Revista GGN

Assine

Busca e apreensão, eu quero, por Rui Daher

Busca e apreensão, eu quero

por Rui Daher

Estou num hotel delicioso à beira do Rio Piracicaba. Dois dias intensos no 1º ESALQ-SHOW, de que tratarei em CartaCapital, na próxima terça-feira, enquanto Ronaldo Caiado continuará expondo na Folha de São Paulo articulações políticas fascistas, sem ir ao âmago do agronegócio, não estivesse rico depois de tantos mandatos. Aliás, parêntesis, vocês pagam para ele escrever? Caso positivo, vai mal a empresa, hein?

Confesso-me indignado. Não com isso, que o suspeito jornal não desconfia ou se aproveita. Mas, com a absurda ação de busca e apreensão na casa de Marcos Lula, filho de um presidente que o Brasil ousou ter no passado e de quem os pobres devem-se lembrar.

Nada a ver com firulas judiciais, policiais ou políticas do anódino governador Geraldo Alckmin, a quem desprezo como ao menos emocionante inseto do planeta. Nem mesmo com as injustiças a Lula e à sua família. Nasceram para isso.

O meu ódio dirige-se ao fato de não promoverem a mesma diligência em minha casa. Por que a prioridade à família de Lula? Vai que eu me candidate em 2018 a algum cargo – Presidente seria o mais apropriado -, nomeie coordenador de campanha, a partir de Paraitinga, o dileto amigo Luiz Fernando Juncal e que Nestor & Pestana aceitem o cargo de marqueteiros?

Páreo duro, sem dúvida, diante da concorrência. Aliás, como pedia Ivan Lessa, permitam-me uma tergiversação.

Perceberam a esquerda cada vez mais esquisita? Sou suspeito, pois tudo credito às tais redes sociais e à pouca leitura de livros. Mas é assim. Se você mete o pau no verme Bolsonaro, dizem você estar fazendo propaganda dele junto ao “populacho”.

Se antes de todos, aventa a possibilidade de uma intervenção militar, pronto, você gestou o neófito caduco Mourão bisneto.

Se diz que Lula não concorre a 2018 nem a pau, a esquerda te chama derrotista. Sim, porque podemos ter certeza de que, ele tonado inelegível, a esquerda  irá para o pau, como foi com Brizola, em 1964.

- Como, Ivan Lessa? Tergiversei demais? Volto.

Definitivamente, quero imediata busca em minha casa, mas principalmente apreensão.

Minha casa fica no Baixo Madalena, a uns 500 metros da Praça Pan-americana. O endereço completo informo mediante ofício do governador (cuidado, dizem que eu moro perto do Serra – nunca procurei saber – seria uma desonra). Há 36 anos. Aqui criei filhos e vizinhos suportáveis. Por favor, polícia alckmista, não há necessidade de tortura – entregaria ter, um dia, cumprimentado José Dirceu, 50 anni fà.

Quanto às apreensões, sugiro: duas cadelas vira-latas, uma delas cega e diabética, com dificuldade de saberem onde descarregarem suas necessidades fisiológicas; uma churrasqueira que, destruída, precisa ser acrescida de 8 exemplares completos do Valor, 2 sacos de carvão e 5 litros de álcool para promoverem fogo; quase mil livros de Marx, Trotsky, Lenin, autores afins como Mandel, Lucácks, Hobsbawm, Lasch, Nelson Werneck Sodré, e toda a coleção da Civilização Brasileira, do Ênio Silveira (podem interessar aos Kremlin, Partido Comunista Chinês - PCC, também o nacional) ou para Alexandre Frota e Regina Duarte, sempre interessados em cultura.

Pobre? Tenho mais: calhas furadas precisando de reparos; os ateliês de meu filho, arte-educador em Paraisópolis, o que impedirá aos filhos de vocês acesso à cultura, pois sei que não moram nos Jardins ou Higienópolis; roupas minhas e de minha mulher, compradas no exterior nas décadas 1970/80, que ainda usamos, pois nunca voltamos de Woodstock, mas que o governador e Dona Lu podem gostar; vinis e CDs pré-internet; tapetes carcomidos; plantas decadentes; TV com 26 anos de uso; máquina de lavar-roupa que ganhamos em nosso casamento, há 45 anos.

Tá bom assim, satisfeitos capangas de Alckmin? Agora, tentem levar minha ideologia. Aí precisarão força, talvez me matar. Ela está em lugar que ninguém encontra. Guardam-na Lorca, Lumumba, Jesus. Nem adiantar minha morte, eles continuarão.

