provoca no país.

Outro delegado invadiu uma escola do Movimento dos Sem Terra agredindo mulheres, idosos e crianças. Em ambos os casos, sem que nada acontecesse, sem que ninguém os responsabilizasse.

Com a decisão de Alckmin, cria-se uma tentativa de disciplinamento, ainda que pequeno, a essa exteriorização do autoritarismo mais doentio.

A partir de agora, parte dos pequenos tiranos pensará duas vezes antes de perpetrar o próximo abuso. E o alerta virá pela parte mais vulnerável, o cérebro inferior. Tudo dependerá do desfecho do episódio, se com punição exemplar, fazendo valer a autoridade de Alckmin, se tergiversando e alimentando a serpente da indisciplina.

 

Média: 4.5 (42 votos)
57 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Chega do estado de exceção

Sera que vamos ter uma reação à esse fascismo que impregnou o MPF, PF e Judiciario? Torço para que além das dispustas politicas, esses homens tenham também consciência de suas responsabilidades enquanto dirigentes publicos. Nunca se sabe onde pode parar essas ondas fascistas em progressão. Mas a historia esta ai e é possivel mudar esse curso antes que seja tarde.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

Quando da perseguição às

Quando da perseguição às "bruxas" em Salem, nos Estados Unidos, as acusações foram tomando vulto, com "revelações" cada vez mais sensacionais, e envolvendo pessoas cada vez mais poderosas. O equivalente, à época, das "delações premiadas" eram os "testemunhos espirituais": aceitavam-se como testemunhos válidos declarações de que demônios sobrevoavam ou conversavam com os acusados.

E a coisa foi num crescendo até que alguém teve a ideia de acusar a esposa do governador do estado de bruxaria. Aí o governador mandou parar: proibiu os "testemunhos espirituais", e a loucura refluiu rapidamente. Infelizmente várias pessoas já tinham sido executadas e esse mal não podia mais ser desfeito.

Em todo caso, parece haver alguma esperança de que, com a morte do reitor e com essa busca e apreensão contra o filho de Lula, a "esposa do governador" tenha sido atingida, e a histeria esteja com os dias contados. Infelizmente estamos a depender do governo Alkmin, que é tudo menos confiável. Mas a desautorização, e, melhor ainda, uma eventual punição do delegado (ir)responsável por mais essa fogueira inquisitorial pode talvez sinalizar aos caçadores de bruxas que o tempo deles está acabando, e que estripulias para impor a ordem por meio da desordem não serão mais aceitas.

De novo, a coisa está nas mãos de um governador de estado. Esperemos que Alkmin tenha algum apreço à sua própria biografia.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".

Alckmim faz a coisa certa,

Alckmim faz a coisa certa, fez o que lhe cabia, e se credencia a Presidencia da República com este ato singelo, mas de grande valor.

Lembrando que Dilma nada fez contra agentes federais, que estavam sob sua hierarquia e que gravaram, contra determinação judicial, frisa-se, sua conversa com Lula, pois estava além do tempo determinado pelo juiz do caso.

Ou seja, isso mostra a diferença de coragem e caráter dos governantes. E não adianta virem aqui nos comentários abaixo quererem defender a Dilma. O que ela fez para punir os agentes que agiram contra a lei naquele episódeo ?

Na verdade esses casos de Moros, Procuradores, delegados não são novidade no serviço público.

O funcionário público, o burocrata voluntarioso, geralmente bem preparado, mas que se pensa acima do bem e do mal, que resolverá todos os problemas sempre existiu e sempre existirá em várias repartições Brasil afora. O grande problema foi a covardia do "sistema" em não enfrentar e disciplicar esses barnabés sem-noção.

Cabia e cabe principalmente ao STF, ao CNJ, ao CNMP, mas evidente que também à Presidencia e aos executivos estaduais, como neste caso de Alckmin, exercer diretamente seu poder ou mesmo indiretamente através de pressões sobre outros poderes.

Volto a repetir, enquanto Lula não disser a que veio nesse sentido, enquanto ele não tiver um plano para subjugar esses outros poderes que estão dominando o País, ele não tem condições de voltar a Presidência, visto que outro presidente fantoche, como Dilma, cagando de medo até da própria PF, nós não precisamos.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Nāo confio em nenhuma

Nāo confio em nenhuma Instituiçāo seja ela Judiciårio, Executivo, Legislativo, MP, TCU...

Muito menos confio na mídia que engana, oculta noticias importantes e faz a cabeça do povo, ou seja, constroi subjetividades conforme seus proprios interesses

O povo brasileiro nem os maranhenses ficaram sabendo que a Base de Alcânntara foi entregue aos americanos....nem ficaram sabendo que as jazidas de gás natural descobertas e mapeadas por um batalhao de tecnicos que esteve em Sambaiba e outras cidades da região foram entregues a uma estatal inglesa

Não confio nesse DESgoverno hostil ao povo e servil ao mercado e aos poderosos e acessa elite bizarra

https://jornalggn.com.br/noticia/medida-do-governo-em-tributos-do-pre-sa...

Seu voto: Nenhum

 

...spin

 

 

imagem de Miguel F
Miguel F

Nassif não consigo viabilizar

Nassif não consigo viabilizar qualquer atitude moral ou de respeito por parte deste desgovernador... aqui em Santos serão fechadas duas escolas estaduais e veja só que ironia, uma delas a Cleobulo Amazonas Duarte, bem construída na época do Maluf em 1979.
Outras duas escolas estaduais vão fechar no Guarujá. Eu desconfio que além de precarizar o ensino há interesses imobiliários nestes terrenos das Escolas. Cabe investigar as reais intenções.
Como acreditar em seriedade deste governador que nas manifestações coxinhas para dar o golpe ele franqueava o Metrô. Tudo organizado jogos do Palmeiras pela manhã tudo articulado CBF, mídia, Fiesp etc
.... difícil querer acreditar em eleição e a volta a normalidade até o próximo golpe. Aqui só a Revolução Popular e mudar o regime político. O resto e fatofa e mais do mesmo, esperar a punhalada na próxima esquina.....

