Revista GGN

Assine

Crise

AO VIVO: Senado discute a admissibilidade de Impeachment da presidente Dilma

Jornal GGN - Comissão discute admissibilidade do impeachment. Após votação, caso aprovado, a presidente deverá ser informada e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, deverá assumir este processo. São mais de 60 senadores inscritos para falar. Os debates deverão seguir por todo o dia e também a noite com duas pausas de 1 hora: 12h e 18h. O GGN vai acompanhar os discursos. Os manifestantes serão divididos na Esplanada dos Ministérios, como ocorreu na votação da Câmara. A votação é por maioria simples, ou seja, terá que ter 40 votos mais 1.

Leia mais »

Média: 3 (6 votos)

Kortunov e o Estado de Exceção no Brasil, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Pedro Estevam Serrano se destaca entre os autores que se preocupam em definir os contornos do Estado de Exceção implantado no Brasil em 2016 e que vinha sendo construído pelo STF desde o julgamento do Mensalão do PT. Ele escreveu o livro "Autoritarismo e golpes na América Latina" e tem ministrado cursos sobre o assunto e colaborou com o texto “A sentença de Lula como medida de exceção” no livro “Comentários a uma sentença anunciada: o processo Lula”, Bauru, 2017, vários editores.

No texto acima referido, Serrano destaca que é “...bastante evidente que o juiz Sérgio Moro admitiu a defesa como um mero simulacro, uma maquiagem. Os argumentos e as provas apresentadas pela defesa, assim como os depoimentos em favor do réu, nunca chegaram a ser considerados com o peso devido. A própria manutenção de Moro à frente do processo, quando a suspeita de parcialidade contra Lula era praticamente explicita, foi de uma inconveniência absoluta.” (livro “Comentários a uma sentença anunciada: o processo Lula”, Bauru, 2017, vários editores, p. 410).

Um pouco adiante, o autor refere-se a hipernomia geradora anomia geral, esclarecendo que:

“A produção de normas de conceito impreciso submete os cidadãos a um poder arbitrário, pois não há controle de validade sobre o espectro normativo onde existe a norma. A legalidade sancionatória está paulatinamente perdendo o seu caráter de proteção e convertendo-se em mecanismo de exceção.

 

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

O juiz tem medo que eu receba o título pelo que ainda vou fazer pelo Brasil, diz Lula

Serão 20 dias de caravana pelo Nordeste, passando por dezenas de cidades. / Mídia Ninja

do Brasil de Fato

O juiz tem medo que eu receba o título pelo que ainda vou fazer pelo Brasil, diz Lula

Ex-presidente iniciou nesta quinta-feira o primeiro dia de sua caravana pelo Nordeste

Brasil de Fato | Salvador (BA)

"Ele está com medo que eu receba o título pelo que ainda vamos fazer pelo Brasil". Essas foram as palavras do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em resposta a decisão do juiz federal Evandro Reimão dos Reis, que na manhã desta quinta-feira (17) concedeu liminar impedindo que o ex-presidente receba o título Honoris Causa na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), agendado para esta sexta-feira (18).

Leia mais »
Média: 4.6 (9 votos)

Socialite que quer doar a Lula pode perder apartamento por dívida de condomínio

Foto: Reprodução/Facebook
 
 
Jornal GGN - Desde que saiu na grande mídia como "herdeira de um banco Suíço" - uma classificação equivocada, como mostrou Luis Nassif neste artigo aqui - a socialite Roberta Luchsinger deu a senha para ser cobrada por dívidas do passado. Primeiro surgiu um juiz lembrando de um passivo de R$ 62 mil com uma loja de móveis e, agora, o Estadão revela que ela deve R$ 232 mil em condomínimo não pago desde dezembro de 2014.
 
A advogada Ana Beatriz Cardoso de Souza afirmou ao jornal que Roberta sequer constituiu advogado para esse processo. Souza ainda disse que já está na fase de avaliação pericial e que o apartamento da socialite deve ir a leilão "em breve".
Média: 2.1 (7 votos)

UFRB se manifesta sobre proibição de homenagem a Lula

Jornal GGN – Depois que o vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM) pediu, e o juiz federal da região aprovou, foi suspensa a entrega do título Doutor Honoris Causa a Lula, pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), muito se falou.