- Se entrega, Corisco!

-Eu não me entrego, não. Me entrego só na morte. Com para-belo na mão.

NOTA: DOMINGO, “DOMINÓ DE BOTEQUIM, O RETORNO”. NÃO PERCAM! LOGO DEPOIS ‘FOOTING’ NA RUA PRINCIPAL E NA PRAÇA. 

 

 

Imagens

Média: 5 (12 votos)
24 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Joao Arlas
Joao Arlas

Fio de Bigode

Parabéns.

 

 

Seu voto: Nenhum

João Arias,

obrigado mesmo. Deixou-me feliz, única recompensa.

Seu voto: Nenhum
imagem de ADROALDO LIMA LINHARES
ADROALDO LIMA LINHARES

TROCA-TROCA: DE GOLPE JURÍDICO MIDIÁTICO PARA GOLPE MILITAR!!

Em homenagem aos velhos tempos, bem como aos militares que estão chegando de volta por aí, vamos solicitar ao alckmin que, ao invés de "busca e apreensão" realize uma "blitz" no seu esconderijo!... vai ser mais emocionante!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Adroaldo,

tenho três AK-47 e uma Kalashinivov, Acho que dá pra segurar um picolé de chuchu. Abraços

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Rui

Vc é nosso segundo oásis, como apelidei o sumido Luciano Hortêncio ! Parabéns por isso.

Abraços !

Seu voto: Nenhum (1 voto)

lenita

Lenita,

o Luciano posta em algo chamado "Amigos do Blog de Luís Nassif". Não entendo bem a dicotomia. Mas é bom. Sabe aquela palmeira do oásis? É você. Abraços

Seu voto: Nenhum
imagem de serralheiro 70
serralheiro 70

Parabelo não!

AK-47 é mais moderna. Boa estadia em Piracicaba, a linda cidade que meu filho escolheu para morar. Aí perto da Escola Luiz de Queiroz, antes do lulinha se tornar proprietário da sede (soube disso  no fb).

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Casadei
Casadei

Nini

Adorei mas...

Pô Rui, cadê meu Nini?

Seu voto: Nenhum
imagem de CARIOCA
CARIOCA

Cuidado. A omissão dos cinco

Cuidado.

A omissão dos cinco litros da marvarda recebidas de Paraitinga poderá caracterizar de "omissão de patrimõnio".

Ou, sei lá, podem "sumir" na Operação Pedra de Dominó (homenagem ao acusado).

Vai decorando:

Acorda, amor
Eu tive um pesadelo agora
Sonhei que tinha gente lá fora
Batendo no portão, que aflição
Era a dura, numa muito escura viatura
Minha nossa santa criatura
Chame, chame, chame lá
Chame, chame o ....

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Porra, Carioca

tesouros todos preservados, sob paredes concretadas e que cospem cada vez que um coxinha tenta invadí-las. Inclusive tenho lá um rum me doado com paixão por Camilo Cienfuegos. Já imaginou um desses aqui frente ao Doriana. Abraços 

Seu voto: Nenhum

Para de dar doce para o cachorro!

Oi, Rui, poderiam levar todos os nossos livros, pois acho que é praticamente tudo de valor que os ditos esquerdistas tão perigosos possuem. So não sei se a gestapo paulista sabe interpretar texto, assim como não parece saber interpretar a Constituição Federal.

E ainda entregou o Fernando, hein :) Justo ele que assinava apenas J. Perde o amigo, mas não perde a piada.

Bom fim de semana à beira do Piracicaba.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de zésergio
zésergio

busca.....

Caro sr. Rui, esta ESQUERDA que o assombra é apenas isto. O que me assombra na Esquerdopatia, é que ela mesmo escrevendo em veículos progressistas como aqui, CC... e não em "golpistas direitistas", recheados estão de "Esquerda sem futuro, sem projetos,  numa esquina, sem evolução, precisando de novos rumos..." Aqui, matérias todos os dias. Nunca houve Terra Prometida. Terra Prometida foi se tornar Rei, num Povo Sem Território. A outra opção era ser Lacaio de Faraó. Ou pior ainda, pasto para a espada do tal. Depois de 40 anos perdidos no deserto, a sentença: "Povão, era isto". Daqui pra frente, enfrentem a realidade. Retroceder com o Faraó. Ou avançar sobre Filisteus. 40 anos para ser dito o óbvio. De qualquer forma quem penou no deserto, não verá o futuro que imaginou. Mesmo tendo a Verdade diante dos seus olhos, não conseguem enxergar que creram em farsas. Ou nem tanto, para aqueles que chegaram aos Altos Postos da Corte, mesmo no Deserto. ????? Parabéns a estes todos. A estórinha de Terra Prometdida, colou !! Casa Grande agora virou Mansão. Muitos cômodos agora pintados em tons de vermelho. Quanto à Piracicaba e o Rio Piracicaba. E aquele espetacular lageado dentro da cidade, vemos como é enorme nosso atraso e imbecilidade. Um rio que não passa dentro da grande São Paulo, mas que é tão poluído quanto Tiête e Pinheiros, mesmo não tendo razão alguma para isto. E com solução para a despoluição muito mais simples, pelas mesmas circunstâncias. Como não fizemos nada em 40 anos de redemocratização? Fora piorar suas condições? (mesmo assim quem não conhece vá conhecer. É maravilhoso). Já vi piracema dentro de Piracicaba. Quanto a ESALQ. São Paulo e o Brasil tem condições de produzir coisas fabulosas e espetaculares. ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ é uma delas. Onde o Brasil realmente é o Brasil. abs.