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de WG
WG

Alckmin continua se portando

Alckmin continua se portando como um "santo". Seu governo é um dos mais corruptos da história, o judiciário paulista é uma farsa que nada investiga do psdb.  Entre mil perseguições contra Lula, Alckmin interfere em uma, sem contar as perseguições contra estudantes, professores.  O "santo" não me convence.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

STF vs. Senado: já temos placar do embate - DECIFRADO!

STF vs. Senado: já temos placar do embate - DECIFRADO!

<<O "blocão" inusitado de “composição” – Moraes/ Lewandowski + Fux/ Celso de Melo – fez Carmen Lúcia virar, falando em buscar o “voto médio” (sic).

E daí você vê que os votos "swingados" de Fux e Celso NÃO eram tão assim para valer, sabe...

Queriam marcar posição (ao lado dos "juristocratas"), mas "gostaram" de ser vencidos. Até porque sabiam a MERDA capital que ia dar do contrário.

*

Se você soubesse os bastidores de véspera...

Só digo uma coisa: foi por um triz!

E mais: estamos FODIDOS com gente tão despreparada e tão sem noção - com tanto poder!

Todo cuidado é pouco.

E cada julgamento zera o jogo tudo de novo!>>
 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Tempos Sombrios um pesadelo que parece não ter fim.

p { margin-bottom: 0.25cm; line-height: 120%; }

Como uma nuvem que toma conta das cabeças. Algumas palavras mágicas como corrupção, impunidade. Acompanhadas por uma avalanche de notícias que pretendem demonstrar que todo ser humano, principalmente brasileiro, é originalmente corrupto. Uma transformação de todos os noticiários em noticiários policiais, e ou notícias de operações anti corrupção. Uma exacerbação das diferenças fazendo com que aquela classe média que quer se diferenciar de todos, mas se aproximar de alguns, veja essencialmente como inimigos aqueles de quem ela quer se diferenciar. Aquela classe média que escuta em família, que é preciso andar com aqueles que o elevem. Aquela classe média que fala sempre de maneira depreciativa dos “brasileiros”. Que se sentiu em perigo com cotas, e com tantas outras mudanças, que começou a conviver com “outros”.

A alimentação subliminar e diuturna feita pela mídia desta imagem do “brasileiro”. Uma exacerbação punitivismo, com todos exigindo punição principalmente do “outro”, aquele associado a tudo de que se quer fugir .

Tudo isto unido ao poder dado por aqueles a quem escolheram para fazer o trabalho de, limpeza para alguns, de purificação para outros, ou de extinção para outros mais.

Basta uma denuncia , ou um ouvir dizer, ou uma convicção para que alguém possa ser levado e publicamente execrado e humilhado com auxílio da imprensa. É preciso arrastar de forma humilhante pessoas em praça pública para exacerbar mais ainda o espirito punitivista.

Mas são estes com poder outorgado pela sociedade , que uma vez no poder se sentem cada vez mais poderosos, se sentem intocáveis, e que não querem nem pretendem prestar contas a ninguém, pretendem apenas exercer o poder, principalmente contra os “outros”. E muitos são apenas mediocres instrumentos, do que alguém já chamou a banalidade do mal. Apenas funcionários burocráticos do mal, cheios de convicção. O poder é então pulverizado, e qualquer chefete pode agora ambicionar mais.

Mas enquanto a maioria se convulsiona em uma nuvem de submissão auto flagelo e sofrimento os verdadeiros poderosos, fazem suas grandes negociatas privatistas, vendem soberania do país , destroem a vida e futuro das mesmas pessoas que lhes dão poder e preparam os roteiros desta peça criminosa que é o noticiário de imprensa. E mantém no poder aquele que será descartado quando não for mais útil.

Seu voto: Nenhum
imagem de observador1
observador1

Alerta do bolso ou do ânus?

Nassif, parabéns pela provocação, pois só assim posso entender essa tua mexida no tabuleiro, visando dar nova dimensão à partida em curso e acordar os contendores e circunstantes. Se não, vejamos: 1) - Você sabe que toda família Lula está sob a mira do aparelho golpista de há muito e supor que Geraldinho não controle o maquinário do poder é fazer pouco caso dele, que na condição de vice-governador hereditário dos tucanos era quem operava a burocracia que faz essa geringonça da Segurança se mover, autorizando ou vetando seu vai e vem. "Afastar" o delegado e abrir "procedimento investigativo" equivale a parabenizar os envolvidos e assegurar que tudo vai dar em nada, como é de praxe desde os tempos do Esquadrão da Morte e suas chacinas sempre impunes. Classificar a manobra de "ponto de inflexão na curva do autoritarismo pátrio" é pura provocação; louvar Geraldinho pelo "procedimento" é a sublimação da chacoalhada. 2) - É atribuindo ao "liberou geral" o sucedido que chacoalhas o tabuleiro, pois quem insufla a "onda persecutória" são essas mesmas ex-instituições que depois das Diretas Já e do advento de FHC entraram em estado catatônico, primeiro, para depois coadjuvar os golpistas, seja com o silêncio sepulcral de uma OAB solidária à ditadura togada e ao esfacelamento da Constituição-Cidadã de 88, seja levando o reitor de Santa Catarina ao suicídio. Sem a cumplicidade dessas entidades outrora defensoras de classes e dos chamados direitos difusos da população, jamais haveria impeachment para Temer vender o que nos resta de patrimônio público; jamais Geraldinho chegaria aonde chegou. 3) - Depois de desmantelar tudo aquilo que orgulhava paulistas e brasileiros, como o metrô em estado falimentar e prontinho para rentável privatização, Geraldinho vai aos poucos deslanchando rumo a 2018. Afinal, está blindado e só faltam três meses para se tornar inocente por decurso de prazo, assim que o crime de caixa dois completar doze anos e sua prescrição provocar o fim de qualquer punição - legalizando, inclusive, o amealhado nos crimes impunes, que poderá ser o diferencial capaz de devolver-lhe, na campanha eleitoral, a auréola de santo da Opus-Dei, em contraponto ao atual estigma de ladrão de merenda infantil e demais ativos econômicos, como as unidades de conservação que colocou à venda - logo ele, coordenador de meio ambiente da Constituinte. Resta saber se a "serpente da indisciplina" já o contaminou, enquanto a acalentava junto ao peito, esperando deixar Dória em seu lugar e não, como agora, disputar com ele o "munus" mais ambicionado, o poder dos poderes. De qualquer maneira, como não há oposição capaz de fazer uma contagem regressiva para a anistia do caixa dois ou remissão de todos pecados tucanos, o injustamente apelidado "picolé de chuchu" vai ser a diferença entre o abismo e o despenhadeiro, pois acredito que é temendo os Bolsonazistas que você promove Alckmin e deposita esperança no "cérebro inferior", que por inferência julgo ser o bolso, já que o ânus da Nação continua sob estupro, apesar de suas reiteradas provocações, sempre muito benvindas!

