Revista GGN

Assine

Crise

Gustavo Feijó é um peixe pequeno da CBF, por Augusto Diniz

Foto Diário Arapiraca

Gustavo Feijó é um peixe pequeno da CBF

por Augusto Diniz

A denúncia que levou a realização da “Operação Bola Fora” nesta sexta-feira (9/6), com mandado de busca e apreensão na residência do vice-presidente da CBF e prefeito de Boca da Mata (AL), Gustavo Feijó, é antiga – embora se tenha dito que a ação foi um desdobramento da CPI do Futebol do ano passado.

De fato, Feijó é um dos que foram pedidos indiciamento a Procuradoria Geral da República pelo relatório da CPI de autoria de Romário. Mas se trata de apenas um item - nesse caso, de financiamento de campanha - entre as várias irregularidades da entidade apontadas no documento.

Uma operação também da Polícia Federal, chamada “Durkheim”, em 2012, fez busca e apreensão na casa de Marco Polo Del Nero – na época ele era presidente da Federação Paulista de Futebol e um dos vices da CBF.

Leia mais »

Média: 5 (2 votos)

Fazenda vê risco de rombo ainda maior nas contas para salvar Temer

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o presidente Michel Temer (à dir.)Sérgio Lima/Poder360

do Poder360

Fazenda vê risco de rombo ainda maior nas contas para salvar Temer

Presidente distribui bondades para manter apoio no Congresso

por Leila Coimbra e Jamile Racanicci

Capitaneada pelo ministro Henrique Meirelles (Fazenda), a área econômica do governo vê com ceticismo o efeito no Orçamento causado pelo enfraquecimento de Michel Temer. O Tesouro prevê 1 rombo de R$ 139 bilhões neste ano. Mas está difícil conseguir essa meta, por mais deficitária que seja.

O presidente se mantém no cargo após absolvição do TSE mas, para conseguir manter o apoio no Congresso, o governo distribui benesses. Eis uma tabela com as “bondades”:

Leia mais »
Média: 3.7 (3 votos)

Suprema acrobacia, por Leo Villanova

por Leo Villanova

Leia mais »

Média: 4.8 (5 votos)

Defesa de Dilma diz que resultado no TSE reconheceu soberania do voto

Foto Roberto Stuckert Fº

da Agência Brasil

Defesa de Dilma diz que resultado no TSE reconheceu soberania do voto

Ivan Richard Esposito - Repórter da Agência Brasil

A defesa da ex-presidenta Dilma Rousseff considerou que a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de absolver a chapa Dilma-Temer das acusações de abuso do poder político e econômico foi um reconhecimento da soberania popular. “O TSE reconhece que os 54,5 milhões de votos dados a Dilma Rousseff, em 2014, são válidos, que o diploma eletivo continua preservado e que os direitos políticos continuam preservados. Entendo que o direito foi respeitado e a Justiça foi feita”, disse o advogado Flávio Caetano.

Leia mais »

Média: 4.1 (10 votos)

Após vitória no TSE, Temer comemora aniversário de Maia na casa do relator da CPI da JBS

Alexandre Baldy, Temer e Marcela, em jantar oferecido pelo casal no Palácio do Planalto, em outubro do ano passado, para discutir reforma da Previdência (Divulgação)

do Congresso em Foco

Após vitória no TSE, Temer comemora aniversário de Maia na casa do relator da CPI da JBS

Edson Sardinha

Pouco depois de ter sido absolvido no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente Michel Temer foi à festa de aniversário do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que completa 47 anos na próxima segunda-feira (12). A comemoração ocorreu na casa do deputado Alexandre Baldy (Podemos-GO), autor do pedido de criação da CPI que vai investigar as operações financeiras do grupo JBS, cujos donos incriminaram o presidente em delação premiada. Baldy é também o relator da comissão, formada por deputados e senadores, que pretende devassar as transações e dívidas do grupo e o acordo de colaboração dos executivos com o Ministério Público.

Na saída do jantar, Temer disse que viu com “tranquilidade e serenidade” o resultado do julgamento. “Vou continuar pacificando o país”, declarou a jornalistas, enquanto entrava no carro oficial da Presidência.
Leia mais »
Média: 2 (4 votos)

Todo poder à Assembléia de Bandidos, por Jeferson Miola

Todo poder à Assembléia de Bandidos

por Jeferson Miola

Com a decisão favorável do TSE, Michel Temer eliminou a única via para seu afastamento, além da própria renúncia, que não dependia da interveniência do Congresso.

