Revista GGN

Assine

Crise

Temer diz que sem Plano A, ele não tem futuro

Foto: Lula Marques/PT
 
 
Jornal GGN - Pego na Lava Jato conversando sobre possível propina a Eduardo Cunha na cadeia e ações de obstrução de Justiça encampadas pela JBS, Michel Temer agarra-se ao que chama de recuperação da economia e saída da crise para se manter no cargo, em meio à pressão por renúncia, ameaça de cassação no Tribunal Superior Eleitoral e dezenas de pedidos de impeachment.
 
Nesta terça (30), durante discurso o Fórum de Investimento Brasil 2017, Temer disse que se "de fato queremos um futuro melhor, não há plano B". Com ajuda de tucanos, principais fiadores de seu governo, Temer tentou ignorar que sem o plano A - atender as demandas do mercado oferecendo as reformas impopulares em troca de guarida -, o presidente é que não tem futuro.
Média: 1 (1 voto)

O mundo parece estar parindo o novo à fórceps, por Assis Ribeiro

O mundo parece estar parindo o novo à fórceps

por Assis Ribeiro

Depois do estrondoso sucesso do livro "O Capital no Século XXI", do economista francês Thomas Piketty, que estarreceu os neoliberais e exultou os esquerdistas ao fundamentar com profundidade inquestionável que a crise econômica mundial não seria resolvida sem desconcentrar o capital e promover a sua redistribuição taxando os mais ricos, o jornalista brasileiro Luís Nassif, no artigo http://jornalggn.com.br/noticia/xadrez-da-revisao-do-projeto-dos-campeoe... , levanta a questão da concentração abordando as causas e consequências da política brasileira na busca de se criar grandes players nacionais, incluindo no seu estudo "as tramoias do capital financeiro e do industrial".

Tornou - se amplamente perceptível até para os de mente avestruz que a corrupção e a deslealdade dominaram os todos os trâmites dos processos econômicos. Que o financiamento da imprensa e de jornalistas para favorecer os seus interesses, a compra de juízes e procuradores e outras "tramoias" são verdadeiros efeitos colaterais na criação das grades empresas, e não é por outra razão que as nossos grupos de alavancagem econômica como a Petrobras, OAS, Odebrecht, OI, JBS estão citadas na operação Lavo Jato.

Leia mais »
Média: 5 (4 votos)

Temer sofre invertida de Serraglio, que tomou o mandato e foro de Loures na Câmara

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - O governo Michel Temer teve uma notícia nada agradável nesta terça (30). Osmar Serraglio, inconformado com a maneira como foi demitido do Ministério da Justiça, rejeitou a pasta de Transparência e decidiu voltar para a Câmara Federal. Com isso, seu suplente, Rodrigo Rocha Loures, tem de devolver o cargo e, consequentemente, fica sem foro privilegiado. O problema para Temer é que Loures já ficou conhecido como o "deputado da mala" de dinheiro da JBS e está na mira da Lava Jato.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Entidade critica retorno de cubanos para o Mais Médicos

mais-medicos-karina_zambrana_ascom_ms.jpg
 
Foto: Karina Zambrana/ASCOM/MS
 
Jornal GGN - Na semana passada, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, se reuniu em Genebra com representantes do governo de Cuba para retomar o envio de médicos do país caribenho para o Brasil. 
 
Em torno de 300 profissionais cubanos que atuam no programa Mais Médicos e que haviam retornado para o seu país deverão voltar ao trabalho ainda neste mês. Em abril, Cuba anunciou a interrupção do envio de médicos após se preocupar com decisões judiciais no Brasil que permitia que os profissionais continuassem no país. 
 
Para o jornal O Estado de S. Paulo, o ministro afirmou que o programa foi renovado e repetiu o discurso de que pretende substituir os cubanos por profissionais brasileiros. Anunciamos que daremos prioridade para brasileiros, teremos 11,4 mil vagas”, afirmou.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Como o burocratismo destruiu a experiência do Conservatório de Tatui

Há décadas desenvolve-se uma discussão profícua sobre modelos de políticas de inovação. O modelo dos sonhos dos cientistas é um ambiente no qual convivem cientistas de várias formações, trocando ideias e experiências livremente, sem o burocratismo das organizações formais.