Seu voto: Nenhum

Nassif, nas polícias estaduais ainda há hierarquia

Nassif, nas polícias estaduais ainda há hierarquia e disciplina, elas respondem a alguém, prestam contas, possuem um chefe, na figura do Secretário de Segurança e do Governador. Diferente do âmbito federal, em que a polícia chacoalha quem quiser e fica por isso mesmo. Não se pode nem trocar o diretor-geral porque algum lavajateiro irá pegar um megafone e acusar o governo de querer obstruir as investigações. Nas estaduais, um ato de insubordinação desses é impensável. Não há o "republicanismo" que Dilma e Cardozo levaram ao grau máximo para justificar o descontrole da polícia. E polícia sem hierarquia vira apenas um bando armado, protegido sob o manto da "autonomia".

Seu voto: Nenhum (7 votos)

viver sem temer

imagem de franciscopereira neto
franciscopereira neto

Toda a razão?

Realmente nas polícias estaduais ainda há hierarquia e disciplina, especialmente em São Paulo.

Palmas para você.

Você quer que eu exemplifique a sua sabujice?

Vamos lá então, de trás para frente.

Nas manifestações para cassar Dilma a PM de São Paulo baixou o porrete quando os manifestantes eram a favor de Dilma.

Nos convescostes da classe média e elite na Paulista, tinham até o direito de levarem para casa, via redes sociais, selfies com a meganhada.

Quem foram presos e denunciados como praticantes de atos terroristas?

Foram os coxinhas ou os estudantes que manifestavam a favor de Dilma?

A hierarquia se fez presente com uma agente P2 infiltrado entre a moçada.

E quanto ao maior crime cometido pelo Alckmin, com autorização judicial, para fazer reintegração de posse no bairro Pinheirinho, São José dos Campos?

Mais de 7 mil pessoas jogadas ao relento sob porradas da PM, com hierarquia e disciplina, acordadas as 06:00 h da manhã para entregar de mãos beijadas a área ao bandido e especulador Naji Nahas?

Todos os pertences daquela gentalha, casas derrubadas com máquinas retroescavadeiras, aparelhos domésticos, geladeiras, fogões, Tvs e demais pertences amontoados como entulhos.

E a TV Globo em São Paulo que invadiu uma área pública recebeu o mesmo tratamento.

Isso que é hierarquia e disciplina!

Seu voto: Nenhum

Francisco, quis dizer apenas

Francisco, quis dizer apenas que ainda há algum tipo de ordem e controle nas polícias estaduais (pro bem ou pro mal). O delegado (ir)responsável foi afastado pelo Secretário de Alckmin e será investigado. Isso é um fato (mesmo que não dê em nada). E o que aconteceu com o agente da polícia federal que notificou Lula às 23h logo após sair do aniversário do filho? E com a equipe que invadiu e filmou o apartamento de Lula e depois exibiu as imagens para a produção um filme? E com os delegados que exaltavam Aécio na internet e xingavam Lula? E todos os vazamentos seletivos ? Houve alguma apuração (mesmo no governo Dilma)? Alguém foi afastado? Não é isso o conceito que se pode ter por anarquia?

Seu voto: Nenhum (1 voto)

viver sem temer

imagem de Marcio Rezende Pimentel
Marcio Rezende Pimentel

Afastamento de delegado

Vamos aguardar os desdobramentos desse afastamento para avaliarmos se será mesmo um ponto de inflexão nas barbaridades que são praticadas por agentes do judiciário, numa escala cada vez mais abusiva desde que o Moro seu início às ilegalidades com a absurda condução coercitiva e a liberação das fitas em seguida.
Afastamentos de agentes que abusam da autoridade costumam ser soluções escapistas para esfriar o caso. A grande imprensa conservadora não reverbera e a coisa passa para a populacao como um prêmio ao mau funcionário. Este mantém os salários sem trabalhar nestas punições administrativas inconsequentes.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de maria rodrigues
maria rodrigues

Gleisi Hoffmann foi direta,

Gleisi Hoffmann foi direta, ao pedir explicações a Alkmin sobre seu secretário de segurança. E foi ela também quem discursou favorável a Aécio quanto ao problema dele com o STF e a independência do Senado. Vi nesse ato de alkmn um pouco do movimento da presidente do PT.

O negócio foi tão escandalso, e tão falso, que nem os jornais da noite dispensaram tempo para o colocarem em pauta. Também não o fizeram no sentido de desmoralizar a polícia e a juíza de São Paulo, que era o que deveriam ter feito.

Os dedo-duros da ditadura, que se alistavam como partícipes do SNI, eram, de fato, qualquer um. Há pouco soube que pessoas da família de uma grande amiga de Brasília, fizeram parte dessa miséria. Tinham entre 20 e 30 anos. Um era funcionário da Caixa, e hoje aposentado, é considerado rico, dono de propriedades em Goiás. Outro não saiu da posição de taxista, entre outros, mas todos serivram à mesma causa: de dedurar quem bem entendesse. Parece, pois não tenho bem certeza, que essas pessoas ainda recebem do Estado um salário pelos serviços prestados. Foi o que ouvi da amiga sobre seu sobrinho, hoje com 52 anos. E posso assegurar que todas essas pessoas são as que mais desejam a volta da ditadura, e provavelmente são eleitores de Bolsonaro.