A partir de agora, e caso Temer relute em renunciar, a despeito da avalanche de denúncias de crimes cometidos por ele e sua turba, as duas possibilidades remanescentes para afastá-lo do cargo seriam ou [1] através de processo de impeachment no Congresso pelos crimes de responsabilidade, ou [2] em julgamento no STF pelos crimes de [a] corrupção, [b] obstrução de justiça, [c] organização criminosa, [d] prevaricação e [e] outros, que ainda deverão ser revelados.

No caso do impeachment, Rodrigo Maia, o presidente da Câmara dos Deputados acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, teria de admitir para tramitação um dos 14 pedidos de impeachment protocolados e que ele engavetou. Rodrigo Maia, porém, como operador da tropa de choque da base parlamentar do “governo de ladrões”, dificilmente instalará o processo.

Leia mais »

Média: 5 (7 votos)

Temer não responderá à PF por “sofrimento pessoal”

Jornal GGN – As mais de 80 perguntas da Polícia Federal à Michel Temer, presidente, não serão respondidas. Esta foi a decisão tomada por ele no tocante ao inquérito das delações premiadas feitas por executivos da JBS. A defesa protocolou no Supremo Tribunal Federal, nesta sexta, dia 9, uma petição em que pede que as investigações sejam arquivadas. A defesa, na petição, critica o teor do questionário enviado na segunda-feira, dia 5, após a homologação das delações dos irmãos Batista, Joesley e Wesley, pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.

O presidente teria um prazo para responder. A defesa pediu prorrogação até 17h desta sexta-feira. A defesa, ao protocolar o pedido de arquivamento, sustentou que o presidente não respondeu pois que as perguntas eram “invasivas” e causaram “sentimento de injustiça e sofrimento pessoal”. Mesmo não respondendo, a defesa diz que o presidente continua “pronto a atender” as demandas encaminhadas por Fachin.

A defesa aponta que a delação está contaminada pela “ilicitude formal e material” da gravação da conversa entre o presidente e Joesley Batista, quando falam de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados e demais investigações envolvendo o empresário. Além disso, considera “inoportuna e temerária” a afirmação do Ministério Público Federal de que entre os crimes supostamente cometidos por Temer está o de corrupção passiva.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Ética, Moral e o julgamento no TSE, por Fernando Horta

Ética, Moral e o julgamento no TSE

por Fernando Horta

No momento que escrevo estas linhas o julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE está empatado em 3 a 3 e Gilmar Mendes terá o voto final. Em março de 2015, a relatora Maria Thereza de Assis Moura havia arquivado a “coisa para encher o saco” que Aécio e o PSDB haviam entrado contra Dilma. Naquele momento Gilmar Mendes lutou para que se reconhecessem os “fatos” sobre “irregularidades de pagamento, por parte da campanha, a empresas supostamente fantasmas”. Gilmar parecia convencido de algo, de forma muito forte. O que era, entretanto, podemos apenas sondar.

A filosofia básica nos ensina a diferença entre moral e ética. Ética vem do termo grego “éthos” que significa comportamento, costumes. O “éthos” é a forma como nos portamos na vida, na nossa materialidade cotidiana. Existem “éthos” coletivos, próprios de determinados tempos, regiões, populações, grupos específicos e etc. A ética, portanto, é a parte visível do comportamento das pessoas, grupos ou instituições no tempo. Podemos falar de uma “ética da máfia”, uma “ética do PCC” assim como a “ética judaico-cristã”. Cada termo significa um determinado conjunto de valores. A máfia, por exemplo, não aceitava que se matassem mulheres e crianças. O PCC não aceita conviver com estupradores, agressores de mulheres ou crianças. A ética “judaico cristã” é formada essencialmente por dez mandamentos recebidos, segundo a tradição, pelo profeta Moisés no monte Sinai.

Leia mais »

Média: 4.3 (13 votos)

Dois juízes e a conta! – Em abril, Temer foi à pizzaria. Por Felipe Pena

no Extra

Dois juízes e a conta! – Em abril, Temer foi à pizzaria.

por Felipe Pena

Michel Temer pediu o cardápio. Gilmar Mendes se antecipou ao amigo e o tirou da mão do garçom: "posso pedir vistas, presidente?"

- Claro, meretríssimo – respondeu Michel.

- De entrada, que tal um queijo Gonzaga com lascas de tomate?

- Ótima escolha, Gilmar. Mas esse prato demora muito. Os tomates só estarão maduros no dia 16 de abril. Se quisermos algo pra hoje, terá que ser esse outro aqui mesmo – disse, apontando para um queijo mais amargo.