Nos anos 90 visitei a Bell Labs, um dos laboratórios mais inovadores da época. Havia pesquisadores de vários países, cada um deles com liberdade para lançar ideias, buscar parcerias internas livremente. Era essa liberdade, essa sintonia sem amarras que garantia a criatividade interna.

Em Seminários que a Agência Dinheiro Vivo promoveu anos atrás, trouxemos a experiência francesa da EDS, a sueca da SAAB-Scania. Com variações pequenas, todos os modelos se baseavam nesses princípios de desburocratização da pesquisa, de criação de ambientes informais onde cientistas e alunos se relacionavam livremente.

Ao longo dos anos, acompanhei várias experiências brasileiras, os Parqtecs, as incubadoras de empresas. Nenhum foi mais bem-sucedido que duas experiências inovadoras no campo da música, o Conservatório de Tatuí e a Universidade Livre de Música Tom Jobim.

Leia mais »

Média: 4.9 (9 votos)

Eleições diretas estão nas mãos da Justiça: STF e TSE precisam votar

Sem saber que o caso voltaria contra si, Temer manifestou-se em junho pela derrubada dos artigos da minirreforma que, um ano depois, o protegeriam
 

Foto: Beto Barata/PR
 
Jornal GGN - Depende da ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal, a possibilidade de ocorrer eleições diretas após a cassação do presidente da República. Cabendo a ela a responsabilidade por agendar o julgamento, o próximo passo dependerá do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
 
O pedido partiu do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, há mais de um ano, no dia 18 de maio de 2016. Com uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI), Janot narrava que a minirreforma eleitoral, aprovada em 2015 pelo Congresso, adotou alguns trechos que contrariam a Constituição Federal.
 
Um deles é o método da realização de eleições. No artigo 224 da minirreforma, ficou decidido:
 
§ 3o A decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário acarreta, após o trânsito em julgado, a realização de novas eleições, independentemente do número de votos anulados.
 
§ 4o  A eleição a que se refere o § 3o correrá a expensas da Justiça Eleitoral e será:
 
I - indireta, se a vacância do cargo ocorrer a menos de seis meses do final do mandato;
 
II - direta, nos demais casos.

Leia mais »
Média: 5 (6 votos)

Roberto Freire se irrita com denúncia do golpe no Parlasul

freire.png
 
Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - Durante sessão do Parlamento del Mercosur, o Parlasul, o deputado e ex-ministro do governo Temer, Roberto Freire (PPS-SP) se irritou quando Jean Wyllys denunciou a repressão contra manifestantes que pediam por eleições diretas no Brasil. 
 
Em determinada momento da sessão, realizada em Montevidéu, no Uruguai, os deputados debatiam a votação de um requerimento para discutir a situação do Brasil e da Venezuela. Freire defendeu que fosse discutida somente a questão do país de Nicolas Maduro, dizendo que o Brasil não tem presos político e sim “políticos presos”. 
 
Jean Wyllys pediu a palavra e falou sobre a repressão policial contra o ato contra o governo de Michel Temer, realizado na semana passada em Brasília. Freire interrompeu o deputado gritando que o que Wyllys dizia era mentira. 

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

Bases ideológicas por trás da Lava Jato, segundo Fernando Horta

Operação marca ponto de encontro de visões de mundo das diferentes elites brasileiras
 
 
Jornal GGN – A Lava Jato é mais do que uma operação para desvendar um esquema de corrupção revelando, desde seu início, um viés de cunho ideológico para conseguir destituir do governo central do país um partido mais correspondente aos anseios das classes populares.
 
Essa tese é defendida pelo colunista do GGN, historiador e relações internacionais Fernando Horta, em entrevista para Luis Nassif. "O objetivo da Lava Jato sempre foi construir ou reconstruir uma narrativa sobre os últimos 13 anos. Isso ficava muito claro a partir do momento em que o juiz [Sérgio] Moro diz muito abertamente que não investigaria nada antes de 2003", pontua o pesquisador da UnB.
 