Apesar dos pesares, tambpem considero ter sido prudente, e importante a decisão de Alkmin, embora saiba que ele é dos muitos que se arrepiam com a chance que tem Lula, ainda, de vir a ser eleito 

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Quando da perseguição às

Quando da perseguição às "bruxas" em Salem, nos Estados Unidos, as acusações foram tomando vulto, com "revelações" cada vez mais sensacionais, e envolvendo pessoas cada vez mais poderosas. O equivalente, à época, das "delações premiadas" eram os "testemunhos espirituais": aceitavam-se como testemunhos válidos declarações de que demônios sobrevoavam ou conversavam com os acusados.

E a coisa foi num crescendo até que alguém teve a ideia de acusar a esposa do governador do estado de bruxaria. Aí o governador mandou parar: proibiu os "testemunhos espirituais", e a loucura refluiu rapidamente. Infelizmente várias pessoas já tinham sido executadas e esse mal não podia mais ser desfeito.

Em todo caso, parece haver alguma esperança de que, com a morte do reitor e com essa busca e apreensão contra o filho de Lula, a "esposa do governador" tenha sido atingida, e a histeria esteja com os dias contados. Infelizmente estamos a depender do governo Alkmin, que é tudo menos confiável. Mas a desautorização, e, melhor ainda, uma eventual punição do delegado (ir)responsável por mais essa fogueira inquisitorial pode talvez sinalizar aos caçadores de bruxas que o tempo deles está acabando, e que estripulias para impor a ordem por meio da desordem não serão mais aceitas.

De novo, a coisa está nas mãos de um governador de estado. Esperemos que Alkmin tenha algum apreço à sua própria biografia.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de PauloBR
PauloBR

Louvemos o Alckmin

... e também o ladrão que deixa um trocado com a vítima, para que ele pegue um ônibus para ir para casa...

... e o estuprador que se lembra de usar camisinha...

... e todo “santo” que sabe a hora de conter os danos....

 

- mas sem esquecer que em certos círculos, um policial que não cuide de “plantar” provas de crime numa batida é considerado incompetente e merece ser afastado.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Nassif encarnou a "velhinha.

Nassif encarnou a "velhinha de Taubaté"

Seu voto: Nenhum (3 votos)

era só o que faltava...

acreditar que um fascista de carteirinha pode ser herói por engano.................................

é por isso e por aí que se criam cada vez mais violentos, por acreditarmos que eles podem se transformar no que desejamos...........................................alimentam-se com declarações de reconhecimento ou de voto

Seu voto: Nenhum (4 votos)

Chega do estado de exceção

Sera que vamos ter uma reação à esse fascismo que impregnou o MPF, PF e Judiciario? Torço para que além das dispustas politicas, esses homens tenham também consciência de suas responsabilidades enquanto dirigentes publicos. Nunca se sabe onde pode parar essas ondas fascistas em progressão. Mas a historia esta ai e é possivel mudar esse curso antes que seja tarde.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de JoaoMineirim
JoaoMineirim

Não comemorem antes da

Não comemorem antes da hora.

A "punição" não passará disso.

Os abusos continuarão. Não tenho dúvidas.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Alvaro Tadeu
Alvaro Tadeu

Culpar o delegado é covardia. Quem de fato autorizou?

Um amigo, que trabalhava na antiga CACEX (órgao do BB responsável pelas exportações e importações do Brasil) era encarregado de examinar pedidos de importação pouco consistentes ou com aparência de trambique. Foi no governo Sarney. Chegou uma papelada, meu amigo examinou, era um pedido de importação de um barco de "competição" com 20m de comprimento e três suítes. Ele vetou e foi falar com o chefe. Este, concordou imediatamente com a posição do subordinado. Em dois anos, ele vetou a mesma "importação" por quatro ou cinco vezes. Então, Collor foi eleito Presidente.

Quinze dias depois da posse collorida, a mesma papelada do "barco de competição" chegou à mesa do meu amigo. Ele levou um baita susto. A importação já vinha autorizada dos escalões superiores e a função dele foi apenas dar seguimento burocrático à papelada. Ora, enquanto ele era responsável pela primeira decisão, mesmo para vetar uma barbaridade dessas, ele informava o chefe. Dizer que o delegado e a juíza de instância "zeriática" tomaram a decisão sozinhos, seria a mesma coisa que a PF revistar o Aécio em aeroporto (tocou a "buzina"), encontrar um pacotinho com aparência de açúcar e chamar a imprensa. Nassif, essa do Alckmin é só para consumo externo. Você é um jornalista experiente, sabe que até para cumprir a lei, quando ela atinge algum graúdo, o funcionário pede autorização por escrito.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Paulo M
Paulo M

O governdor Alckmin, apesar

O governdor Alckmin, apesar da firme oposição ao PT, é o único tucano da cúpula que não concordava com o golpe contra a presidente Dilma, pois pretendia, com todo o direito, que as coisas trilhassem o caminhp da normalidade e se chegasse a 2018 sem sobressaltos, cenário no qual o governador pretendendia, e ainda pretende, apresentar-se como candidato do PSDB, ou melhor, da centro-direita, à presidência da República. Outro dia, a insuspeita presidente Dilma pontuou que entre os conservadores, Alckmin é o melhor. E é mesmo. Não há nenhum outro que reúna a experiência de Alckmin e o respeito mínimo às instituiçõpes que Alckmin manifestou inúmeras vezes, bem diferente de seus pares. Que fique anotado: se tivermos um presidente de centro-cireita em 2018, que seja Alckmin a qualquer outro. Grato.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Romanelli
Romanelli

