Revista GGN

Assine

Eleições

Candidato Eduardo Campos morre em acidente aéreo em São Paulo

Foto: O Globo

Jornal GGN - O candidato Eduardo Campos morreu, na manhã desta terça (13), em um acidente aéreo em São Paulo. A aeronave que o levava a uma agenda no litoral paulista caiu em uma rua da cidade de Santos, por volta das 10h. Segundo a Aeronáutica, outros seis passageiros, incluindo os dois pilotos, não sobreviveram. O motivo do acidente ainda é investigado. O Corpo de Bombeiros afirma ter dificuldade para encontrar os restos mortais, espalhados pelo impacto da queda. 

Consta na lista de vítimas divulgada pela Infraero Alexandre Gomes e Silva, Carlos Augusto Leal Filho, Geraldo da Cunha (piloto), Marcelo Lyra (fotógrafo), Marcelo Matos (piloto) e o ex-deputado Pedro Valadares Neto.

A candidata a vice-presidente, Marina Silva (Rede), não acompanhava Campos na aeronave. Seguno o PSB, a família de Campos encontrava-se em Recife no momento do acidente. A mãe do candidato, Ana Arraes, ministra do Tribunal de Contas da União, ficou sabendo da tragédia em Brasília, e partiu para Pernambuco logo em seguida.

Poucas horas depois do acidente, o Corpo de Bombeiros informou que sete pessoas ficaram feridas e pelo menos três casas foram atingidas no acidente. As vítimas estão em atendimento em um hospital próximo.

Leia mais »

Média: 4.6 (8 votos)

Lula é o novo preto, por Sérgio Saraiva

O ex-presidente Lula voltou à moda e deve ser a tendência deste alto verão - as capas de revistas semanais e primeiras páginas de jornais transbordam de Lula.

Por Sérgio Saraiva

Após a capa da Isto É, que nos renderá ainda boas risadas por algum tempo, a Folha on line, deste domingo, 19 de fevereiro de 2017, é Lula de ponta a ponta.

As manchetes seguem o modelo “o maior escândalo de todos os tempos da última semana”. O conteúdo das matérias, no entanto, é fraco, na base do “é o que temos para o momento”. E ainda que o jornalismo sempre tenha se apoiado em manchetes, o jornalismo atual parece tentar viver apenas delas – como memes de internet.

Odebrecht bancou treinamento empresarial para filho caçula de Lula

“Um dos favores feitos pela Odebrecht para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi pagar um orientador de carreira para ajudar seu filho Luís Cláudio a colocar de pé a empresa Touchdown Promoções e Eventos Esportivos, que organizava um campeonato de futebol americano. A informação consta da delação premiada da empresa, que ainda está sob sigilo”.

Leia mais »

Média: 4.3 (12 votos)

Dilma diz que segundo golpe seria impedir Lula de se eleger

 
Jornal GGN - "Atividade política eu nunca vou deixar de fazer", disse a ex-presidente Dilma Rousseff, que completa: "eu não afasto a possibilidade de eu me candidatar para esse tipo de cargo: senadora, deputada...".
 
A declaração foi dada em entrevista exclusiva à agência francesa AFP, nesta sexta-feira (17), em Brasília, onde participou de uma mesa redonda sobre o papel da mulher na política. À plateia, disse: "o golpe ainda não acabou". 
 
"O segundo golpe que esse País pode sofrer é que impeçam Lula de ser candidato (à Presidência da República em 2018)", completou a frase no Encontro Nacional de Mulheres Eleitas pelo PT, na capital.
 
Mas na entrevista exclusiva, quando foi questionada, Dilma Rousseff foi direta: "Eu não serei candidata a presidente da República, se é essa a sua pergunta. Agora, atividade política, nunca vou deixar de fazer (...) Eu não afasto a possibilidade de eu me candidatar para esse tipo de cargo: senadora, deputada, esses cargos".
Média: 4.2 (17 votos)

Se Lula disputar Presidência em 2018, Ciro Gomes não deve entrar, dizem analistas

Por Eduardo Maretti

Para analistas, Ciro Gomes não vai para eleição se Lula estiver na disputa

Em evento do PDT realizado em Brasília, ex-governador do Ceará disse que, se partido quiser, vai abraçar "com entusiasmo de jovem a causa de servir o Brasil como presidente"

Da RBA 

Se depender do que disse nesta quinta-feira (16), em evento do PDT em Brasília, o ex-governador do Ceará (1991-1994) Ciro Gomes (PDT) certamente será candidato a presidente da República em 2018. Sua candidatura está lançada por ele próprio. “Vou cumprir a missão que o partido determinar que eu cumpra. E se for a de servir o Brasil como seu presidente, é com entusiasmo de jovem que vou abraçar essa causa”, afirmou ele, ministro da Integração Nacional no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2006).

Ciro chegou a alimentar a curiosidade de jornalistas, dando um perfil do nome que escolheria para ministro da Fazenda. Disse que será “um empresário da produção” e que não poderia falar mais nada. “Senão dou até o nome. Mas está desenhado. E o meu presidente do Banco Central será um acadêmico. Nada de executivo de banco na economia”, prometeu.