Seu voto: Nenhum
imagem de Brnca
Brnca

Salve!

Estilo não se compra viu Regina Duarte! Se tem. Nasce com ele e leva a vida com ele como o Rui que só irá perder, como diz, com parabelo na mão. Salve! 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

BRNCA<

Gostaria de bater um papo com Regina. PÔ "Namoradinha do Brasil", não é pouco!  Indicaria a ela ler João Cabral, Ariano Suassuna, Florestan, Suassuna, ouvir Cartola e Elomar, sob pena de matá-la o que não desejo. Abraços

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Fio do bigode

Outro dia falei aqui sobre o “empório”  do Sô Maé a dois quarteirões de casa e onde se encontra de tudo – de agulha a avião. Quando não tem ele manda buscar, e esqueci de dizer outra coisa, ele ainda tem “o prego” ( isto é,  existe um prego onde espeta as contas de quem pede para pagar depois. Quando o freguês retorna para quitar a dívida, o Maé tira os papéis do prego, soma os valores e cobra. Colocar no prego é colocar no pendura, comprar fiado, pagar depois.) principalmente quando a maquininha de passar cartão está fora do ar.

Outro dia eu, de certa forma, comprei fiado, pois solicitei o best-seller Dominó de Botequim e o autor, à semelhança do Sô Maé me enviou pelos Correios junto um bilhetinho onde tinha o número da conta para o pagamento.

Pessoas como o Rui e o Sô Maé são raridades... Teimam em acreditar numa coisa chamada SER HUMANO. A esquerda ainda tem os sonhos, o retrato do Guevara e os “fios do bigode” e uma pequena esperança de que o sol volte a brilhar nessa imensa escuridão onde a sordidão, o desrespeito, a tortura, a mentira e a perseguição insistem em se apoderar da mente do povo brasileiro. Cê venderia alguma coisa à pagar do "prego” ou na confiança do pós-pagamento após receber o produto para algum coxinha direitista?

 

Seu voto: Nenhum

La Costa,

SÔ Maé, é o Brasil que aprendi e sempre irei amar. Espere sempre isso de mim. Dívida quitada. Só espero que vc. gosta do Dominó e do Botequim. Abraços

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Que estilo !

Nada como acordar,

tomar um café com leite

acompanhado de pãozinho francês quente com manteiga

e das deliciosas histórias do Rui Daher.

Que estilo !

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Jorge Vieira

Jorge,

só posso ficar muuuuito feliz. E mais não digo. Abraços

Seu voto: Nenhum
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Muito bom, Rui, mas...  sobre

Muito bom, Rui, mas...  sobre calhas furadas precisando de consertos:  chiquetes mastigado e sem acucar.  Toque fogo com isqueiro ate derreter e coloque nos buracos.  Dura decadas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Ivan,

já diz e duram há 4 anos. Mais não farei. Deixarei pro Alckmin. Abraços

Seu voto: Nenhum (1 voto)

No caos que nos encontramos

No caos que nos encontramos essa pausa de satisfação.Obrigado

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Luiz,

gostaria de escrever sério. Mas a galhofa foi o que nos deixaram e receberão, tão medíocres são. Abraços

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Jackson da Viola
Jackson da Viola

Incitatus/Caiado.....

Como no tempo de Caligula, temos um cavalo como senador........pensando bem, acho que ganhamos....temos seguramente mais de um representante "equino" no senado.......

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Caro Jackson,

a esses não sei mais como classificar, tão medíocres são. Calígula nunca teria imagina personagem tão ridícula. Abraços

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.