Só PHA, puristas e

Só PHA, puristas e instigadores acham que o governante eleito pode tudo

O segredo dum bom governante é PASSAR a imagem de que comanda  ..mas só que não

TODOS sabemos que as entranhas do ESTADO estão sequestradas por funcionários de CARREIRA  ..destes concursados nababos estáveis que acham que podem tudo  ..que o país é sua propriedade e latrina

Some-se a eles a ira dos militares (em parte JUSTA, pelas tentativas de revanchismo e pela criminalização generalizada de suas atividades), o oportunismo dos golpistas e o interesse dos estrangeiros (MUUUUITO mais dos EUA) e a sopa esta servida

Pudesse tudo e o DOUTOR LULA DA SILVA não estaria hoje sofrendo por ter conseguido, com tanta concessão feita (a BEM DOS MAIS POBRES E DO PAÌS) a duras penas e MUITO jogo de cintura, ter feito o MAIOR E MELHOR governo de TODOS OS TEMPOS

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de ALOISIO PEREIRA COSTA
ALOISIO PEREIRA COSTA

Ao afastar delegado, Alckmin pode definir episódio relevante, po

Essa, mais parece aquela história de quando o agressor precisa do seu agredido para se salvar.
Primeiro - pau nele. No meio do caminho - pára ele. Mais adiante ainda - deixa ele. Agora - dependemos dele.
Descrença é pouco. Vergonha. Muita vergonho.

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de ALOISIO PEREIRA COSTA
ALOISIO PEREIRA COSTA

Ao afastar delegado, Alckmin pode definir episódio relevante, po

Essa, mais parece aquela história de quando o agressor precisa do seu agredido para se salvar.
Primeiro - pau nele. No meio do caminho - pára ele. Mais adiante ainda - deixa ele. Agora - dependemos dele.
Descrença é pouco. Vergonha. Muita vergonho.

Seu voto: Nenhum
imagem de ADROALDO LIMA LINHARES
ADROALDO LIMA LINHARES

O GOLPE MILITAR ESTÁ MAIS DO QUE ENGATILHADO...

Parece que qualquer discussão, nesse momento, sôbre política, polícias, democracia, direitos, eleições e etc, estão mesmo totalmente fora de contexto. Parece que está claríssimo que as arbitrariedades fazem parte da orquestração para a entrada dos militares no golpe, o que seria uma transferência das mãos do golpista temer para as mãos dos golpistas forças armadas. Todas as minifestações foram aceleradas. muitas claramente plantadas pelos golpistas, e, misturadas as manifestações do PT e de toda a oposição, formam o cocktail perfeito para mais esse golpe, prestes a ser aplicado.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Devagar Com o Andor Que o Santo é de Barro (O. de Brecht)

Se confirmada a informação de haverem duas ordens judiciais de busca e apreensão em endereços residenciais distintos de Marcos Claudio, sendo uma sem a identificação do residente, em Paulínia, e a outra de endereço em São Bernardo, coincidentemente residência anterior do residente não identificado, vítima de denúncia anônima, em Paulínia, aí não haverá ato que exima o governador de não apenas afastar o delegado executor, mas principalmente explicar melhor de onde surge a armação, as ordens, com que objetivo, organizado por quem em seu governo e/ou fora do mesmo se encomendado, repetindo-se: por que, para que e quem?

Nassif, que tal o GGN apurar isso junto a bancada estadual do PT, de onde parece ter surgido a informação.

PS: Em qualquer situação, o governador recuar poderia já estar precificado, o importante é saber o por que dos atos, pois não dá para acreditar que um delegado solo, mais uma juiza burocrática "nas nuvens", produziram isso a toa e pior, como se não soubessem a quem invadiam e para que de fato invadiam.

Como diria o ausente tão necessário nessa hora, Leonel Brizola: "Nesse angu tem caroço".

E como tem!

Seu voto: Nenhum (3 votos)

A Globo perdeu espaço político, social e de mídia com o Golpe.

A Sociedade que nasceu do estilo processual Lava-Jato na dobradinha com velha mídia capitaneada pela Rede Globo fez o feitiço virar contra o feiticeiro para os golpistas e sobrou a tentativa Alckmin para a família marinho.

Tentando entender o Brasil em 11 de outubro de 2017, uma visão pessoal. 

Pesquisas levam aos factoides diários contra Lula e Dilma, bem sabemos.

Lula vence todos os candidatos em segundo turno e até Moro pode perder dele. Lava-Jato tem seu menor índice de aprovação neste mês.

72% de nordestinos querem Dilma de volta.

59% dos brasileiros querem Dilma de volta.

Dilma lidera a corrida para o Senado em Minas Gerais. 

O que acontece no mesmo instante destes resultados de pesquisas, que certamente são realizadas para dar um resultado menor que o esperado em favor dos golpeados?

Um factoide, uma condenação, uma acusação nova (requentada) contra Dilma, idêntico como acontece com Lula.

Invadem a casa do filho do Lula a procura de drogas, o factoide de ontem, TCU e Pasadena o de hoje. 

É a tentativa de respiro do Golpe, do paciente em coma e dando seus últimos suspiros.

Vivemos um impasse no Golpe, ele não tem mais condições de realizar uma arbitrariedade maior contra Lula, Dilma e PT por não ter apoio popular para tal intento e nem condições morais desta ação.

É imprevisível o que adviria na sociedade da tentativa de barrar eleições e/ ou tirando Lula e Dilma delas. E, ainda, mantendo diversos candidatos ficha suja elegíveis.

Hoje, vivenciamos uma realidade de estagnação das ações com resultados práticos que visem impedir Lula e Dilma de serem candidatos em 2018 e de se adiar a Eleição, senão já teriam parado com os factoides diários disfarçando um pouco a seletividade da Justiça.

Então, utilizam das tentativas de desmoralizar Lula e Dilma para, na ilusão dos golpistas, tirarem votos deles e do PT em  quantidade em 2018, o que parece ser impossível juntado da Reforma Política que quer facilitar a campanha dos candidatos endinheirados ou defensores das elites que patrocinaram o Golpe de 2016.