Segundo Horta, o argumento do juiz que coordena a Lava Jato para realizar esse corte é que os crimes antes daquele ano estariam prescritos. Mas para o professor a alegação não se sustenta pelo caráter impetuoso das ações da megaoperação que, em muitos momentos, não seguiu o processo jurídico correto. 
Leia mais »
Média: 4.1 (13 votos)

Governo Temer é classificado como ruim e péssimo por 80% dos brasileiros

temer_beto_barata_pr_3.jpeg
 
Foto: Beto Barata/PR
 
Jornal GGN - Pesquisa realizada pelo instituto Ipsos mostra que o governo do presidente Michel Temer é classificado como ruim e péssimo por 80% dos brasileiros, chegando ao seu maior índice de rejeição.
 
Na comparação com o levantamento anterior, de abril, há uma aumento de 5% na rejeição (75% para 80%), sendo que a pesquisa foi realizada alguns dias antes da divulgação do acordo de delação de Joesley Batista, da JBS.
 
Além disso, o levantamento também mostra que 93% das pessoas entrevistadas acham que o país está no caminho errado, uma elevação de 1% na comparação com a pesquisa anterior. 

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Opinião do Nassif: permanência do Temer é humilhação para o país

Elite precisa decidir logo pela saída de peemedebista, se quiser evitar a união dos brasileiros por Diretas Já 

Nos próximos dias vai esquentar mais ainda o clima político. Todas as carta estão na mesa: de um lado, nesse domingo, o presidente Michel Temer fez uma troca de ministros nas direções da Controladoria Geral da União (CGU) e do Ministério da Justiça. O Torquato Jardim, que estava na direção do primeiro órgão, foi para o Ministério da Justiça, e o Osmar Sarraglio, que estava na Justiça, foi para a CGU. Evidentemente que essa manobra é para enquadrar a Lava Jato.

Por outro lado, os procuradores e policiais federais da Lava Jato, avançaram nos últimos dias em áreas absolutamente sensíveis ao presidente Michel Temer. Foram até a casa do Coronel da Polícia Militar aposentado, Lima Filho, amigo de Temer, levantaram várias informações, apreenderam documentos, computadores. Chegaram até o senador Aécio Neves e levantaram nas casas dele, no Rio e em Brasília, materiais. E temos ainda o Aécio com aquela genialidade de quem se considera inimputável. 

Leia mais »

Média: 4.7 (17 votos)

Artistas lideram manifestação Fora Temer em Copacabana

Frente Brasil Popular estima passagem de 50 mil pessoas no ato durante todo o domingo 

Frente Brasil Popular estima passagem de 50 mil pessoas no ato durante todo o domingo
 
Jornal GGN - Caetano Veloso, Milton Nascimento, Criolo, Mano Brown e Otto, são alguns dos artistas que estão se apresentando na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, que está ocorrendo em formato de trio elétrico, ato promovido para exigir a saída de Michel Temer da presidência da república.
 
O grupo também defende a realização de eleições diretas com o afastamento do peemedebista. Entre os artistas que aderiram à causa, e gravaram vídeos chamando a população para o ato, estão Wagner Moura, Fábio Assunção, Gregório Duvivier, Sophie Charlotte, Daniel Oliveira, Maria Casadeval, Antônio Pitanga, Bete Mendes e Zeze Motta. 
 
A concentração na praia de Copacabana começou às 11h, e conta também com a participação de políticos do PSB, PSOL, Rede, PT, além de centrais sindicais. 
 
No evento foi organizado pelo Facebook mais de 30 mil pessoas confirmaram a participação mas, segundo informações do G1, a Frente Brasil Popular informou que a estimativa do público ao longo do dia é de 50 mil pessoas. A Polícia Militar ainda não divulgou um número oficial.
Leia mais »
Média: 4.5 (17 votos)

A "ISO 9000" não é contra o trabalhador, professor, por Sérgio Saraiva

O conhecimento é neutro, virtuoso ou imoral podem ser os usos que dele se faz.

Não é ISO
Por Sérgio Saraiva

No meio empresarial, é comum associar-se as “Normas ISO 9000” ao conceito de excelência. Isso é um engano motivado pela noção moral de qualidade e pelo pouco conhecimento do que vem a ser gestão da qualidade.

Há tempos venho protelando um texto sobre a qualidade como valor moral e como valor objetivo. A Norma ISO 9001 – sim, esse é o nome da “ISO 9000” - trata da qualidade como valor objetivo.

Qualidade = atender aos requisitos estabelecidos.