A UFRB se posicionou ontem sobre a proibição e está recorrendo para que a decisão do colegiado seja mantida e o título entregue a quem de direito. A discussão é longa, e atinge a cada brasileiro e a cada instituição, tragando a democracia para dentro de um duto sem saída.

Leia a nota da UFRB a seguir.

Leia mais »

Média: 5 (13 votos)

Onde todo esse ódio vai nos levar?, por Leo Villanova

por Leo Villanova

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Em algum lugar se perdeu, por Fernando Horta

Em algum lugar se perdeu

por Fernando Horta

O jogo dos tempos é um dos grandes desencontros da história. O homem só tem o presente. O passado o é por retenção, seja da memória ou da história. O futuro não é ainda, surge somente por projeção. Ao falar do passado, temos, nas palavras de Paul Ricoeur, um “presente-ausente”. O passado não está mais ali, embora dele falemos. Este processo de falar sobre o que já não existe configura um dos espaços da memória e, quando mediado por uma narrativa de alguém diferente de mim, chama-se História.

Parece simples, afinal nada soa mais inexorável ao ser humano do que o tempo. Contudo, a política é capaz de jogar com os tempos de forma a tornar confusa a orientação de todo um grupo de pessoas. Quando eu articulo um discurso de cunho nacionalista, que rememora símbolos, cores, personagens e etc., eu trago o passado de volta através de memórias que foram coletivamente construídas. Os sentidos sociais da memória atuam como mediadores de um tempo que não existe e que, quase sempre, nunca existiu para os que se valem deles.

Leia mais »

Média: 4.3 (12 votos)

Três professores do IDP, instituto de Gilmar, concorrem a uma vaga no TSE

Foto: Divulgação

Jornal GGN - Três professores do IDP (Instituto Brasiliense de Direito Público), um dos projetos pessoais de Gilmar Mendes, concorrem a uma vaga de ministro substituto no Tribunal Superior Eleitoral - corte presidida, hoje, pelo ministro Gilmar. O portal Migalhas observou a relação entre os advogados e professores do IDP com a disputa na Corte Eleitoral.

Assine

Média: 4.8 (5 votos)

Alckmin acha que Doria vai quebrar a cara deixando SP por viagens políticas

 
Jornal GGN - Até a equipe do governador Geraldo Alckmin (PSDB) admite que o correligionário João Doria faz campanha eleitoral viajando o País no lugar de administrar a cidade de São Paulo. Mas a empreitada, na visão do Palácio dos Bandeirantes, é arriscada. "(...) a tese é de que Doria começou a perder a simpatia do paulistano por estar fora da prefeitura."
Média: 5 (4 votos)

"Decidi dobrar", diz herdeira após juiz proibir doação de R$ 500 mil a Lula

Imagem: Brasil247
 
 
Jornal GGN - Roberta Luchsinger, herdeira de um ex-acionista do banco Credit Suisse, decidiu dobrar a doação de R$ 500 mil que ofereceu ao ex-presidente Lula após um juiz determinar que ela está impedida de "qualquer ato de disposição graciosa de bens" antes de quitar um crédito de R$ 62 mil questionado na Justiça. 
 
Segundo informações da jornalista Mônica Bergamo, o magistrado só decidiu cobrar a dívida de Roberto após a imprensa publicar que ela pretende fazer a doação a Lula como uma resposta ao bloqueio dos bens do petista ordenada pelo juiz Sergio Moro.
Média: 5 (16 votos)

O sangue novo e a prata da casa da FEE/RS, por Geraldo Hasse

O sangue novo e a prata da casa da FEE/RS

por Geraldo Hasse

Sete meses depois de "extinta", no papel, pelo governador José Ivo Sartori, a Fundação de Economia e Estatística (FEE) prova estar mais ativa do que nunca. Nesta terça (15/8) à tarde, com o auditório lotado (120 lugares) por profissionais e estudantes, um grupo de quatro jovens economistas da "casa" apresentou uma síntese da situação econômica do Rio Grande do Sul diante da crise brasileira. Como disse a economista Cecilia Hoff, numa metáfora precisa sobre aquele rico momento no subsolo da instituição que exerce no RS os papéis do IBGE e do IPEA, era "o sangue novo" diante da "prata da casa", simbolicamente representada, na primeira fila, por meia dúzia de cabeças brancas – os veteranos da FEE, já aposentados como pesquisadores e professores. Belo encontro que há de ficar como lembrança desse tempo maluco.