Uma campanha eleitoral inteligente e a gente retoma o Poder em breve com Lula em 2018. Até podemos ver o retrocesso do Golpe, pode até existir a possibilidade da volta da Presidenta Dilma do jeito que as coisas vão, é pouco provável, mas possível. 

Aconteceu um fenômeno impensado neste período, o Golpe e suas formas de produção e solidificação (modelo Lava-Jato de Justiça em dobradinha com a velha mídia) foram feitos de maneira equivocada, dando espaço para uma extrema-direita se solidificar no país, marcadamente fascista e ligada a um moralismo castiço e um fundamentalismo religioso, misturado com uma linha de atuação anti LGBT, anti programas sociais e pró armamento desenfreado da população. 

Esta linhagem de eleitores fabricada pela velha mídia capitaneada pela Rede Globo juntada de Veja, JP, Estadão, Folha e assemelhadas + Justiça modelo Lava-Jato para o Golpe se solidificar provocou o fenômeno da anti política (com a imagem de que a Política é sinônimo de corrupção) e o fenômeno do ódio ao que não é exatamente igual ao que a pessoa que foi levada a ter um pensamento de extrema-direita acredita e quer para a nossa vida e nosso país. 

O Golpe precisou de extremistas de direita nas ruas para dar um ar de legitimidade, para fazer número, dar tamanho as manifestações pró-impeachment, não nos esqueçamos disto.  

Como foi desmascarada a direita tradicional via corrupção, mentiras + incompetência em governar juntado ao ódio ao PT solidificado em partes do eleitorado, se formatou uma parcela significativa dos que antes acreditaram na Globo e foram tucanas e pró-Golpe, e que hoje enveredam para o radicalismo de Bolsonaro e assemelhados: 

A parcela do eleitorado anti-petista de antes misturada de uma parcela que enxerga os políticos tradicionais do PT (desejado pelos Golpe) do PSDB e do PMDB (indesejados pelo Golpe), os maiores partidos brasileiros, todos, sem exceção, como corruptos. 

E os golpistas ficaram diminuídos. 

A extrema-direita foi se consolidando e se distanciando dos apoiadores do Golpe e a velha mídia, em especial a Globo, se perdeu no meio de um tiroteio que é favorável ao crescimento do fundamentalismo religioso, que no fundo vai debandar dela público, em boa parte, migrando sua audiência para a TV Record da Igreja neopentecostal Universal. 

Dois jornalistas de esquerda foram desligados da Record News estes dias. Sintomático. Há espaço para se desenhar um conservadorismo de costumes e de Fé na sociedade brasileira, a Record e as TVS de pastores neopentecostais e carismáticas católicas (conservadores) podem assumir este público para si. 

Então, se vê que a Globo foi tentar reparar a situação Bolsonaro abrindo espaço para o Fantástico discutir a questão do Gênero, para o Bem-Estar mostrar e discutir o tema a partir de transexuais, até mostrando com cuidado e respeito um casal formado por um travesti e uma mulher que fez operação para ser homem, pontuando com clareza que homossexualismo não é doença. Imaginemos no auge do Golpe se a Globo arriscaria esta discussão temática.

É a tentativa de freio de arrumação tardio para uma situação que saiu do controle. A Globo ficou sem candidato viável. Dória e o forte Bolsonaro foram para um caminho que só a Record e emissoras religiosas, talvez, possa abraçar.

Globo e velha mídia que com o Golpe perderam a audiência cega de um eleitorado que não vai mais dar tanta atenção ao que diz a Globo e a velha mídia na hora de votar, porque foram enganados com a mentira de que o Golpe traria um mundo maravilhoso para ele. E já sem todo o eleitorado fiel pró Lula e Dilma perdidos, aos poucos, nos anos anteriores ao Golpe. 

Os golpistas alinhados com a velha mídia perderam espaço para a extrema-direita e para os que ainda estão lúcidos e para os lulistas, dilmistas e esquerdas em geral.

FICARAM NUS. 

Alckmin pode ser a candidatura de inflexão do caminho Lava-Jato de sociedade? Parece ser a solução única que sobrou no meio político, entre os que participaram do Golpe, nem Marina caberia por seu silêncio diante do Governo Temer e por ter sido do PT e ter mudado de lado nem Joaquim Barbosa, o imprevisível nem o descontrolado Dória. O problema é. 

Como voltar para a garrafa essa Justiça modelo Lava-Jato para não escancarar mais a seletividade e perseguição da Justiça ao Lula, à Dilma e ao PT no Brasil, onde a maioria do MPF, da PF, dos magistrados viraram anti petistas de carteirinha? Evitando crescer mais e mais a intenção de votos em Lula?

Com o Golpe destruindo toda a economia nacional e sem condições de impedir eleições em 2018 há poucas chances de prosperar a candidatura da velha mídia capitaneada pela Globo.

No fim de tudo nasceu uma nova polaridade: Lula X Bolsonaro. 

A Globo com Bolsonaro para vencer Lula pode dar de bandeja à Record um protagonismo em um Governo de extrema-direita ou no crescimento dela assumindo este público para si. Se der Lula não tem diálogo possível, ele já afirmou que vai propor a Democratização da Mídia. Alckmin foi o que sobrou e seu catolicismo Opus Dei mais civilizado, o bom moço de Pindamonhangaba. 

A Globo perdeu espaço político, midiático e social com o Golpe.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de jossimar
jossimar

Lembro-me que poucos meses

Lembro-me que poucos meses antges de a Dilma ser defenestrada pelos golpistas o Ion de Andrade escreveu m post aqui no GGN onde afirmava categoricamente que os golpistas haviam sido derrotados e que acabariam presos. Talves pudesse acontecer se tivéssemos Ministro da Justiça e Presidente de fato naquela ocasião.

Agora vem este escrito pelo Tambelli.

Não vejo assim. Penso que o golpe vai muito bem, obrigado.

Estou praticamente convicto que não teremos eleição ano que vem e que os golpistas continuarão navegando em mar de brigadeiro.