Leia mais »

Média: 4.5 (12 votos)

Sobre a sondagem eleitoral para 2018, por Roberto Bitencourt da Silva

Fontes das imagens: respectivamente, webpágina do ex-presidente Lula e O Cafezinho

Sobre a sondagem eleitoral para 2018

por Roberto Bitencourt da Silva

Os números apresentados pela CNT/MDA, a respeito das intenções de voto para presidente da República, oferecem algumas informações que podem ser consideradas alvissareiras. Contudo, especialmente o perfil do acolhimento desses números – nas redes sociais, no jornalismo dos conglomerados e mesmo alternativo – requer maior prudência e reflexão. Senão, vejamos.  

A sondagem confere liderança folgada para o ex-presidente Lula. Os números poderiam ser ainda maiores, considerando o poder dos meios de comunicação na moldagem da opinião pública e a característica maior das sondagens, que tradicionalmente buscam mensurar a capacidade de influência da pauta e dos enquadramentos dos conglomerados de mídia.

Leia mais »

Imagens

Média: 4.2 (21 votos)

Lula venceria eleições 2018 em todos os cenários, diz CNT/MDA

 
Jornal GGN - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lidera as eleições de 2018, em todos os cenários expostos pela pesquisa CNT/MDA, divulgada nesta quarta-feira (15). O nome de Lula é o que mais aparece, tanto nas respostas espontâneas de intenções de votos, quanto nas perguntas estimuladas.
 
Lula recebeu 16,6% das intenções de voto, quando não foram oferecidas opções para os entrevistados selecionarem. Já na preferência do eleitor brasileiro, quando dadas as opções, Lula desponta como o preferido de 30,5% da população consultada.
 
Depois do ex-presidente, ainda na pergunta espontânea, o segundo que é mais lembrado vem da extrema direita: Jair Bolsonaro (PSC-RJ) recebeu 6,5% das intenções. Já Aécio Neves (PSDB-MG) ficou em terceiro lugar, com apenas 2,2% das escolhas. Marina Silva (Rede) veio em seguida, com 1,8%.
Média: 4.9 (13 votos)

STF deve julgar em breve ação de Janot que invibializa eleição direta

Jornal GGN - Os ministros do Supremo Tribunal Federal "receberam sinais" de que deve ser pautada já no início do ano a ação da Procuradoria Geral da República, comandada por Rodrigo Janot, que anula trechos da minirreforma eleitoral de 2015, inclusive o que permitiria a realização de uma eleição direta caso o mandato de Michel Temer (PMDB) fosse cassado até julho de 2018.

Isso porque a minirreforma, aprovada na época em que Eduardo Cunha (PMDB) presidia a Câmara dos Deputados, estabelece que a eleição indireta, ou seja, feita pelos congressistas, só seria possível se a presidência ficasse vazia faltando seis meses para o fim do mandato.

Leia mais »

Média: 4.2 (5 votos)

Lula defende que Moro e força-tarefa da Lava Jato sejam investigados por relações com EUA

Lula voltou a dizer que espera receber um pedido de desculpas quando os procuradores da República reconhecerem que não há como provar as acusações contra ele

Jornal GGN - O ex-presidente Lula disse que o golpe na presidente Dilma Rousseff teve como finalidade quebrar empresas brasileiras e entregar as riquezas sob tutela da Petrobras a multinacionais, com ajuda do desgaste imposto ao antigo governo e ao PT pela Lava Jato.

Ele afirmou, nesta quarta (11), que as denúncias de que os Estados Unidos estão interferindo na política nacional e têm relações não transparentes com a força-tarefa do Ministério Público Federal que investiga a estatal de petróleo deveriam ser investigadas pela bancada do PT no Congresso. Lula citou o juiz Sergio Moro, que vem impedindo que os elos entre a Lava Jato e agentes estadunidenses sejam abordados no julgamento do caso triplex.

Leia mais »

Média: 4.4 (28 votos)

PT tem esperança de que Lula ainda consiga disputar eleição mesmo se for condenado

Jornal GGN - O destaque da coluna de Mônica Bergamo na Folha desta terça-feira (10) é o "cenário cor-de-rosa" sonhado pelo PT em caso de condenação do ex-presidente Lula na Lava Jato. Segundo a jornalista, o partido "tem esperança de que o STF (Supremo Tribunal Federal) garanta a Lula o direito de disputar a eleição presidencial de 2018, ainda que ele vire ficha suja, caso seja condenado em segunda instância."

Leia mais »

Média: 1.6 (7 votos)

Estadão repudia candidatura de Lula a presidente: é um "escárnio", diz editorial

Jornal GGN - A notícia de que o PT deve lançar Lula candidato a presidente já em 2017 fez o Estadão publicar um editorial nesta quinta (29) repudiando a iniciativa. "(...) soa como escárnio a desfaçatez com que o Partido dos Trabalhadores vem a público para confirmar a intenção de lançar a pré-candidatura de Lula à Presidência da República 'com um programa de reconstrução da economia nacional'", disparou o periódico.