A melhoria contínua, preconizada pela “norma ISO 9000”, é um conceito correlato ao de excelência, mas são conceitos diferentes. A “ISO 9000” não exige o nível de excelência de nenhuma organização que a adote.
Leia mais »

Sem votos

Igrejas cristãs divulgam manifesto por Diretas Já

Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito defende que crise institucional foi acelerada com impeachment de Dilma 

Paulo Pinto/Agência PT
 
Jornal GGN - A Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito organizou um manifestou pelas Diretas Já. No texto, o movimento declara que o impeachment da "Presidenta Dilma Rousseff" intensificou a crise de institucionalidade no país, chamando a atenção que a neutralidade e o silêncio "não são opções para as pessoas que têm fé, em especial quando a vida dos pobres é agredida", acrescentando a responsabilidade de setor na sociedade na defesa da "distribuição de renda, taxação de grandes fortunas, com estado de bem estar social que respeite a separação entre religião e estado". 
 
O grupo segue afirmando no texto de que é preciso tomar medidas urgentes para revogar o congelamento do investimento social por vinte anos, a terceirização da mão de obra e evitar as reformas trabalhista e da aposentadoria, nos moldes propostos pelo governo Temer. 
 
"Não é possível aceitá-las, porque foram impostas de forma autoritária e sem discussão com a sociedade. Reafirmamos que o nosso papel é estar ao lado das pessoas que serão diretamente afetadas por essas medidas que ferem a dignidade humana".
 
O movimento também reitera que as provas divulgadas no dia 17 de maio apontado que Temer acertou a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha, para não denunciá-lo para a justiça "demonstram a falta de autoridade política, ética e moral de um governo que não foi eleito para a condução das saídas" das crises econômica, social e ambiental enfrentadas no país.
Leia mais »
Média: 4.3 (11 votos)

OAB: eleições diretas podem aprimorar Constituição

Claudio Lamachia afirmo que levará o tema do apoio a uma PEC das diretas já para o Conselho Federal da entidade 
 
oab.jpg
Foto: Agência Brasil
 
Jornal GGN - Em entrevista para o Estadão, o presidente da OAB Nacional, Claudio Lamachia, afirmou que uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para eleições diretas, após a saída de Temer, poderá significar "um aprimoramento do sistema constitucional". 
 
Neste domingo, Estadão e Folha divulgaram em seus editoriais a opinião de que a melhor saída para conter e reverter a crise política, caso se confirme a saída do peemedebista do Planalto, é a eleição indireta, prevista para ocorrer após 30 dias pela Constituição Federal com o argumento de reduzir o desgaste do sistema político brasileiro. 
 
Porém, os partidos de oposição no Congresso se articulam para conseguir colocar em discussão duas PEC para diretas já, uma na Câmara, de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ), e outra no Senado, de autoria de Reguffe (sem partido-DF). Lamachia afirmou que levará o tema para a discussão no Conselho Federal da OAB e, ainda, que o impasse no Brasil só continuará a se prolongar com Temer na presidência.
 
Na última quinta-feira (25), em nome da entidade, ele protocolou o 13º pedido de impeachment contra Temer no Congresso Nacional.   
Média: 1 (1 voto)

Lava Jato, o pesadelo ainda não terminou, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Dali - sonho na psicanálise
 

Por Fábio de Oliveira Ribeiro

Acordei de madrugada. Pouco antes estava tendo um sonho.

"Eu estava indo a algum lugar de ônibus. Desci dele e na calçada vi várias pessoas sendo deslocadas pela sarjeta

Curiosa inovação. Com preguiça de andar ou sem dinheiro para o onibus as pessoas utilizavam aquele novo meio de transporte gratuito. Mas havia um problema.

A cidade não tinha saneamento básico. E as pessoas que usavam a sarjeta  rolante eram obrigadas a ficar com os pés mergulhados num líquido nauseabundo, numa mistura de água, detergente, sabão, shampoo, urina, restos de comida e merda.

Por que motivo elas aceitavam aquela humilhação? Apesar da imundice entrar nos seus sapatos e emporcalhar suas roupas, elas não aparentavam estar incomodadas. Elas seguiam pela sarjeta rolante até chegar aos seus destinos."
Leia mais »

Média: 4.5 (6 votos)