Eles estão praticando as maiores violências contra a população que já vi e vivi e toda minha vida. Nem na ditadura militar isto aconteceu. Votam leis que prejudicam o país e a população sabendo que todas são rejeitadas pela maioria absoluta da população. Praticam o balcão de negócios escancarado e a luz do dia sem o menor constrangimento e ainda botam a cara para bater. 

Qual político que depende de votos faria tal coisa? 

Fazem porque têm a certeza de que continuarão lá e não haverá eleição.

Só alguma coisa sobre o judiciário.

Na ditadura de 64 quem prendia e matava eram os militares, seres imbecis por natureza.

Agora que pratica o assassinato causando sofrimento psicológico insuportável é o judiciário. Já temos duas vítimas, Dona Marisa e o Reitor Cancellier. Querem mais. A esperança deles é que consigam levar Lula ao mesmo fim.

Como no jogo de xadrez o Lula é a rainha, ou rei. Não sei que peça vale mais. Os golpistas acreditam que se o o rei for derrubado o caminho para a ditadura total estará aberto.

Depois do Lula, se preparem.

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Jossimar!

Concordamos que eles, os políticos e a turma do Golpe, não estão nem ai com o Brasil e sua população. Só acredito que não há espaço para uma ação concreta que tire Lula da Eleição de 2018. É impensando o que viria deste fato. É opinião minha. 

Sem Eleição como ficaria o eleitorado de Bolsonaro? Esse é mais incontrolável ainda. Creio eu, que os golpistas fazem tudo o que fazem hoje no desespero, porque sabem que não há chances de prosperar por muito tempo esta situação atual. E se uma parte do que fizerem com os bens públicos continuar nas mãos desejadas, pós retomada da Democracia, verão como uma vitória.

Eu não creio em Ditadura Militar hoje e nem vejo forças para barrarem a Eleição de 2018 e uma candidatura contra o Golpe. Creio que Bolsonaro será um candidato forte com menos chances de ganhar que um candidato de fora do Golpe. E que Lula concorrerá.

São análises a minha e a sua e de muitos que se contradizem em pontos ou bastante. Estamos diante de um Governo com nem 3% de aprovação, Governo na margem de erro das pesquisas, e que destroi todos os índices econômicos e sociais.

O Golpe tem força para muitas coisas menos para impedir Eleição em 2018. Eles podem tentar até criar mecanismos de enfraquecer o próximo Executivo, com um Semi Presidencialismo, mas mesmo assim, não é garantido que o Legislativo seja composto de maioria golpista. 

E creio que precisará tomar cuidado candidatura que prometer mudar o rumo do que está ai e mantiver tudo como está ao vencer, vira Temer em 3 tempos. 

O Golpe terá uma prova de fogo grande em novembro com a validação da Reforma Trabalhista e da Terceirização irrestrita, esse pode ser um divisor de águas e o silêncio concreto da população se tornar uma revolta social contra Temer & cia. 

Houve uma piscina cheia nas eras Lula e Dilma, ela está esvaziando por completa, e pode ser essas reformas a cereja do bolo que faltava para o povo sair pras ruas e acabar com a festa Golpista. 

Abraço,

Alexandre!

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Policarpo
Policarpo

Acreditar podemos acreditar

Acreditar podemos acreditar no que quisermos. Um golpe de estado exige um regime político que o estabilize ou o retorno da democracia. Os golpistas, também "acredito", não queriam e não querem os militares, mas a única coisa que de verdade eles não querem e "acredito" não passa pela cabeça dos golpistas é "devolver" facilmente a democracia, mesmo essa nossa franzina e severina que nos tomaram no golpe.

Como diria o sábio florentino:

"As necessidades podem ser muitas mo entanto a mais forte é aquela que te obriga a vencer ou morrer"

Seu voto: Nenhum

"Sem Eleição como ficaria o

"Sem Eleição como ficaria o eleitorado de Bolsonaro?"

Acho que tranquilo. Eles não querem eleição, querem ditadura. Se tiver eleição, eles votarão em Bolsonaro; se não tiver, melhor ainda - vão ter o que querem, sem correr o risco de perder a eleição.

Mas também acho uma ditadura difícil. Os militares estão divididos em relação a isso, e a tarefa de governar o país nas condições em que os golpistas o deixaram não é invejável, ainda mais sem projeto de país. E uma ditadura do judiciário é complicada. Militares ou polícia têm hierarquia e cadeia de comando; juízes não têm e rejeitam fortemente a ideia - querem poder continuar atirando pra tudo quanto é lado sem serem enquadrados por ninguém, nem mesmo pela cúpula do judiciário.

Seu voto: Nenhum
imagem de Andre Luiz RRR
Andre Luiz RRR

Já devolveram os aparelhos

Já devolveram os aparelhos roubados? Se não esse afastamento foi só teatro pra enganar trouxa.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Leilane Castello
Leilane Castello

O delegado fez caca. E a

O delegado fez caca.

E a magistrada que aceitou a denuncia anonima, sem indicios, sem provas, assinou o mandado. Fica como? Pau que bate em Chico tem que bater em Francisco! 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Não quando Francisco é juiz

Não quando Francisco é juiz de direito, e Chico é um reles delegado de polícia... estadual, para piorar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Gabriel Moreno
Gabriel Moreno

Lula é o futuro. Não será

Lula é o futuro. Não será possível impedir a onda que vai se seguir à sua candidatura. Quem for esperto vai purar fora do barco o mais rápido possível. Alckmin, macaco velho, começa os movimentos. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Alexandre Guilherme dos Santos
Alexandre Guilherme dos Santos

A ponta não fecha? !

A ponta não fecha? !

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de naldo
naldo

Sei, quem foi punido na mafia

Sei,

quem foi punido na mafia da merenda? E aquele cidadão que bateu o carro no qual tinha uma lista explosiva? E a farra das mensalidades? Essa tem gente que nem ficou sabendo. São mestres no jogo de cena e no ilusionismo.......

