Revista GGN

Assine

Escritor e jornalista, publicou contos em Movimento, Opinião, Escrita, Ficção e outros periódicos de oposição à ditadura. Autor de "Soledad no Recife" (Boitempo, 2009), sobre a passagem da militante paraguaia Soledad Barret pelo Recife, em 1973, e de "O filho renegado de Deus" (Bertrand Brasil, 2013), uma narração cruel e terna de Maria, vítima da opressão cultural e de classes no Brasil.

“Do que foi pra ser Agora”, a poesia que a ditadura brasileira gerou contra a sua vontade; por Urariano Mota
0 comentários
A mãe não está morta. Para o sentimento, para a percepção essencial, que diabo são os fatos?
4 comentários
Não é possível, hoje, ser um humanista e não se revoltar contra o concerto da direita brasileira; por Urariano Mota
21 comentários
Em recente discussão no Face, vi que não é pacífico o gênero do nome da nossa cidade; por Urariano Mota
11 comentários
Em resumo: o que é histórico da escravidão continua em todos os lugares do país. Joaquim Nabuco, profeta, viu muito bem
12 comentários
Para se defender com a maior cara de madeira, que não tem outra, Michel Temer valeu-se de um erro comum em políticos
4 comentários
Divulgo o roteiro dos 12 poetas do Recife. Qualquer rádio do Brasil fique à vontade: Importante é que a poesia sobreviva
0 comentários
Há três anos, em um 24 de julho, as notícias nada falavam do clima real, do povo real, no enterro de Ariano Suassuna
5 comentários
Neste Dia dos Namorados, salvo do esquecimento esta crônica para os casais de todas as idades
1 comentário
Essa tal de Cressida Dick é velha conhecida pelo crime da polícia de Londres contra um brasileiro, o Jean Charles
3 comentários