- Calma, Michel. Quem está vendo o cardápio sou eu. Minhas vistas, minhas escolhas. Apenas obedeça.

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Os bancos adotam a estratégia Joesley, por Ronaldo Bicalho

Foto G1

Os bancos adotam a estratégia Joesley

por Ronaldo Bicalho

O professor Eduardo Costa Pinto, em sua página no Facebook, levanta algumas hipóteses sobre os recentes movimentos no front bancário:

a) Com medo do Palocci ou assustados com os vídeos Temer-JBS, os bancos resolveram fazer um movimento de salvação da própria pele;

b) Para isso, os bancos teriam que antecipar suas delações (na frente do Palocci e do andamento da própria operação Lava Jato) seguindo a estratégia Joesley.

c) Temer e a atual equipe econômica, via a Medida Provisória 784, facilitariam isso. Ou seja, a provável manutenção de Temer contribuiria para viabilizar a salvação dos bancos e de seus proprietários (nesse momento salvar a pele é  mais importante do que aprovar reformas);

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

Tendência no PSDB é dar apoio velado a Temer e salvar a pele de Aécio no Senado

Foto: George Giani/PSDB

Jornal GGN - O PSDB pode adiar, mais uma vez, a data de desembarque do governo Michel Temer. Em meio ao julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, a atual cúpula do partido empurrou a reunião deliberativa sobre o rompimento da aliança para a próxima segunda (12). Porém, parte da bancada de deputados empurra para que a decisão seja protelada, evidenciando o racha.

Leia mais »

Média: 1.5 (4 votos)

Temer vai garantindo permanência na Presidência


Foto: Reprodução
 
Jornal GGN - Com as já evidências de que o presidente Michel Temer terá a vitória por 4 contra 3 votos dos ministros para a exclusão das delações da Odebrecht como meios de provas, o terceiro dia de julgamento antecipa a previsão de que o resultado ocorreria no sábado e a absolvição de Temer é vista como garantida até no máximo amanhã (09).
 
Diante do cenário de vitória, o mandatário agora se prepara para o dia após o TSE: a ameaça de que a denúncia da Procuradoria-Geral da República seja enviada após o julgamento da Justiça Eleitoral. Nesse meio tempo, Temer articula com interlocutores do Congresso e trabalha, ao mesmo tempo, sua imagem no noticiário.
 
Segue com a estratégia de tentar ferir a credibilidade da Procuradoria, capitaneada por Rodrigo Janot, e do próprio ministro relator das investigações no Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin. Mas é outra a preocupação imediata do presidente: garantir que a denúncia de Janot sequer passe pelo filtro de sua grande base no Congresso.
Média: 3 (2 votos)

"Se (TSE) absolver Temer e Dilma, a casa cai", diz presidente do PSDB

Foto: PSDB

Jornal GGN - O presidente nacional do PSDB Tasso Jereissati demonstrou preocupação com a possibilidade do Tribunal Superior Eleitoral não cassar a chapa Dilma-Temer com o julgamento que deve ser concluído no próximo sábado (10). Segundo o tucano, Temer tem perdido as condições de governar a cada escândalo que aparece por causa da delação da JBS. Se a cassação não sair, a Lava Jato deve criar um fato novo atrás de outro, inviabilizando a gestão do peemedebista e acelerando o descolamento de aliados.

Leia mais »

Média: 3 (6 votos)

Frete grátis, por Leo Villanova

por Leo Villanova

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

A fantástica fábrica de deseducação, por Carlos Motta

​A fantástica fábrica de deseducação

por Carlos Motta

O caso da festa escolar dos burguesinhos do Sul, movida a preconceito e desprezo por pobres e tudo o mais que não pertença ao universo dourado desses filhinhos de papai, dá o que pensar sobre o tipo de educação que os jovens deste Brasil varonil estão recebendo.

Cursei os antigos ginásio e colégio numa das únicas escolas que ousaram, séculos atrás, sair da mesmice pedagógica, o Instituto de Educação Experimental Jundiaí, hoje E.E. Bispo Dom Gabriel Paulino Bueno Couto, em Jundiaí, Estado de São Paulo. 

A maior inovação do Instituto era o sistema de avaliação dos alunos, bimestral e por conceitos - deficiente, fraco, regular e bom - em vez de notas. 

As aulas eram mais ou menos convencionais, dependiam da formação de cada professor. Havia os francamente ortodoxos e alguns que fugiam da rotina tradicional.

Leia mais »

Imagens

Média: 5 (7 votos)