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Eu ando tão descrente... mas

Eu ando tão descrente... mas tão descrente que... NÃO ACREDITO!

Seu voto: Nenhum (10 votos)

Representação flagrantemente

Representação flagrantemente inconsistente ( para não dizer mentirosa ) acolhida pelo Poder Judiciário   https://flitparalisante.wordpress.com/2017/10/11/representacao-flagrantemente-inconsistente-para-nao-dizer-mentirosa-acolhida-pelo-poder-judiciario/   Delegado titular de Paulínia afastado do cargo sob suspeita de inventar denúncia anônima para devassar filho de Lula…( Apelar não vale e vê se esconde as tatuagens, isso depõe contra a imagem da carreira )

 

 https://flitparalisante.wordpress.com/2017/10/11/delegado-titular-de-paulinia-afastado-do-cargo-sob-suspeita-de-inventar-denuncia-anonima-para-devassar-filho-de-lula-apelar-nao-vale-e-ve-se-esconde-as-tatuagens-isso-depoe-contra-a-imagem-da-ca/ 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Nassif, uma das coisas que

Nassif, uma das coisas que vários articulistas escreveram exaustivamente nesse período do "direito penal do inimigo" era a gigantesca brecha que se abria para que a exceção aos poucos virasse "o normal". Todos concordamos inclusive, que a infeliz nota de apoio à sequência de eventos hediondos e brutais que culminaram com a morte do reitor Cancellier eram sim, uma CAHNCELA para que as arbitrariedades prosseguissem. A atitude da juíza e do delegado são prova cabal do que esse precedente insano causa em gente medíocre com poder nas mãos.

Faço coro à sua fala, que se Alckmin quiser honrar o cargo que ocupa nãó só se manifestará publicamente criticando a violência, o absurdo, como investigará e punirá - na sua alçada de decisão... - os responsáveis.

A dúvida é o passado do governador, que não demonstra isenção quando o alvo de violência policial ou judicial pertence a algum partido ou movimento de esquerda.

Não espero de Alckmin essa grandeza, essa dignidade, parece, infelizmente, algo além do que ele tem a oferecer.

Mas a torcida é para que eu esteja errado!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de C.Poivre
C.Poivre

Como chegamos a este ponto?

"Com o Supremo, com tudo."(Jucá):

https://caviaresquerda.blogspot.com.br/2017/10/a-frase-do-brasil-no-secu...

Seu voto: Nenhum (8 votos)

É preciso enquadrar a juíza

" O fascismo está de volta. É preciso pará-lo "

Desembargador Lédio, de Santa Catarina

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

"Como José Robalinho,

"Como José Robalinho, presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República) e Roberto Carvalho Veloso, presidente da Ajufe (Associação dos Juízes Federais) puderam endossar uma operação como aquela":

Ambos sao macons de merda.

Acertei?

Seu voto: Nenhum (10 votos)

E tudo que foi apreendido?

Já devolveram?

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de Breno Diniz
Breno Diniz

ESTA JUIZA, E ESTE DELEGADO

ESTA JUIZA, E ESTE DELEGADO ESTÃO FAZENDO CAMPANHA, PRA SE LANCAREM CANDIDATOS A DEPUTADO FEDERAL.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Embora a atitude do

Embora a atitude do governador seja um sinal positivo, prefiro aguardar o ponto final.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Daqui a 15 anos a putalha

Daqui a 15 anos a putalha judicialia canalha do Brasil vai ter uma posicao firme a respeito do assunto.

Exceto se levar 16 anos, claro.  Tudo eh possivel.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Fabio !
Fabio !

Espera um pouquinho ..........

Nos últimos meses alguns movimentos curiosos , que talvez possam ter ligação entre si : 

- Reinaldo Azevedo faz uma defesa de Lula contra a sentença condenatória dada por Sergio Moro ; 

- o PT apoia Aécio Neves contra decisão do Supremo em afastá-lo de suas atividades de senador ; 

- o solicito Alckmim age rápido para apurar atitude do delegado que promove invasão da casa do filho de Lula - o mesmo Alckimin que se omitiu ano passado quando inexplicavelmente sua polícia invadiu a sede do sindicato dos metalurgicos no ABC durante reunião da entidade para protestar contra o impeachment . 

Então , o mais provável não é que nosso governador começou a ter lampejos de disposição para finalmente apurar os abusos de sua polícia , que já acontecem há algumas décadas ; há um acordão político entre as duas facções partidárias para tentar frearem essa roda que foi posta em movimento , e agora ameaça passar por cima de todo mundo .

Ao mesmo tempo , nas últimas semanas o jogo eleitoral começou a ser posto em marcha : Alberto Goldman é escalado para atacar Doria - visto que Alckmin não pode se sujar diretamente numa pendenga com o prefeito - e a reboque o Estadão desanca Doria em editorial . Os barões da mídia ainda não revelaram seu candidato. Mas já mandaram recado a Doria de que sua candidatura esta descartada. Ao mesmo tempo , Revista Veja estampa capa atacando Bolsonaro - segundo colocado na pesquisa de intenção de voto.  

 

 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de serralheiro 70
serralheiro 70

Nassif, quero  ser tão

Nassif, quero  ser tão otimista como você.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Já sei o desfecho: o "dotô"

Já sei o desfecho: o "dotô" delegado extrairá do material apreendido algum coisa "comprometedora", tipo DVD pirata ou laptop com Windows não registrado para justificar a ação. Dará uma entrevista coletiva para fornir a mídia "isenta" de manchetes do tipo: "Filho do Lula contrabandeava muamba e Lula sabia". 

Já a juíza que autorizou investida com base em DENÚNCIA ANÔNIMA prefere ficar no anonimato. Só assim preservará sua reputação como operadora da Lei. 

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Parabéns Nassif!

Sem invenstigações como a que cobrou das autoridades paulistanas informações sobre a autorizição judicial, provavelmente inexistente dessa história hedionda, esse delegado seguiria aprontando das suas

Seu voto: Nenhum (7 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.