Leia mais »

Média: 4 (4 votos)

Tribunais agentes de destruição da soberania nacional e popular, por Ceci Juruá

Maior Vergonha do Brasil, tribunais agentes de destruição da soberania nacional e popular

por Ceci Vieira Juruá

A maior vergonha do Brasil não é a mídia comercial.  Seu papel, historicamente, foi o de servir aos poderosos. A quem lhe paga mais.  

A maior vergonha do Brasil não são os políticos corruptos.  Se houvesse Justiça eles não estariam no Congresso nem nas Assembléias Estaduais e nas Câmaras de Vereadores. Para isto uma Ação Popular introduziu a Lei da Ficha Limpa que apenas se tornou inócua pela inação da Justiça.

A maior vergonha do Brasil são os Tribunais Superiores do Poder Judiciário, aí incluído o Ministério Público.  Há fatos que apontam nesta direção.

Leia mais »

Média: 5 (15 votos)

Brasil vai privatizar seu primeiro satélite 100% nacional

Mais da metade do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações será leiloado em setembro; para os críticos, a medida compromete a soberania e a defesa nacional.

Enviado por Webster Franklin

do Nocaute

Brasil vai privatizar seu primeiro satélite 100% nacional

No dia 27 de setembro, o Brasil pode retroceder no que seria uma grande conquista para as telecomunicações e para a segurança nacional. É nessa data que vai acontecer o leilão de 57% da capacidade civil total disponível no Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações (SGDC), em dois lotes, um com 35% da capacidade e outro com 22%.

Construído pela Telebras, o objetivo do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações é promover comunicações seguras para o sistema de defesa nacional, para as comunicações estratégicas do governo e promover o desenvolvimento socioeconômico do Brasil – o satélite vai aumentar, por exemplo, a oferta de acesso à banda larga nas regiões mais remotas do país, por meio do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).

Leia mais »

Média: 3.8 (10 votos)

Temer: Após guerra contra reforma, vem o silêncio e a aprovação extraordinária

Mandatário disse que "aqueles que protestaram" depois são "obrigados a curvar-se à realidade"
 

Fotos públicas
 
Jornal GGN - O presidente Michel Temer disse que após a aprovação de uma reforma ocorre "uma aprovação extraordinária e o silêncio daqueles que protestaram, porque foram obrigados a curvar-se à realidade que aquela reforma trouxe". 
 
A afirmação ocorreu em evento no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (16), ao lado do ministro alvo de investigações, Eliseu Padilha, da Casa Civil, Antonio Imbahassy, da Secretaria de Governo, além de parlamentares aliados e empresários.
 
Temer assinou nesta quartsa um decreto que firma o setor de supermercados como atividade essencial da economia. Na ocasião, defendeu a aprovação das reformas, como a trabalhista e a previdenciária, que segundo ele são uma "necessidade premente". 
Média: 1 (5 votos)

Temer corta previsão do salário mínimo para 2018

Foto: Divulgação/PR
 
 
Jornal GGN - Após ampliar o rombo fiscal de 2017 e 2018 para R$ 159 bilhões em cada ano, o governo Temer decidiu reduzir a expectativa em torno do salário mínimo.
 
Consta na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2018 que o salário mínimo seria de R$ 979, mas agora a equipe de Michel Temer acha que o valor vai ficar um pouco menor, em R$ 969.
 
Segundo informações do portal UOL, o governo justificou a medida com a queda da projeção da inflação, que saiu de 4,5% para 4,2% pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).
Média: 1 (2 votos)