Após criticar o discurso do presidente nacional da legenda, Rui Falcão, de que com a candidatura anunciada, ficará clara a perseguição da Lava Jato com Lula, Estadão mirou contra a capacidade do partido de criar um programa econômica para sair da crise, após ter eleito Dilma Rousseff.

Leia mais »

Média: 2.6 (18 votos)

Presidente do PCdoB quer candidato próprio na eleição de 2018

Jornal GGN - Frente de esquerda? Depois de o presidente do PT colocar Lula como único candidato possível para 2018, é a vez de Luciana Santos, presidente do PCdoB, falar em nome próprio na próxima disputa pelo Palácio do Planalto. Segundo reportagem do El País, o presidenciável comunista seria o governador Flávio Dino, que nada em Uma onda de popularidade oposta ao que ocorre em outros Estados. Para Santos, Dino é um nome que pode fazer a esquerda contornar a crise política e encerrar o ciclo do PT.

Leia mais »

Média: 2.7 (16 votos)

Eleitores que restaram ao PT recebem Bolsa Família, diz jornal

Jornal GGN - O editorial do Estadão desta segunda-feira (26) diz que o programa Bolsa Família é "muleta eleitoral" do PT e o resultado das eleições 2016 é prova disso. Isto porque o partido perdeu, na média nacional, quase 60% das prefeituras que conquitou em 2012. Em cidades onde a maioria dos eleitores recebem o benefício criado pelo governo Lula, porém, esse índice foi menor: 28%. Para o Jornal, isso é prova de que, não fosse o Bolsa Família, o PT teria reduzido sua representatividade nos municípios brasileiros a um patamar irrelevante.

O editorial do Estadão está no contexto de uma narrativa abraçada pela mídia tradicional para ver o Bolsa Família desfigurado. Desde que assumiu o poder, Michel Temer, com apoio desse setor, adotou critérios para acesso e de atualização de dados que estão esvaziando o programa. Só em novembro passado, após um "pente-fino", o novo Ministério do Desenvolvimento Social retirou mais de 1 milhão de beneficiários da assistência. Reportagem publicada na semana passada mostra que famílias que melhoraram as condições financeiras foram atingidas e nem sabem o porquê.

A pasta ainda projeta corte similar para o início de 2017. A promessa é de também fazer essa vistoria para "detectar irregularidades" mensalmente. A questão é que a avaliação mensal pode revelar uma melhoria de renda falsa, principalmente em meses mais comerciais, quando os chefes de família fazem bicos para complementar os ganhos. 

Leia mais »

Média: 1.9 (9 votos)

Mesmo cercado pela Lava Jato e Zelotes, Lula é o único que cresce no Datafolha

 
Jornal GGN - Denunciado na Zelotes e na Lava Jato por supostos crimes que vão desde tráfico de influência, passando por recebimento de vantagens indevidas na forma de um sítio e um triplex no Guarujá, até uma mal explicada tentativa de obstruir as investigações, o ex-presidente Lula foi o único entre os principais presidenciáveis que cresceu no Datafolha nos último cinco meses.
Média: 4.6 (10 votos)

Rui Falcão defende candidatura de Lula em 2018

“Nenhuma política econômica é bem sucedida se não tem legitimidade das urnas”
 
 
Jornal GGN - O presidente do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, afirma à Folha que a defesa de Lula como candidato a presidente em 2018 "é uma exigência nacional, não só do PT, mas daqueles que veem nele um líder". 
 
Quando perguntado se o PT apoiaria Ciro Gomes, Falcão respondeu que defender a candidatura de Lula não significa que o PT não tenha diálogo com outros partidos, mas frisou que a preferência é focar as forças em uma possível candidatura do ex-presidente que poderá assumir a direção do próprio partido após o afastamento de Rui, previsto para abril do ano que vem.
 
Atacado pelas perguntas do jornalista quanto à queda de credibilidade do PT e de que a recessão econômica foi provocada pelas administrações Dilma e Lula, Falcão rebateu alegando que o PT tem sido criticado mais pelos acertos do que pelos erros. "Temos um legado de transformações no país, de ascensão de 40 milhões de pessoas", destacando, ainda que a recessão econômica enfrentada hoje é fruto da instabilidade política provocada mais pela deposição de Dilma, tanto que no novo governo o país vive uma depressão. 
 
“[Se Dilma estivesse no poder] pelo menos você não teria essa instabilidade política brutal que resulta de um governo ilegítimo e usurpador. Nenhuma política econômica é bem sucedida se não tem legitimidade das urnas”, completou. 
Leia mais »
Média: 2.1 (7 votos)

Presidente do PSDB apresenta Alexandre de Moraes como sucessor de Alckmin

Jornal GGN - É destaque no Painel da Folha desta terça (22) que o presidente estadual do PSDB Pedro Tobias apresentou, durante um evento do partido, o ministro da Justiça Alexandre de Moraes como "sucessor" do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Moraes foi secretário de segurança de Alckmin e atuou em outras gestões em São Paulo, antes de ser alçado a ministro do governo Temer. Ele é filiado ao PSDB desde o ano passado, quando começaram a ventilar que ele entraria na lista de potenciais candidatos do partido à disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.

Leia mais »

Média: 1.5 (8 votos)